21 de julho de 2024

53 thoughts on “Você se considera bissexual?

  1. Gostei, Amanda!!
    Dá pra fazer até mais questionários, com diversas temáticas dentro do universo LGBT, participarei de todos!
    Muito bacana mesmo, parabéns!! =)

  2. Oi, vocês já pensaram em colocar alguma bate papo, sei lá, alguma forma dos leitores se conhecerem? Queria tanto conhecer alguém, as pessoas da minha cidade não querem algo “sério” e parece que o pessoal do blog é decente. rs

    1. Oi, Sabrina, tudo bem? Verdade, o pessoal do blog tem ideias bem interessantes, o que é difícil encontrar em bate-papos. Estou estudando há um tempo essa possibilidade, outras leitoras já pediram isso. Aviso vocês! Abs!

  3. Gostaria tambem de conhecer gente mas mais afim de soh trocar ideia mesmo, ja que nao conheco tanta gente bi/gay e seria legal bater um papo as vezes pra discutir essas questoes que sempre aparecem ne, mas nem sempre temos com quem discutir! viva a internet…rsrs

  4. eu já desconfiava que gostava dos dois sexos sabia que não era so fantasia por mulher e sempre tive medo de mostra meu fascinio pela mulheres mais do que eu gosto dos homens e isso me preocupa por que tenho medo que as pessoas notem e me juguem por que até para mim isso não parece certo tenho certeza que se não hoje não agora mais amanhã as pessoas irão notar até o meu irmão me questiona o fato que mesmo eu gostar de homem me sinto atraida por mulher e nessa indecisão acabo não ficando com nenhum e já reparei o que meus pais pensam a respeito meu pai considera pecado minha mãe nunca irá aceitar e eu penso será que um dia eu poderei ser quem eu realmente sou? e por que eu não consigo me aceitar?

  5. Eu também gostaria de conversar, dialogar, conhecer outras pessoas aqui do blog. As vezes, sinto uma imensa necessidade de falar, desabafar mas fico com receio do julgamento, então me seguro rs, é complicado…

  6. Ressaltando o que as outras leitoras indagaram,,,Eu também gostaria que houvesse um bate papo,pois parecem ser pessoas que tem realmente algo p/ esclarecerer para pessoas como eu que ainda to meio confusa e até para conhecer pessoas legais de papo.,,,Na espera!

  7. Sou bissexual. Enfrento muito preconceito inclusive das meninas “les” que só curtem mulheres exclusivamente. Difícil conhecer gente em meio a tanta discriminação.

  8. Eu tenho 19 anos, namoro a 2 anos e tenho uma filha de 6 meses, meu namorado é um verdadeiro homem, ele sempre esteve comigo ate durante o parto, ate quando eu pensei em fazer aborto ele ficou com muita raiva de mim por ter pensado isso, ele me ajudou e ate hoje me ajuda em tudo, eu agradeço muito a Deus por ter colocado ele em minha vida.
    No começo ate mesmo antes de nos conhecermos eu ja gostava dele, eu nem falava com ele ainda, eu nao podia ver ele com qualquer garorta que ja morria de ciumes. Quando nos conhecemos de verdade ele ja sabia que eu era bissexual, ele falou que adorou saber disso, que poderiamos fazer sexo a tres e etc. Mas com o tempo ele ja me amando ele morria e ate hj morre com medo de eu ficar ou gostar de outra garota.
    Como combinamos de nao ter segredos entre a gente, eu ja falei pra ele que gostei de uma garota (que hoje nao gosto mais), ele ja me falou q sente atraçao por outras, e pelo fato de eu falar pra ele que nao me importo de que ele transe com outras garotas, ele acha que eu quero transar com outras tambem, ele pensa q eu irei falar: “se você pode eu tambem posso”.
    Na realidade nao é assim, mas utimamente eu sinto uma vontade enorme de ficar com outras garotas, mas eu amo muiito ele, eu nao quero perder ele, mas eu tambem quero viver a minha vida, as vezes me sinto meio que pressa, sufocada, sei la. As vezes penso em terminar com ele, mas ele me faz bem, mas nao feliz. Mas eu penso na nossa filha linda, e nao quero q ela seja criada sem o pai como eu fui, nao quero q eu e ele sejamos que nem os outros casai q tem um filho e logo se separam, eu penso no futuro dela.
    Muitas da vezes eu penso q irei ser mais feliz com uma mulher, mas ai vem a duvida de eu arriscar, me arrepender e querer voltar pra ele e ele nao me querer mais.
    GENTE, ME AJUDEM POR FAVOR, PRECISO DA AJUDA DE VOCÊS.
    Quero ser feliz mais tambem nao quero colocar tudo a perder.

