18 de abril de 2024

136 thoughts on “Uma lésbica casada com um homem

  1. Em parte a entendo,mentir para todos em prol da aceitação.. Mentir para si mesmo..
    Eu não tenho coragem de assumir para minha família que sou bissexual,ainda mais depois do que ouvi na última semana..
    Estava dormindo -moro com minha avó- ela veio me acordar e começou a conversar,do nada o papo se voltou para minha prima que é lésbica ,casada e tem uma filha..Ela começou a falar o quanto achava errado.E eu tentando não ouvir e mudar de assunto e ela solta “ISSO É RIDÍCULO,SOU SIM HOMOFÓBICA” .Ouvir isso de sua avó,sendo bi em segredo absoluto,é doloroso. Sempre me rotularam por eu ser uma menina moleca,mas sou feliz assim e é o que me importa,tenho muita vontade de assumir,mas por causa dessas palavras,tenho medo!
    E agora,estou apaixonada por uma mulher mais velha,professora na minha faculdade…
    Não me dá aula,mas é maravilhosa…
    Quando a vejo,vou à lua e viajo…
    Como vou contar isso?
    Não sei!

    1. Mariana, é difícil mesmo essa situação com a sua avó. Mas pode ser que um dia ela entenda melhor sobre esse assunto. Infelizmente, a criação, a religião e vários outros fatores fazem com que as pessoas pensem dessa forma. Se ela perceber que muitas pessoas à volta dela, inclusive você, têm esse sentimento, pode ser que comece a refletir sobre o assunto e a respeitar a homo e a bissexualidade. Acho que você pode começar conversando com ela sobre o assunto, mostrando textos ou vídeos. Dizendo que não é errado, porque é apenas amor, entre outas coisas.

      Sobre a sua professora, mesmo você sendo maior de idade, é sempre complicado . Ajuda o fato de ela não te dar aula. Ao mesmo tempo, ela pode ter problemas se relacionando com uma estudante. Se você perceber que é possível criar um amizade com ela, talvez seja a melhor maneira de começar. Abraços!

    2. Eu irei falar de mim eu cansei de viver de aparências,de querer agrada os outros e vivendo algo q nao era meu
      Eu passei 18 anos me escondendo
      Com medo da minha famila e fui ensinanda que homem foi feito pra mulher e a mulher pro homem
      Eu com meu 14 anos amava minha amiga sendo q nao aceitava meu preconceito de não aceita aquilo era tão grande que deixei de viver meu grande amo
      Anos passaram a conexão era tal grande que voltamos nos reencontrar mais fugir disso
      Casei pra tenta fugir disso, tiver filho e uma familia linda mais nao era feliz comigo msm pq me faltava algo
      Eu apesar de nao esta com ela hj e sei o quando me ama eu tbm
      Seguimos rumo diferentes ela casou com rapaz e separou e casou com outro
      Eu separei do meu ex esposo, e me amiguei com uma mulher maravilho q me completa na cama pq nao existe relacao sem sexo

  2. Nossa… esse depoimento caiu como uma luva para mim! Estou angustiada por um relacionamento com homem (sou mulher) que acabou a pouquíssimo tempo exatamente por eu sentir o q esta leitora sente e acabar confessando à ele algumas partes! Realmente o amo, mas também nunca consegui me satisfazer plenamente no campo sexual com ele (nem com nenhum outro). A ponto de chegar a tb imaginar mulheres na hora h pra sentir prazer. Sinto-me extremamente mal por abandonar um homem tão perfeito; mas também é bom ver que não sou a única que está nessa situação e que tb não é só “coisa da minha cabeça”. Isso realmente existe e temos muitas de nós espalhadas por aí! Infelizmente o preço que pagamos pra descobrir “quem” somos às vezes é realmente grande!

    1. Estou na mesma situação, sou casada com um homem, tenho um filho de 2 anos, e continuo com ele por conveniência, e por medo de me assumir, meu marido é maravilhoso, mas não consigo me sentir completa ao lado dele, não sinto prazer, gosto e me sinto atraída por mulheres. Não sei o que fazer!

      1. Seu marido merece alguém que o ame por completo, não acha? Por favor, não venha com o papo típico, você não quer sair da sua zona de conforto e procura desculpas já manjadas – família, filhos, etc.
        Procure sua felicidade e deixe que seu marido procure a dele.

        1. Sabe o que é estar na situação da colega? Sabe o que é desde a infancia sentir atração por pessoas do msm sexo e NÃO poder dividir isso com ninguem, não poder falar isso pra ninguém porque todos vão te rejeitar, msm seus familiares. Todos vão dizem que isso é comportamento, safadeza, aberração e outras silasmalafaisses da vida! Se ponha no lugar dela!! Se fosse com vc aposto que não viria com uma mensagem tão cretina como essa! “Zona de conforto” porra nenhuma, é o caminho “menos pior” para muitas de nós, mas mesmo assim continua sendo um martirio, uma tortura. Muito facil pra uma hetero vir aqui vomitar essas filhasdaputagem!

          1. Infelizmente tenho que responder a mim mesma porque não posso falar direto com a Sonia. “E a felicidade dele que se dane!” Pois é, querida quem mandou vocês contribuirem para a construção de um ambiente homofóbico? Gays no armário se casando com heteros são resultado dessa rejeição que vcs tem por nós. Não digo sobre o marido dela especificamente, mas “heteros homofobicos merecem sim casar com gays e sofrer o resultado dos seus preconceitos e desumanidade”.

          2. à Elisa… a esse vocês você inclui a própria vó dela né? Enquanto o marido que ela diz ser maravilhoso sofre vocês não tem vergonha na cara de assumir que gostam do mesmo sexo por medinho da sociedade. Acho que todo homem ou toda mulher que observar esse comportamento rídiculo do parceiro(a) deveria é pedir divorcio e pegar a guarda do filho na justiça.

      2. Amigas já pensaram em propor um menage, bi feminino ao marido? Assim vc TB poderia sentir todo prazer do orgasmo com uma mulher, todos sairiam ganhando!

        1. plmr vc é homem com nick de mulher?…mais sensibilidade por favor, não é fácil gostar de alguém do mesmo sexo nessa p**** de sociedade. Ela quer uma mulher e não uma mulher+ um homem!!