    1. Então, Jooy, deu a entender que você está com ele mais por conveniência e receio de ficar sozinha. Diz que o ama, mas que a relação te sufoca e faz sentir presa, por isso pensa em terminar. Depois, que ele te faz bem, mas não feliz. Tem medo de arriscar um relacionamento com uma mulher, pois há a possibilidade dele não te querer mais. Como assim? Quer dizer que, “já que é assim, deixa como tá” e se não der certo você volta pro sufoco? Se quer mesmo orientação, vai precisar por as coisas na balança, porque tua felicidade também é importante. Quanto à filha de vocês, não creio que o futuro dela venha a ser prejudicado por uma possível separação, desde que ele continue a participar da vida dela, sendo um pai responsável e presente. Para isso vocês não precisam estar juntos. Os outros casais não importam, esse caso é o de vocês, ok?

      Espero que as coisas se resolvam.
      =)

  9. Olá, ainda estou no processo confuso da minha sexualidade apesar de já estar com 29 anos. Vou resumir minha história, ha alguns anos atras minha melhor amiga que eu sempre gostei muito de estar com ela até parecia uma obsessão, nos beijamos no quarto onde passávamos férias com a minha família, foi um beijo e caricias, no outro dia não conseguimos falar uma com a outra depois disso quis que acontecesse mais uma vez e aconteceu. Depois disso nunca mais ficamos, nos separamos onde ela namorou mais 3 rapazes, nem a amizade entre a gente existia mais. Depois de alguns anos ela deixou o namorado e voltou ser minha amiga e a sair com o mesmo grupo de amigos que eu tinha, até então não encanava mais com ela pois eu já havia me conformado de que ela não gostava de mulheres. Foi quando um belo dia ela se declarou pra mim dizendo que sentia minha falta até quando estava no relacionamento com os homens e chorava muito pela minha ausência. No outro dia acabamos ficando e daí surgiram sempre algumas dúvidas nela de que se seria aquilo mesmo que ela queria, pois bem nos separamos no período de 2 anos umas 2 vezes por ela não ter certeza do que queria, mas ultimamente me dizia que já sabia e que era aquilo mesmo que queria viver comigo, nunca brigamos, gostávamos das mesmas coisa, perfeita relação, onde há um mês atras ela me disse que não tinha certeza do que queria e largou de mim, ela não me atende mais e nem quer me ver. Está sendo muito difícil super a separação, queria saber se alguma vez alguém já relatou este tipo de comportamento, ela faz terapia ha muitos anos, será que vai conseguir ter essa resposta? Sei que ela me ama muito mas foge do que sente. Será que está se isolando para ter a resposta que procura? Porque ela sabe se ela encontrar comigo não vai conseguir resistir e vai ser fraca e querer voltar. Queria um conselho do que eu posso fazer, ainda ha amo demais e meu sonho é voltar com ela.

    1. Vanessa, já ouvi muitos relatos parecidos.
      Aliás, tenho amigos e amigas que já passaram pela mesma situação. Eles fugiram da pessoa, porque não conseguiam aceitar que estavam apaixonados por alguém do mesmo sexo. É um preconceito interno muito grande. É não querer ser julgado e preferir viver de aparência (aliás, acabo de falar sobre isso em uma outra resposta aqui no blog – recomendei esse post, inclusive http://blogsoubi.com/2014/01/a-fase-da-negacao/).

      Pelo visto, ela está fugindo desse forte sentimento que sente por você. Ela acredita que conseguirá se livrar dele estando com homens. Ao que parece, está sendo difícil lutar contra ele.

      Talvez, você pode dizer a ela que não consegue mais suportar esse tipo de situação. Já tentou conversar sobre isso? Se ela continuar fugindo, talvez seja o caso de tentar encontrar uma pessoa que realmente esteja disposta a lutar por você. Aliás, antes de fazer isso, você poderia dizer tudo a ela. Quem sabe ela não reflete sobre as atitudes e decide assumir essa relação?

      Espero que dê tudo certo.
      Um grande abraço, Vanessa.

      1. Oi gente, eu tenho 18 anos e queria muito ajuda de voces.. a 4 anos atras eu conheci uma menina, e nós nos tornamos melhores amigas.. certa vez, ainda no comeco da amizade, bebemos e ficamos porre, ela ficou falando algumas coisas e acabamos ficando.. eu achava que isso era coisa da idade e momento, e continuou acontecendo.. 2,3,4,5… varias vezes.. e a 2 anos atras eu descobri que eu gosto dela, e resolvi dizer a ela, e ela resolveu se afastar pra me dar um tempo e disse que n iria mais falar comigo por n sentir o mesmo.. uma semana depois ela veio atras de mim.. voltamos a nos falar.. resumindo pra vcs.. sempre que ela bebe, ou nao, ela arranja desculpa pra ficar comigo, nos ficamos com direito a tudo um pouco, ela aparenta gostar muito, mas sempre depois do acontecido, ela diz que tava muito doida e ri, ou diz que fez mas n.sabia o que tava fazendo.. fora as trocas de olhares e outras coisas.. eu amo ela, mas ela m.admite que sente alguma coisa por mim.. o que vcs acham??? Ja passaram pela mesma situacao??? Me ajudem por favoor! Obrigada (:

        1. Juliane, tudo bem?
          Essa é uma das situações mais comuns. Muitas mulheres têm medo de admitir que estão interessadas por alguém do mesmo sexo.
          Imagino que ela deve ter a mesma idade que você, certo? Ela deve estar na fase da negação. Fiz um post sobre isso, dê uma olhada (http://blogsoubi.com/2014/01/a-fase-da-negacao/)

          Algumas mulheres nunca saem dessa fasede negacão. Espero que não seja o caso dela. Mas se ela continuar negando que sente algo por você, talvez seja melhor você mudar o seu foco, para não se machucar. E quem sabe ela não perceba que está perdendo uma grande oportunidade?

          Enquanto ela perceber que é sempre fácil se relacionar com você quando estiver bêbada, ela sempre fará dessa forma.

          Espero que dê certo!
          Abraços!

  10. Olá Gente.

    Eu sempre namorei homens mas nunca fui completamente feliz, satisfeita. Sempre ficou aquela sensação de que faltava algo mais nestes relacionamentos. Pois bem, a 2 anos estou solteira e ultimamente uma mulher tem preenchido meus pensamentos e não está sendo fácil lidar com isso, Eu tento disfarçar para que ela mesmo não perceba, mas muitas vezes me pego olhando fixamente para ela e quando percebo que ela pode notar, desvio o olhar. Somos bem parecidas em termos de gostos e se deixarmos, passamos uma boa parte do dia conversando. Embora ela tenha um relacionamento de anos com um homem, tem algumas horas e atitudes que me fazem pensar que ela também nutre sentimentos/interesse por mulheres. Posso estar cometendo um erro ou confundindo a amizade, mas quando me afastei dela, por causa desse sentimento, ouvi dela um “estou com saudades, sinto sua falta”. Já demonstrou um certo ciúmes quando me aproximei de uma outra pessoa num evento e escutei “Não estou gostando desta aproximação não (risos)” Confesso que também sinto ciúmes dela quando está com outra pessoa “mulher”. Isso ficou muito evidente algumas vezes, mas consegui disfarçar, acredito que bem. Outras atitudes também me deixam confusas como – ela não me encara de frente, se preocupa comigo de uma forma diferente, pois percebo que o tratamento com outras pessoas não é o mesmo , é normal. Quando me afasto percebo que tenta chegar perto para conversar e esses dias até cometeu uma gafe haha. Outro detalhe que tenho notado é a maneira de conversar comigo. Embora eu sempre odiei que ao falarem comigo, as pessoas ficassem me pegando e ela sabe disso ultimamente percebo que quando encontra uma oportunidade tenta colocar a mãe em mim, seja nas costas, perna, me dado tapas de brincadeira, me fazendo cócegas. Eu até aceito o contato, mas tento desviar as vezes, mas confesso que gosto disso em relação a ela. Embora a cada dia criamos uma certa intimidade, parece que existe uma certa barreira entre nós duas. Eu não consigo chegar perto dela e dar um simples abraço como faço com outras pessoas que estão no mesmo local e o contrario é verdadeiro. Ela notou isso nos últimos dias e acabou me perguntando o porque não a cumprimentava da mesma forma. Fiquei sem graça, dei risada e a abracei, Confesso que tento fazer disso algo normal, mas é difícil, pois parece que neste simples ato, eu posso acabar revelando este sentimento que guardo dentro de mim. Não é fácil lidar com isso, nunca tentei conversar sobre, mas me sinto confusa a cada dia em relação a ela. Outras pessoas também já notaram que ela tem um jeito diferente, mas até ai para mim não ajuda em nada só me confunde mais e mais.