  3. Minha historia eh bem parecida, sou casada ha 9 anos porem nao tenho filhos. Ha um ano consegui assumir pra mim mesma que sinto atracao por
    Mulheres entao fui em busca para matar
    Minha vontade e Ha 6 meses tive meu primeiro envolvimento com mulher, foi e esta sendo incrivel, mas continuo casada, ja nao sinto atracao por
    Ele ha um bom tempo e nao sei o q faZer pois sinto medo de tomar uma atitude errada e me arrepender , ele eh uma otima pessoa mas ate qdo vou viver essa vida de mentira ????

    1. Olá MOrena, Me identifiquei com sua história, vivo exatamente isso, e tbm não sei como agir, sou casada com um filho, não tenho muito que reclamar do meu marido. Mas tb fiko num beco sem saída, medo de sair do relacionamento e depois me arrepender. Complicado! Mas vc já se decidiu? Bj

      1. Porque não viver a realidade.
        Se separa e para de enganar o marido.

        Fácil é enganar por mero imaginário forçado pela família.

        Vai ser feliz e procurar uma mulher e viver a sua homossexualidade.

        Lésbica tem que ficar com lésbica.

        gay com gay.

        Hetero com hetero.

        Triste você fazer amor com uma mulher e a mesma pensando em outras mulheres.
        Me poupem.

  4. Enquanto lia essa história ia pensando “Não me lembro de ter publicado esta matéria”, afinal, poderia ter sido mesmo eu quem escreveu. É a minha história!
    Tive relacionamentos ocasionais com homens e mulheres, comecei a parar de sair com homens por perceber que gostava mesmo era de sair com mulheres. Um dia me interessei por um rapaz (aconteceu algumas vezes, mas saia com mulheres paralelamente), aí engravidei! Me casei por comodidade. Nunca o traí, estamos casados há 2 anos, ele é o cara mais maravilhoso do mundo, jamais o prejudicaria. Minha filha é meu bem mais precioso, mas não tenho prazer na cama, sexo pra mim é uma tortura, já conversamos sobre eu não querer, alego estresse, qualquer coisa, mas não tenho coragem de contar. É difícil, não me vejo abrindo mão da estrutura familiar, também não me vejo mentindo pra ele, acho que prefiro mesmo retrair meu desejo sexual a perder o que temos como família. NÃO É FÁCIL!

    1. Oi. Vivo uma situação muito parecida. A diferença é que desde o inicio tenho um jogo aberto no meu casamento. Mas isso não diminui muito a dificuldade de manter o relacionamento. Existe muito amor entre nós, mas a cada dia o desejo de estar com outra mulher só aumenta, e ele n consegue se sentir feliz com minha liberdade. Temos um filho e estamos juntos levando esta situação já por 5 anos. É desesperador em algumas fases perceber que qse n damos conta. Só o amor e a fé para nos unir.
      Se quiserem conversar me add email q add vcs tb.
      ([email protected])
      Será um prazer trocar experiências e podermos nos aliviar emocionalmente desta carga que carregamos de estar num casamento tão complexo.

      1. Ingrid, me conte um pouco mais da história? O seu marido te aceitou desde o início? Ele é hetero? Estando ele ciente de sua preferência desde o início não torna isso mais fácil?

      2. Oi resolvi comentar pois algo parecido aconteceu esses dias, sou casado tenho 3 filhos com minha esposa, certa vez conversava-mos na cama e ela me falou que gostava de mulher e achei interessante e apoiei ela desde o começo, mas ela só comentou, comecei a perceber ela volta e meia comentava sobre gostar de mulher, e eu via a felicidade nos olhos dela sempre que tocava no assunto e sempre apoiando, um dia ela me confessou que tava muito feliz por minha opinião e me perguntou se eu aceitava ela ter uma namorada, pois ela estava muito afim, e disse sim pois quero a felicidade dela sempre, a vida é curta para se impor limites, cada um que se sinta feliz do seu jeito no seu mundo, e sem se importar com a diferença do próximo. Hoje nos relacionamos muito bem elas namoraram por um bom tempo sempre elas ou eu e minha esposa nunca os 3, nunca tive problemas com isso muito pelo contrário me sentia bem por saber que elas se davam muito bem como melhores amigas, depois de um tempo passamos a viver os 3, numa noite nos divertiamos em casa batendo papo tomando um vinho, elas me provocaram com brincadeiras delas e foi uma noite maravilhosa para os 3 e até hoje somos felizes assim do nosso jeito, Mas pra sociedade elas são amigas e nós casados.Achamos melhor.

        Espero ter ajudado tenho certeza que não sou único de uma experiência assim, e acredito que o melhor caminho é na base da conversa se a pessoas for cabeça dura vai devagar pelas beradas, nada melhor que diálogo.

        Carlos Augusto

        1. Que legal Carlos. É meu sonho meu marido aceitar minha namorada. Tenho 29 anos, um filho de sete e estou apaixonada por uma menina de 21. Ele sente ciúmes pq ela não quer transar com ele a 3.

        2. Meu nobre, saiba que ela está te enganando.

          Ela gosta é de mulheres.

          Eu passei por isso.

          Ela transa com você mais não sente prazer contigo, por isso procura outras lésbicas.
          porque ela é lésbica.

          mulher Hetero não pensa em mulher.

          Minha mulher só transava uma vez.
          Depois ela falava que não queria mais. Não tinha entrega total dela na cama.
          mais ela se entrega para outra na cama.
          porque ela é lésbica.

          Eu me separei e sou feliz agora.

          Reflita sobre isso.

  5. Desculpa eu entrar nessa historia, sou um homem gay, nem bissexual sou, mas porque não pede o divorcio e vai em busca da sua felicidade? Sei que pra quem está de fora da situação é fácil falar, aconselhar.Mas poxa, vai passar o resto da vida assim, infeliz?

    1. o dose é que além dela estar infeliz faz outra pessoa infeliz… e ainda acham justo por conta do “ambiente homofóbico” que as vezes é criado até pela própria vó. Ai os outros é que pagam.