    O que vocês acham disso tudo?

  11. O bate papo seria bem legal, muita gente iria adorar. O blog é demais e sria ótimo se os leitores mantessem contato. Eu queria muito trocar idéias com alguém porque realmente eu me sinto confusa, minha vida está bagunçada. Se alguém quiser contato está ai meu email “[email protected]” espero resposta de alguém.

  12. Assumi que sou bissexual para mim mesmo. Nunca saí com outros homens, mas às vezes tenho atração. Não vou levar isso à frente pois sou casado e muito feliz. É apenas uma vontade… Sei que muitos passam por isso. Mas respeito minha esposa e continuarei respeitando, pois, no geral, sou feliz com ela. No sexo ela não me satisfaz completamente, porém eu a satisfaço, o que, para mim, isso
    é o que importa, pois eu vivo para ela e não por mim. Ah… Ela não sabe das minhas vontades… hihihihi

  13. Eu leio esse blog sempre q posso (vulgo toda madrugada escondida), e resolvi dizer q sou uma nao-bissexual, nao-hetero e nao-lesbica q ama esse blog. Ele traduz muito meus pensamentos e sentimentos e assim q rolar coragem eu conto um pouco mais sobre mim, publicamente. Quem quiser uma previa eu vou colocar meu email ai embaixo.

    Sou uma mulher aberta a possibilidades e livre de preconceitos, qualquer q seja ele.

    Quem quiser conversar, desabafar, me conhecer ou qualquer coisa, me mandem um email: [email protected]
    Eu gosto mt de analisar desabafos e dar conselhos. So nao sou exemplo de pessoa q saiu do armario pq eu nn posso nessa casa. Se bem q eu nunca estive em armario nenhum pra sair. O unico lugar q eu nn posso ser eu mesma é em casa. Ironia de viver.
    Falem cmg meninxs, preciso de atençao, bjs da carioca.

  14. Então, não tenho certeza. Só me atraí sexualmente por um rapaz afeminado mas nem sequer foi consumado o ato, ficou no ideal. Nunca me relacionei sexualmente com homem algum, mas tenho vontade de ir pra cama com travestis e afeminados

  15. Sim sim, já li. A questão é que logo quando comecei a me interessar em assistir o pornô de travestis, logo logo após as primeiras dúvidas, eu comecei a pesquisar e a estudar sobre o assunto. A questão é que existem inúmeras visões a cerca disso e no presente momento, me vejo como hétero mesmo, pelo fato de estar me relacionando mais com mulheres. Quanto o rapaz do post, creio que ele se encontra perdido e ainda não conseguiu encontrar soluções sobre o que sente. Acho que é uma fase normal do processo, essa angústia, ainda mais se a pessoa foi criada num ambiente ademais machista. Acho que o que me ajudou muito foi o fato de eu conhecer muitas pessoas do meio GLBT, amigos gays, lésbicas, bi, etc. Um dos meus maiores medos era achar que poderia me interessar só por transexuais e por mulheres não mas, depois de um tempo, vi que não tem como. Peço perdão se esse medo esconde algum preconceito meu mas, é a verdade. Se eu me interessei por homens alguma vez na vida, foi só uma vez e de acordo com a minha psicóloga, nem é certeza se realmente foi uma atração sexual. Eu espero que essa pessoa que também se interessa por transexuais possa encontrar seu caminho, pois creio que a busca pelo conhecimento a cerca de qualquer coisa, sana dúvidas e angústias.

  16. Olá, meninas!
    Então eu me chamo Cristina. tenho 30 anos, sou solteira! Vamos lá, já tem um certo tempo que eu comecei a sentir uma grande atração por mulher, mas nunca me envolvi com uma. 🙁 Tudo começou quando eu tinha 25 anos e fui mora com um grupo de amigas, entre elas tinha uma que era Bi, dai eu brigava com meu namorado, ela sempre me colocava no cola sempre estava ao meu lado. Um certo dia recebemos uma visita de uma amiga dela que é Lésbica, ficamos todas juntas conversando ai sem querer eu soltei aos poucos que tinha uma pequena atração por mulheres, todos ficaram sem entender… Mas no momento ninguém falou nada, com o passar dos dias, começaram as piadinhas foi ai que eu me fechei completamente, fiquei sozinha com meus pensamentos! Foi uma covarde mas na quele momento era essa atitude que eu teria que toma, me arrependo e ao mesmo tempo não, penso se eu tive vivido talvez teria liberado de uma vez, ( o que mas me ma mata é esse TALVEZ)…. Ontem lendo sobre o assunto descobri esse Blog que por sinal é MARAVILHOSO, parabéns para a dona.
    Gostaria de conhecer e troca ideias com pessoa que tenham passado pela mesmo situação que eu, ou outras…

    Adorei ler tudo que li aqui.

    Beijos um excelente dia a todas (o).

    1. Oi, Cristina, seja bem-vinda. Esperk que aproveite o espaço para compartilhar experiencias e se conhecer melhor!

      Eu já tomei a mesma atitude que você. Menti que não me interessava por mulheres com medo do que poderiam pensar. E eu estava entre mulheres que já haviam experimentado.

      É normal e aos poucos você vai conseguindo lidar com isso. Esse talvez também me matava. Demorou um pouco até conseguir me livrar do medo e experimentar de vez. É uma grande libertação!

      Espero aue dê certo pra você também.
      Abraços!

    2. Olá Cristina me identifiquei com sua historia, desde adolescente me senti atraída por garota, nunca tive coragem de falar com medo desse tipo de piadinha. Me fechei e comecei a namorar garotos para disfarçar, hoje estou com 44 anos solteira e frustada por ter sido covarde de não ter vivido um amor pois tive algumas situações claras de paquera mais fingi de desentendida. Mas estou mudando meus conceitos já me aceitei, um primeiro passo, agora conhecer alguém bacana que me complete e ser feliz e não deixar as oportunidades passar. Seja feliz um abraço!

  17. Olá, eu conheci o site faz um ano +-, mas n liguei muito, nem entrei para ver as postagens, na época eu pensava ser bi por n ter me restado opção (confuso né?) Kkkkkkkkk, foi uma fase complicada, mas descobri que nao sou bi, ja sabia que n era homo e suspeitava n ser hetero, quando respondi o questionario coloquei hetero pq acho q era o mais proximo, me identifico como assexual (note que n é assexuado, afinal ninguem diz bisexuado ou homosexuado…) e achei o site interessante parabens 😀