      1. Para Minerva: Qual o seu problema? Você foi traída em situação parecida? Parece pessoal o seu problema. Na verdade, nós somos educadas de uma certa forma, com crenças e imposições. É difícil abandonar esse papel pré-estabelecido. Não é por mero medo de julgamento ( mesmo que algumas vezes culmine em violência). É um conflito interno entre aquilo que aprendemos e o que realmente desejamos. Dá muito medo largar essa vida ‘aceitável’ . Sim, é confortável! E amamos nossa família! Mas também temos esse desejo, que aliás, demoramos para admitir. Como foi difícil para mim perceber que eu realmente gostava de mulher. E, por isso, sexo com homens nunca foi essa coisa maravilhosa que amigas falavam . Cheguei a achar que fosse frígida, inclusive. No mais, a coisa piora muito quando nos apaixonamos por alguém fora do casamento.E, quando esse alguém é uma mulher e nunca tivemos relacionamentos com mulheres, é mais difícil ainda. Simplesmente, ficamos paralisadas esperando que o sentimento acabe. Porque a gente se acostuma ao ruim e teme o novo, mesmo que ele pareça muito melhor. Enfim, não tem ninguém aqui egoísta, não. Tem o seu ressentimento, baseado sei lá em quê. Falta de empatia!

  6. Vejo pessoas falando “vai em busca de ser feliz” blá blá blá. Ser feliz somente no lado sexual não é plenitude de felicidade, fica faltando todo o resto…largar um bom marido, que é uma boa companhia, combinar a guarda dos filhos, quem pega quem, quem paga o que, canseira de ficar longe dos filhos no fim de semana sim outro não, se são pequenos então, dar conta de tudo sozinha e trabalhar, estudar, quem fica com os pequenos? Enfim, é uma situação fácil pra quem é solteiro, sem filhos, vá em busca do sexo perfeito, do contrário, repense a importância do sexo na rotina e na existência.

  7. todos esse comentarios juntos sao minha vida qd se e casada e descobre isso ja com filhos, mas nao tem como se separar e desistruturar toda a familia, sempre senti atraçoes por mulheres mas achava que era so aventuras, mas nunca me envolvi com nenhuma e agora aos 42 descobri que nao sou bi so gosto de mulheres perdi o interesse total em homens so vejo defeito neles, tenho problemas no casamento talvez por nao sentir o que ele sente por mim, mas fazer o que nao tem o que fazer ,tambem achei legal saber que nao sou a unica que tenho este problema.

  8. Tenho 18 anos sou bi (não assumida),sempre tive vontade de ficar com mulheres aí então fiquei e foi perfeito!depois disso eu não tenho mais prazer de ficar com homens;por mais lindo e perfeito que ele posa ser,eu não sinto mais nada.tô mt confusa!
    help me pls!!

    1. É difícil né, mas vc pode ter uma vida ótima, é nova e não tem nenhum compromisso com ninguém. Então se é de mulher que vc gostar, se assume e vai ser feliz.

  9. Olá, é a primeira vez que comento no site, porém já o visito há um certo tempo. Esse blog foi muito importante em momentos em que me sinto e me vejo às voltas com as minhas questões de sexualidade. Lendo essa história pude como muitos identificar o meu próprio processo, não sou casada e não tenho filhos, tenho 26 anos e tem um amigo meu apaixonado por mim que insiste para que tenhamos um relacionamento, gosto demais dele um carinho imenso, pois ele é um companheiro incrível, porém não sinto atração sexual por ele, já tentamos e pra mim não rola. Gosto de ficar com mulheres, por razões que vão além do sexo, mas por uma leveza que só encontrei com elas. Minha família torce pra que eu namore esse rapaz, não vou entrar nos porquês agora, pois não importa. O que importa de fato pra mim é a minha felicidade, eu preciso me sentir plena e feliz ao lado de alguém, sexo não é tudo, mas não pode ser alijado de uma relação a dois. Qual o sentido de deitar-se com alguém sem suportar que aquela pessoa lhe toque? Porque engajar uma relação com uma pessoa se na sua cabeça você está com outra? A traição emocional ela fere também, deixa marcas em todos os envolvidos, imagina ser rejeitado pelo seu companheiro(a) sem razão aparente, vale deixar o outro no limbo dos nossos desejos mal resolvidos? Entendo perfeitamente a complexidade desses momentos e essas perguntas ainda estão sem resposta pra mim tb, mas não deixo de ver o egoísmo e a dose de covardia que esse nossos processos envolvem, é foda lidar com certas coisas e bem sei quantas vezes dá vontade de jogar a toalha, pq algumas pancadas doem e não doem pouco, mas há de se ter coragem para enfrentarmos nossos moinhos de vento.

  10. Bom, este relato é completamente a minha história. Tenho 32 anos desde os 14 me relaciono com o mesmo homem. Em março me casei mesmo sabendo que eu gostava de mulheres assim mesmo resolvi tentar o casamento devido estarmos a 18 anos juntos achei q com a convivência diária eu poderia esquecer os meus desejos. Ñ tenho filhos o q me ajudou muito. Este mês de dezembro tomei coragem e abri o jogo com ele e contei absolutamente tudo, o pq de ñ transarmos e tudo o q se passou comigo todos estes anos. Ele é uma pessoa extremamente boa nossa ñ existe homem igual, mais mesmo assim com todas as qualidades dele e o nosso bom relacionamento resolvi me separar, por n me sentir plena e por n suportar mais reprimir os meus desejos!!! Cara tive q ter muita coragem pra fazer o q fiz contar tudo e me abrir de verdade para ele até pq ele merecia saber o pq da separação. Hj é como se eu tivesse tirado um peso das minhas costas me sinto livre e dei a liberdade pra q ele tbm encontre uma mulher q atenda os desejos e anseios dele. Ñ me arrependo demorei 18 anos pra dar o meu grito de liberdade e estou feliz por isso apesar das consequências um choque pros familiares e amigos, pq parecíamos um casal perfeito!! Algo q temos feito e q está nos ajudando é ir ao psicólogo cada um por seus motivos ele vai a um e eu a outra e isso tem nos mantido bem conosco e e a ele aceitar esta nova realidade. Sei o quanto é difícil nos assumirmos e deixarmos tudo para trás e ir de encontro aos nosso sonhos mais digo tudo vale a pena ainda mais quando se é verdadeiro com o outro. Dói ahhh dói mais vai passar acredite nisso. Ñ entenda q é por sexo mais é por amor a nós mesmos e só a gente sabe o quanto é sofrido manter relações sexuais quando ñ se tem desejo pelo outro doí na alma entao por isso e por muito mais devemos nos libertar daquilo q ñ nos faz bem e vivermos em paz!! Bjosss e felicidades pra todos nós!! E viva ao amor livre!

    1. Nossa, Karka, parabéns pela coragem e por finalmente buscar a sua felicidade. E realmente o seu ex-marido foi muito compreensivo. Nem todas as pessoas reagem dessa forma, infelizmente! Espero que você consiga encontrar alguém legal para se relacionar. Voce já tentou? Como esta esse processo? E voce ainda fala com o seu ex marido?

      Abraços!

      1. Obrigada sim tive q ter muita coragem e ñ me arrependo! Hj estou bem e conhecendo uma bela mulher , experiente, carinhosa e compreensiva!! Tenho descoberto várias coisas inclusive o tão famoso orgasmo que é
        MARAVILHOSOOO provei, gostei e quero mais huashuahsuaus coisa q jamais obtive com o meu ex-marido, sexo pra cumprir papel n vale a pena ñ é o certo com vc e nem com o outro!!! E tenho sido a prova do quanto é bom estarmos bem com aquilo que nos permitimos ter e ser a vida é curta e eu preciso vive-la!!! Quanto ao meu ex marido temos contato ainda, somos bons amigos e até pq tem +ou- 2 meses q nos separamos então temos burocracias a resolver e tal. Como dizia o poeta: ” Tudo vale a pena quando a alma ñ é pequena”

    2. Olá KarKa me sentia do mesmo jeito namorava para mostrar a sociedade que estava com alguém, porém não era completo por isso que decidi não casar e ser verdadeira comigo mesma quero ser feliz, ainda não encontrei aquela pessoa especial, mas sei que ela irá aparecer. Te parabenizo pela coragem de ir em busca da sua felicidade e fazer está grande escolha de amar e ser feliz!

    3. Nossa, impressionante como a sua história parece com a minha… A única coisa é que a minha história ainda não está tão destrinchada como a sua! Sei o que sou e o que quero pra mim e definitivamente não quero mais viver uma vida de ilusão mas que da medo dá… Estou preparada psicologicamente e ja estou vendo o reflexo da minha decisão mas confesso que o medo e o receio bate… É muito coisa pra pensar e decidir mas o fato de pensar que eu não estarei mais em um relacionamento por pura aparência me alivia e muito!
      Parabéns pela sua força e obg por compartilhar sua história, isso me faz pensar que tudo vai dar certo.. Pelo menos assim eu espero né rs! Bjus ^^

    4. Você deve viver a sua própria realidade.

      Se você é lésbica pare de enganar seu marido.

      Se separe e seja feliz com mulher.

      Eu me separei porque minha mulher era lésbica.

      Hoje estou feliz e ela mora com uma mulher.

      Eu estou com uma mulher hetero.

      Seja feliz e faça o outro feliz!!!

  11. Eu li a matéria que fala de casar-se com um homem,sentindo atração por mulheres.Este é meu caso.Vivo sem prazer algum ,imaginando mulheres para conseguir ter relações sexuais.Eu preciso dá um jeito nessa situação,nunca é tarde pra ser feliz ,hoje tenho 51 anos ,mais quero ser feliz,não posso morrer sem ser eu realmente,há horas que começo a pensar em minha vida fico desesperado pq o tempo passou eu me anulei para agradar os outros ,menos á mim,infelizmente.Hoje que visitei o blog pela primeira vez e me indentifiquei com ele.Obrigada! preciso de u

    1. Van sua historia e bem parecida com a minha tenho 45 anos e sempre tive namorados, porém não me casei pois sempre me senti atraída pelas mulheres desde a adolescência. Hoje mais madura decidi ser feliz estou pouco me importando com que as pessoas vão falar , pois quero amar e ser amada.Não vou sair gritando para o mundo a minha sexualidade, mas vou me permitir amar verdadeiramente, conhecer uma pessoas legal. Sei que deixei muitas oportunidade passar por medo do que as pessoas iriam dizer, vivendo uma vida que não era minha pois não era feliz. Em certas alturas de nossa vidas temos que tomar uma atitude, e eu já comecei esse processo, agora e ser feliz.

  12. O mais difícil MA, é quando não temos certeza quanto nossa própria bissexualidade. Eu por exemplo, acho que sou bissexual, porém não estou certo disso, pois acho que mesmo passando dos quarenta anos como você, posso estar dentro de uma fase de transição que deixou de acontecer na infância ou adolescência, quando começam as dúvidas sobre quem somos nós quanto nossa própria sexualidade. Não sei. Para mim é muito confuso ainda.

  13. exatamente desta forma! vivo nessa angustia de vida a 10 anos tb é um martilho, deprimente, não poder ser você. Eu vivo uma vida de mentiras desde o dia que me descobri, desde os 10 anos sempre soube que curtia mulheres porém com opressão de religião, família, acabei seguindo por um caminho onde escondi completamente quem eu sou, minha indenidade. Mas agora já chega to dando um basta nisso, preciso viver, ser realmente quem sou, sei que isso vai abalar completamente a minha estabilidade de vida; porém eu poderei me olhar no espelho e ver quem realmente sou, sem me esconder por trás de ninguém.

  14. Ola, tenho 26 anos, casada e me apaixonei por outra mulher (41) também casada. Nossa história é linda, vivemos momentos incríveis. Jamais passou por minha cabeça ficar com mulheres, mas ela foi diferente, uma atracão difícil de explicar. Sou feliz por ter ter encontrado uma pessoa tao especial como ela. Passamos boa parte do tempo juntas… Nos vemos umas 4 vezes por semana. Nossos maridos sabem de nossa existência porem não sabem que temos um caso. Nao sei explicar, mad vai alem de tudo que ja vivi e a cada dia que passa so aumenta mais a vontade de estar ao lado dela. Quanto a se “assumir”, achamos que só o tempo dirá. Vontade??? Tenho muita, mas como ja disse, tudo no seu tempo… Uma coisa é certa, a amo e quero sempre estar do lado dela ❤️.

    1. Que linda

      Laurah! o amor e a sexualidade é uma descoberta algo que a gente menos espera um sintonia perfeita. Já vivi algo assim ainda vivo!

      Beijos e seja feliz!

  15. Bom Galera é a primeira vez que comento… Adoro ler comentário em qualquer lugar..rsrsr..
    Seguinte sou casada nunca me imaginei ficando com uma mulher, mais aconteceu com minha melhor amiga que é casada e foi maravilhoso….
    Meu esposo que é maravilhoso comigo não consegui esconder e contei tudo o que aconteceu ele foi compreensivo e acho bacana ter experiência com mulher..Isso melhorou meu casamento e ate o sexo…contei que sou bi que sempre tive vontade de ficar com mulher. E hoje ele me apoia. Acho que pra ser feliz ter que ser sincera…mesmo que a insegurança venha mais sejam sincera com seu companheiro a atitude dele pode te surpreender..li uma vez que homem tem fantasia de mulher com mulher e esse foi o caso com meu marido…abraço espero que sejam feliz como eu…

  16. Olá… Bom dia, boa tarde, boa noite. Me chamo Alexandre [ sim esse e meu nome verdadeiro] eu tenho 19 anos e eu fiquei sabendo desse blog através de pesquisas na internet sobre o que acabou de acontecer com minha vida a cerca de 7 meses atrás. Estava em um namoro de dois anos com a única garota que me atraiu em toda a minha vida. Embora eu tenha apenas 19 anos tenho certeza de que não foi uma simples paixão FOI AMOR MESMO… Eu amava muito ela [ por respeito a privacidade dela não irei revelar seu nome] Enfim estavamos juntos a dois anos, porém de uns tempos para cá ela simplesmente deixou de ser amorosa comigo, não retornava minhas ligações, minhas mensagens e sempre que iria em sua casa ela simplesmente não estava [ ou era o que queria que eu pensa-se] estava me evitando por completo e aquilo estava me deixando agoniado entrando em grande desespero. Um dia eu novamente estava a sua procura indo em sua casa e quando estava no caminho vi uma de suas amigas também indo para casa dela e assim fui atrás como um espião para saber o que estava acontecendo. Vi sua mãe receber a tal amiga dela e a deixando entrar. Aquilo de alguma forma não me cheirava bem, meu instinto dizia que algo estava para acontecer mas ainda sim eu fui. Meu coração estava acelerado, batendo como se quisesse pular para fora do meu peito, minhas pernas tremulas dando passos um atrás do outro como se fosse uma longa estrada até a porta. Minha mão estava fora de controle e assim eu bati na porta para ser recebido pela a mãe. A mãe disse novamente que ela não estava e como aquilo era uma mentira bem clara [ sei o que eu fiz foi errado mas não me controlei ] sai entrando pela a casa e foi em direção ao quarto da minha amada. Quando cheguei ela estava em beijos e abraços com sua amiga. Aquilo foi um grande choque para mim, meus olhos viam aquilo mas nem minha mente e nem meu coração queriam acreditar, sem que eu percebe-se lagrimas estava escorrendo pelo o meu rosto, de alguma forma aquela cena me sufocava. Quando elas perceberam a minha presença ambas seguraram na mão da outra e ela me disse aquelas palavras que nunca mais sairam da minha mente. “Me desculpe, me desculpe mesmo mas eu não aquentava mais… Não queria que fosse assim.. Eu” aquilo para mim foi muito forte e eu sai correndo dali o Maximo que conseguia com minha cabeça baixa e no meio do caminho para volta para casa quase fui acertado por uma moto mas a minha vida naquele momento não importava mais. Derrepente meu celular começou a vibrar e tocar dentro do bolso da minha calça, tinha certeza de que era ela. Fui para casa e arrumei minha mochila com algumas mudas de roupas e assim fui para a casa de minha avó [ já que morava com minha mãe e meu pai e falecido] me isolei dentro do quarto de visitas na casa de minha avó sem muito contato com meus amigos ou até mesmo famíliares. Não ha uma hora do dia em que não me lembre da cena das duas ou até mesmo em meus sonhos. Sou uma pessoa de mente fraca eu admito isso [ como vocês puderam ler os meus atos ] pensei em suicidio várias vezes e ainda penso, também penso o do por que isso ter acontecido… Pensei e penso em tentar compreender de alguma forma mas meu amor por ela não acabou e isso consome o meu coração parecendo que agora há uma ferida que não pode ser curada de forma nenhuma. Tento me colocar no lugar dela e já ate mesmo me bateu curiosidade de ficar com uma pessoa do mesmo sexo mas isso são apenas ideias. [ pelo menos e o que eu acho até o momento ] Sei que aparti de agora isso ficarar sempre em minha vida, sei que isso ira me consumir de uma forma ou de outra. Tenho medo de me torna um monstro homofobico e eu não quero isso… Eu estou confuso e com medo preciso de ajuda o mais rápido possível… Agradeço a todos que derem atenção ao meu poste… Muito obrigado assim digita o homem que terá as companheiras solidão, dor e sofrimento para sempre ao seu lado. Alexandre Barbosa Junior…

    1. Olá, Alexandre. Sinto muito por tudo o que aconteceu. Saber dessa forma é realmente muito dolorido. Acredito que ela não tenha tido coragem para lhe falar, mas talvez fosse o desejo dela. Ela errou muito e deve se arrepender disso. Mas todos erramos, não? Não estamos aptos a julgar as pessoas quando nós mesmos poderíamos cometer os mesmos erros (por mais que julguemos que não). Provavelmente, ela ainda está se descobrindo, assim como você, e acabou mentindo e o ferindo. É preciso muita maturidade (e isso nem sempre está relacionado à idade) para admitir um novo desejo, ainda mais quando o outro é uma pessoa do mesmo sexo. O desejo dela poderia ter acontecido de outra forma – por outro homem, por exemplo -, então não se culpe por nada. Temos a tendência de odiar o outro quando nos fere, quando na verdade esse outro é quem está perdido ou tem alguma falha de caráter. Difícil saber em qual posição a sua ex se encaixa. Não posso dizer a você para parar de sofrer. O sofrimento faz parte do aprendizado e você deve aprender a superá-lo para ganhar maturidade nas próximas relações. Tente não se tornar paranoico, muito menos homofóbico. Não culpe outras pessoas pelo erro dela. O ódio é o último caminho para qualquer coisa nessa vida. Um dia, quem sabe, você poderá até entender quais eram os conflitos dela, os medos e as dificuldades em lidar com um sentimento que começou a surgir. Nem todas as pessoas têm coragem para lidar com isso da melhor forma e muitas vezes são egoístas, como ela foi. Mas acredito que ela gostaria de reparar esse erro de alguma forma. Fique bem e quando precisar de algo, estamos por aqui. Grande abraço!

    2. Olá Alexandre….
      Li seu comentário e fiquei me imaginando… Amigo vc não precisa se matar por causa de ninguém a vida é linda isso vai passar. Pensa ela que perdeu uma ótima pessoa. E isso só serve como experiência para vc. Tente sair com seus amigos se divirta ficar no quarto não ajuda, conheça pessoas beije muito…e com o tempo essa dor vai passar…levante a cabeça e toque a vida pra frente isso foi a penas uma pedra no seu caminho então passe por ela e mais pra frente encontrar outra e outra e cada uma vc vão ganhar experiência e sabedoria para passar por cada uma.

      Beijos e boa sorte

      1. Muito obrigado pelas doces palavras de incetivo, foram muito importantes para a minha recuperação. Eu estou sim, mas como pode ver em outro comentário meu em resposta para o “BlogSouBi” eu não estou mas o mesmo… Estou mais reservado e para os olhos das outras pessoas passo a imagem de “Antisócial” ou algo parecido he he… Mas as vezes eu saio com alguns amigos que tentam me levantar e seguir em frente e agradeço muito a eles e a você também Nuhh. Muito obrigado.

    3. Alexandre, não sofra assim.

      vou te contar uma historia, rápida.

      Eu sou lésbica, tenho um amigo hétero ele era casado tinham dois filhos, até que um dia a esposa dele terminou o casamento pra viver com outra mulher no Canada, as crianças eram pequenas a mãe os deixou com 4 e 2 anos de idade, Ele seguiu a vida dele, foi sofrido e doloroso, ver aquele homem, mudando sua rotina sua participação na vida, criando sozinho as crianças, hoje os filhos são adultos, ele casou novamente… alguns anos depois, e essa nova esposa, adotou seus dois filhos como seus.

      Há dois anos atrás a mãe das crianças voltou do Canada, voltou sozinha, sua companheira o abandonou chegando no Brasil, descobriu estar com um câncer. Queria reconquistar os filhos, 20/18 anos porem foi ignorada por eles… Três meses atrás ela veio a falecer.

      Enfim, quero que entenda que a vida é feita de escolhas, talvez essa sua ex namorada, se deslumbrou com uma descoberta e fez a escolha dela, conselho que dou pra você, se olhe no espelho, se valorize mais, se ame mais, puxe em você um homem maduro e seguro que existe dentro de você, se reinvente sai desse quarto, existe milhares de pessoas lá fora esperando conhecer você!

      Beijos, se cuida.

      1. Nossa… Eu realmente sinto muito, tanto pelo o seu amigo ter sido abondonado pela sua amiga e tanto por ela por ser ignorada pelo os filhos… E como você disse, temos escolhas nessa vida e cada escolha mais tarde traz a sua consequência… Muito obrigado por isso eu realmente agradeço de coração. Vou tentar ser mais confiante daqui para frente e se não se importa eu gostaria de relatar para vocês do BlogsouBi como estou indo a cada mês. Novamente eu te agradeço muito Jm e eu também lhe desejo toda sorte do mundo. Beijos e um grande abraço.

  17. Olá, sou nova leitora do site e quando leio seus textos e os comentários é como se eu sentisse o que cada uma passa por não conseguirem contar a verdade sobre quem realmente é. Tenho 19 anos, sou mãe de gemeos por acidente mas os amos mais que a mim mesmo, tive minha primeira vez com uma garota a qual amei demais mas por motivos da rejeição das famílias acabamos em caminhos diferente. E desde então venho me torturando, sendo quem não sou, já se vão quase 6 anos que me descobri lésbica e não conto por saber como minha família é, confesso que fico com homens mais pra agradar que por querer, tanto que quando engravidei terminei com o pai deles pois não conseguiria suportar a ideia de viver do lado de um homem na qual nem se que me cuidava na gestação. Sim fui muito criticada e ainda sou mas confesso que estou bem assim com meus filhos, não sei mais quanto tempo irei suportar guardar isso pra mim pq a cada dia que se passa é mais um dia de tortura por não poder contar quem eu realmente sou.

    1. Larissa já tive a sua idade e seus dilemas, quando a Família e cheia de preconceitos devemos nos omitir e trabalhar para nossa independência pessoal e financeira, só assim poderá dar seu grito de liberdade, sem essas condições fica difícil. Quando somos jovem, somos também impacientes e queremos tudo para ontem, você deve usar a inteligencia e realizar conquistas em sua vida um bom trabalho, estudar e se formar em uma profissão, sempre pensando em seus filhos, muitas mulheres vencedoras tiraram o melhor delas pelo bem estar de seus filho. Você tem essa força também e com certeza nesta caminhada irá encontrar uma pessoa que te ame com a mesma intensidade, porque uma coisa boa sempre acaba puxando outra, essa e a nossa vida. Espero te-la ajudado porque Deus não faz a obra pela metade te deu 2 tesouros e irá te presentear com outro , um grande amor que irá te amar e a seus filhos.

  18. sou casada e sou bi ,mas meu marido sabe,,,gostamos de viver algo a tres …ja vivemos juntos com uma terceira pessoa ,,,,por um bom tempo …mas acabou pois ela tinha muito ciume …estamos a procura de uma mulher que goste de viver dessa forma..mas e muito dificil..sentimos a nescessidade de ter alguem ..

  19. Bem, eu estou casada… Estou morando junto há um ano porque engravidei, eu tenho 20 anos, e eu sempre achei que era lésbica, mas ainda tinha duvidas se era uma fase.
    Quando eu comecei a namorar o pai da minha filha, era um período extremamente ruim, e minha mae nem ao menos queria me deixar sair década, e brigava comigo 24 hrs por dia por qualquer coisa, tive depressão … Quando passei a namorar com ele, as coisas se acalmaram. Só que agora, eu vejo o quanto sou taaao leabica, penso em mulher todos os dias, e é muito complicado, pois eu gosto dele, mas queria que ele fosse mulher, parece que seria mais fácil de lidar. Ele e muito bom pra mim, e tenho medo de magoa-lo. Ele sabe de mim, contei quando eramos amigos, e ele vive inseguro e tem ciumes de outras mulheres também.
    Ele me da tudo, e é uma pessoa boa, e estu no sem saber quando e como resolver esse problema em que me enfiei.

    1. é a mesma coisa comigo,só que ele sabe e leva numa boa, e como eu prefiro não dizer pra minha família ele me ajuda bastante nessa parte. as vezes brinco com ele dizendo que em outra vida ele foi uma mulher kkkkk. espero que de tudo certo pra vc.

    2. Oi Izah, me identifiquei mto com tua história. Meu.. Aconteceu algo mto parecido comigo e ainda acontece… Que difícil que tem sido fazer escolhas.. E eu sinto que a cada dia td vai se expremendo. Já tentei várias vezes “deixar” de gostar de mulher.. Mas acaba rolando um efeito reverse rs, e fico de repente ainda mais sedenta por ser e viver esse amor pelas mulheres que pulsa aqui dentro, cada dia mais forte… Mto louco td isso, ainda mais qdo temos filhos..
      Se eu pudesse dar um conselho p quem ainda n se casou, n teve filhos, e tem dúvidas qto a própria sexualidade, é de procurar um bom psicólogo para ajudar a clarear e harmonizar os pensamentos, pois fui fazer isso somente ano passado..depois de quatro anos juntos, e a psicóloga esclareceu mtas coisas, dos esforços abismais que fazemos tanto eu qto ele, por manter esse relacionamento…
      Passa algum contato seu para conversarmos melhor 🙂
      Abraços, positividade ae!
      [email protected]

      1. Sim, e como se fosse espremendo…
        Eu gosto de gostar de mulher, nunca quis mudar porque eu sempre me senti bem assim. O que não me deixa bem, são os outros.

      2. Oi Ingrid! Tudo bem? Nossa você não tem noção de como me identifiquei com tudo que você falou! Sem querer você já me ajudou.. Achei que sofria isso sozinha mas hoje depois de ler tanta história parecida com a minha parece que já me sinto mais calma, e feliz de saber que isso não mora só na minha cabeça.. Tenho 22 e sou casada com um homem a 3, mas tenho sofrido muito porque realmente é muito difícil tomar atitudes e se eu me arrepender? Porque amo muuito ele! Mas acho que cada vez mais ele é meu melhor amigo… E todo dia penso em mulher e quero muito viver uma história de verdade com uma.. Mas tenho levado minha vida cômoda por medo e por tudo ser tão confuso na minha cabeça.. Vou adorar conversar com você e trocar experiências Pq já me senti motivada por suas palavras… Se puder me chamar.. Meu email é [email protected]
        Eu tentei te chamar no seu mas não estou conseguindo.. Ainda usa o mesmo? Bjs

  20. Puxa, complicado hein IZAH. Eu penso que, de acordo com o que descreve, você não seja lésbica, como acredita ser. Creio que você possa ser bissexual. Pois, de uma forma ou outra, você ainda sente atração por homens, nem que seja somente o seu marido que segundo você é muito bom e também parece ser muito compreensivo. Meu conselho minha amiga é que você invista mais nos diálogos com seu marido. Tente colocar suas angústias, seus desejos e anseios para ele. Não só no sentido de desabafo, mas também no sentido de que haja um auxílio mútuo entre vocês. O fato de você gostar TAMBÉM de mulheres meu anjo, não quer dizer que você vá se separar ou até mesmo trair o seu marido com outra. Infelizmente, a maioria das pessoas ainda tem em mente que ser bissexual é ter uma vida promíscua, de traições, onde jamais poderemos alçar um relacionamento estável e monogâmico. A orientação sexual IZAH, não deve ser vista como algo puramente genital, como algo carnal, como muitas pessoas veem. A orientação sexual, seja ela qual for, é mais do que isso. Envolve sentimentos que vão além do lado sexual, envolve igualmente emoções e até conhecimentos a mais. Não devemos olhá-la somente de um ângulo. É isso minha amiga, invista mais no diálogo com seu marido e, BOA SORTE!!! Nos dê notícias depois!!! Beijos!!!

    1. Muito obrigado Eduardo por demonstrar apoio e querer ajudar. Bem, se eu for mesmo bissexual, seria bom só que preferiria estar solteira do que estar com um cara.
      Verei o posso fazer para sair dessa, sem alarmar :/

  21. Eu não conhecia este blog, mas acabei encontrando por acaso, e acabei me identificado muito, minha família é mto religiosa e tbm têm mtos preconceitos com a homossexualidade, mas eu desde criança era bem molecona, gostava de brincar com os meninos, mas sempre achei normal, no entanto conheci meu marido qdo eu tinha 13 anos e ele 26, namoramos tive minha primeira relação sexual com ele e gostei muito, sou louca por sexo temos três filhos somos casados a 15 anos, mas sempre q via uma mulher bonita eu olhava do pé a cabeça, enfim a pouco tempo reencontrei uma amiga lésbica feminina, que inclusive sempre tive mta afetividade com ela, e eu corajosamente disse a ela que tinha curiosidade em ter uma relação homossexual, mas por respeito ao meu marido não teria coragem, dei a brecha e ela começou a insistir, e acabei não resistindo e indo pra cama com ela, a mais ou menos um mês, foi maravilhoso, e eu gostaria mesmo de repetir, mas meu marido não merece ser enganado ele é um ótimo pai, um ótimo marido, e eu sinto mto prazer com ele, mas as vezes fico meio maluca de desejo pela minha amiga, não sei mais o que sou!!! Ufffa um desabafo!!!

    1. Nossa… Regina… Estou a um passo de ter a primeira relação… Sou casada há 18 anos e tenho filhos, amo meu marido e nosso sexo é bom!!! Só que de um tempo pra cá o desejo por mulher tá tomando uma proporção que está ocupando meu pensamento e tem uma amiga na história rss… Quero saber como está sua história hoje.. [email protected]
      Vamos conversar

  22. BLOGSOUBI

    Muito obrigado pelas sabias e reconfortantes palavras, eu tenho que admiti que li o seu comentário a um mês atrás e partindo dele eu dei continuidade a minha vida… Não do mesmo jeito e claro, alguma coisa está diferente em mim, meus olhos parecem enxergar de uma maneira diferente como se tive-se observando o comportamento das outras pessoas ao meu redor e agora fico desconfiando de todos me fazendo a mesma pergunta em minha mente “Será que ele(a) é ? ” E quando eu tenho certeza que são [ Quando ficam muito evidente] eu simplesmente me afasto com um certo medo e insegurança parecendo e desconfiando de que algo vai acontecer. Eu realmente sinto muito por isso e tem sido assim nos primeiros dias quando eu “voltei” a viver mas aos poucos isso foi desaparecendo. Eu definitivamente me mudei para a casa de minha avó, me tornei uma pessoa um tanto que “reservada” agora. Não por que eu quero e sim por que aos meus olhos é preciso, peço desculpas para aqueles que descordarem dês de já.

    Vou dizer o que aconteceu com o meu “diferente retorno” depois de ler as respostas do meu comentário eu pensei diversas vezes se segui-se esses conselhos ou não, mas dai eu pensei “Já aconteceu mesmo não é ? E caso recebo algum tipo de ferida não será pior do que aconteceu.” assim eu pensei. Eu sai do quarto de visitas da minha avó ela ficou feliz com isso e mais aliviada já que estava planejando com a minha mãe para um psicólogo vir me visitar, com isso eu pedi perdão a elas por se preocuparem comigo e dar tanto trabalho assim. Depois de deixar o meu trabalho e ficar um mês fora da escola no turno da noite [ Sim eu estou no meu ultimo ano] meu olhar estava diferente para as outras pessoas e minha mente estava funcionando como um tipo de radar caso algum tipo de “perigo” viesse acontecer, mas estava enganado, o único que estava diferente era eu. Me lembrei do seu comentário e estava paranoico eu admito isso, todos de alguma forma souberam do que aconteceu comigo, alguns vieram até mim me cumprimentar mesmo transmitindo aquela atmosfera fria e reservada em meu pequeno espaço, enquanto outros simplesmente fizeram alguns tipos de comentários que nem vale apena citar, não sabem o que os outros sentem e um pequeno grupo simplesmente ignorou o meu retorno.

    Não que eu tenha me tornado um “antisocial” apenas fico mais quieto em meu canto agora. Em uma das minhas pequenas viagens da casa da minha avó para a minha mãe na busca de roupas e outras coisas para minha mudança o pai da minha Ex parou o carro do meu lado saindo dele para falar comigo. No primeiro momento meu coração voltou a acelerar achando que ela estava por perto, meu corpo ficou parado mas em minha mente apenas tinha uma palavra “Corra”. De inicio achei estranho o pai dela vier falar comigo sendo que antes quase não tínhamos muita conversa um com o outro. Veio me deseja melhorar e saber como eu estava me saindo no meu retorno e se precisava de alguma ajuda. Disse que estava bem e que ele não precisa-se se preocupar comigo, queria pergunta como ela estava mas minha garganta simplesmente secou e em meio ao medo pequenas palavras mal entendidas saiam da minha boca e tive de repetir a pergunta “Senhor, como ela está ?” Disse que ela estava bem mas algo lhe incomodava de alguma forma, não estava 100% feliz” disse que fiquei feliz por ela e realmente estava mesmo me deixando para trás ele me respondeu “Bom no começo foi estranho para mim minha filha com outra garota, mas temos que aceitar a felicidade dela seja como for. Você deve saber disso melhor do que ninguém agora né ?” Eu não respondi a pergunta por que me pareceu um pequeno insulto apenas concordei com a cabeça com um olhar diferente. Me fez um pedido de almoçar na casa deles por que estava preocupado com sua filha não estando 100% feliz” eu simplesmente disse que sim mesmo muito não querendo ir e evitar tudo aquilo.

    Fiquei muito tempo pensando se fosse no almoço ou não, mas sabe que ela não estava bem de alguma forma me incomodava muito e me deixava inquieto o suficiente para me fazer esquecer do meu sofrimento dai eu pensei “Tenho que ir para mostrar que estou bem, e estou seguindo em frente mesmo depois de tudo e que ela não precisa sé preocupar com nada. Tenho que se forte…” Sei que pensar e facil e simplesmente é; fui para a casa deles no dia marcado, sua mãe me recebeu com abraços e beijos e eu simplesmente retribui com um pequeno sorriso sem jeito e lá estava ela sentada no sofá nos braços da sua nova “companheira” ambas se levantaram para me cumprimentar, a namorada veio e apertou a minha mão como se fosse um garoto, no inicio achei estranho mas deixei de lado, minha ex veio e me abraçou forte eu simplesmente não consegui fazer nada no momento, estava bastante confuso. Novamente meu coração acelerou ao sentir o corpo dela ao meu, meus olhos arregalados e minha boca seca, lentamente com as mãos tremulas fui retribuindo o abraço pela sua cintura e disse um pequeno e seco “Oi… Tudo bom?” Me perguntou como eu estava e disse que estava levando a vida depois disse que queria conversa comigo a sós. O pai dela me chamou na cozinha e assim eu fui até ele deixando elas sozinhas na sala. Me agradeceu por te comparecido e estava feliz com aquilo. Durante o almoço foi muito estranho aos meus olhos, completamente diferente no começo vendo as duas a minha frente de mãos dadas os pais conversando como uma família normal perguntando para elas e para mim sobre escola, trabalho, cursos e famíliares. Aquilo para mim era uma família normal como qual quer outra, não poderia e não quero julgar ninguém pelo seu estilo de vida. No fim do almoço todos foram para a sala ver televisão, eu estava de partida e minha ex me acompanhou até o portão, sabia que era o momento só não me achava preparado. Disse que estava bastante feliz por me ver e que estava mais aliviada com aquilo, eu de alguma forma sentia alguma coisa por ela ainda. Ver seus olhos caralhos, seus lábios rosados e seu sorriso me deu uma sensação de