      1. Na verdade n foi tao simples assim, ja cheguei a pensar ser gay por n sentir atração por mulheres, mas também n sinto atraçao por homens… depois de perceber isso eu comecei a pensar q tinha alguma doença psicolpgica ou até mesmo falta de hormonio, mas no caso de falta de hormonio a pessoa ganha peso, n tem muita disposiçao entre outros problemas …. eu n tenho nada disso… quanto ao psicologico eu tentei procurar na minha vida sobre traumas romanticos, mas eu nunca fui de ser interessado nessas coisas, simplesmente nunca tive interesse e na puberdade foi complicado, eu começava a notar q todos tinham esse interesse mas era diferente comigo, então sempre me diziam q eu n tinha achado a pessoa certa, isso até fazia eu me sentir melhor na epoca e td mundo achava q eu gostava de uma amiga minha entao nem falavam muita coisa… eu achei super interessante a serie Dexter onde nos primeiros episodeos ele mostra como ele vê o mundo, eu cheguei a me identificar um pouco pois ele tambem n entendia o q era a atraçao, mas ele tem transtorno de personalidade anti social (psicopata) o q tambem n combina comigo, apos alguns dias eu lembrei de uma vez q um amigo meu e eu estavamos convrrsando e ele me chamou de assexuado entao achei o forum e conheci melhor o termo assexual, tem um video de uma pesquisafora da USP no programa de frente com gabi o nome dela é Elisabete, acho q se colocar no google da para achar, ela foi a primeira a abordar o tema no Brasil, mas nos EUA eles tem a AVEN q é bem mais famosa localmente. Mas uma analogia como me sinto seria como um copo, há niveis de amizade, que seriam como agua chega um ponto q o copo enche e ser mais q amigo iria transbordar, seria desagradavel. Essa é apenas uma analogia, mas nem todos os aces (diminutivo de assexual) sao como eu, eu sou ace/arromantico, existem os que sao romanticos e que sentem atracao romantica, quer ter namorado/parceiro, mas n gosta de sexo, n tem interesse. O que caracteriza acredito ser a falta de interesse e eu me sinto bem assim, só é chato aqueka pressao de “cade a namorada”, vc n gosta de nenhuma menina? Vc é gay? (Essa é raro, mas teve um tempo q minha mae estava sendo compreensiva e queria que eu me sentisse mais a vontade…. minha sempre teve amigos gays, ela n é preconceituosa nem nada). Ficou meio longo mas basicsmente é isso >.< no forum tem muitas informaçoes mas recentemente mudou de endereço.

  18. À dona do Blog.

    Já passei dos quarenta e ainda tenho dúvidas com relação à minha sexualidade. Quando tinha vinte e poucos anos, e sofria de síndrome do pânico, em uma das sessões de terapia com o psiquiatra, fui defrontado com a possibilidade de não ser hétero. Ser homo ou bi. Me lembro que aquilo me causou um transtorno imenso e me deixou desconfortável a ponto de entrar em depressão ou até mesmo tentar cometer suicídio. O médico-psiquiatra tentou a todo custo colocar dúvidas em minha mente, me puxando sempre para o lado daquilo que achava certo para ele (fui descobrir mais tarde que ele era homossexual). Foram anos de sofrimento, porém, com o passar do tempo, fazendo uma introspecção, fui percebendo que desde minha juventude, não tão adolescência, sentia-me atraído não somente por mulheres, mas também por homens, pois quando estava com meus amigos, sentia vontade de tocá-los, muitas vezes me sentindo mal, por segurar esse desejo e não colocá-lo em prática por motivos óbvios. Já senti excitação em ver homens malhando na academia, na tv…enfim… Porém nunca perdi o desejo por mulher, sofrendo inclusive por amores não correspondidos, depois que terminava com minhas namoradas. Gosto muito de mulher! Porém, sinto estes tipos de desejos por homens.
    Será que sou realmente bissexual?
    Será algum tipo de desajuste em minha sexualidade psicológica?
    Algum trauma mal resolvido que deságua em meu lado sexual, complicando e gerando confusões e até mesmo dúvidas, receios e também angústias e ansiedades?
    O que será isso???

    Gostaria da ajuda não só da autora do blog, mas também das demais pessoas que participam e passaram ou passam por isso.
    Hoje em dia, depois de tanto sofrimento, me sinto bem mais confortável para falar desse assunto. Mais maduro.

    OBS.: Nunca tive contato íntimo-sexual com pessoas do mesmo sexo, mas vez em quando fantasio em minha mente relações sexuais com outros homens e também transex e outro homem e uma mulher, todos juntos.

    Valeu!!!

    1. Eduardo, já vai fazer um ano que fizesse essa postagem, mas só agora descobri esse site, me sinto na mesma situação sua, só que sempre pensei em tocar um homem desde a infância, mas nunca tive coragem e sempre reprimi, erro? Será que não seriamos mais felizes se nossas, vamos dizer, fantasias se tornassem algo real, bom isso eu não sei, só sei que muitas vezes gostaria de ser mulher, pois dezenas de vezes me vesti como uma, queria sentir o que elas sentem, sabendo que nunca seria uma delas. Tocar, sentir um homem é o mais perto que podemos chegar, mas deve haver uma química, senão fica sendo um caso de sexo somente, e eu não quero isso, quero amar e fazer amor, hoje só faço amor com mina esposa se pensar que for com um homem, e não sirvo para ativo, quero ser mimado como uma dama, apesar da mina idade, mas acredito que somos todos jovens, então sentir medo do que?

  19. Me sinto meio estranho por tão jovem estar descobrindo gostos “estranhos” no sentindo de que eu não havia sentido antes, só tenho 14 anos e me sinto meio estrangeiro no meu grupo de amigos. São tantas coisas que me prendem a ser supostamente Hétero, comentários de “Amigos”, aceitação da família, inclusive tenho me afastado de tantas pessoas por conta de seus pensamentos tão primitivo, digamos assim.

  20. Tornei-me bissexual próximo dos 30 anos. Pra mim foi tranquilo, melhor coisa que fiz; pois a minha bissexualidade é apenas na cama. Eu só namoro mulher e só me envolvo emocionalmente com mulher. Não namoro homem, não tenho nenhum interesse em namorar com homem. Meu negócio com homem é apenas na cama, é apenas pra transar, apenas isso. Socialmente só ando em cia de mulher, me sinto muito bem tendo a cia de uma mulher pra sair, passear, ir cinema, barzinho, coisas assim. Só gosto de namorar com mulher; com homem não tenho a nenhuma vontade de namorar e não tenho menor interesse em envolvimento afetivo com homem; inclusive eu não beijo homem. Meu envolvimento afetivo-emocional é só com mulher. Sou bem resolvido qto a sexualidade (sou liberal na cama, já fiz de tudo com mulher, homem e casal); sei muito bem o que gosto na cama e fora da cama. Sou ativo e passivo (já fui penetrado algumas vezes, achei bem excitante e minha masculinidade não diminuiu em nada). E concluindo, exerço minha bissexualidade apenas qdo estou sem namorada; pois qdo tenho namorada ai sou fiel e hetero, e não saio com ninguém; pois respeito o compromisso. Se alguma mulher quiser contato com um bissexual macho, maduro (42 anos), solteiro, tranquilo e simples, é só deixar um recadinho por aqui. Carlos Bi – interior SP

  21. Olá, sou bi e casada com um homem, Estou em um relacionamento a anos é meu amigo meu companheiro e tenho sentimentos por ele e segurava o meu desejo por mulheres até então. Entrei em um grupo de namoro e encontrei essa menina por quem me apaixonei. Por ela ser lésbica e não aceitar meu relacionamento acabei escondendo que era casada e foi horrível, pois ela sofreu, eu sofri, ficou muito chateada. Ela gosta de mim, me deseja e me quer, mas não aceita que sou casada. Não quer alimentar esse sentimento por mim é foge. Estou sofrendo pois estou apaixonada por ela, é sei que ela sente o mesmo. Tá difícil pois nos relacionamos por distância é ela me pediu para deixa lá em paz, mais não me bloqueou das redes social e um dia antes disse que me queria, que gosta de mim.
    Meu companheiro sabe e me respeita, aceita meu envolvimento com ela.
    Queria ajuda, como tentar fazer ela aceita isso.
    oque eu faço?

  22. Sou Sonja McDonell, a aeromoça Swiss Airlines, 23, com 13 cidades no exterior e muitas fantasias em caso de emergência. O relatório do Dr. Kinsey diz que as meninas lésbicas têm algumas células em seus cérebros, que as meninas não têm. Essas células são enviadas para dentro e para dentro de suas partes sensíveis do corpo na puberdade precoce. Eles nunca podem ser apagados. A maioria das meninas então começa a se masturbar e pensar, como será com uma garota. Isso é verdade.
    [email protected]

    1. Entender e se aceitar, já é o primeiro passo Lili. Tbm estou no processo e a terapia tem me ajudado muito. Se quiser conversar marianaquarentona@gmal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *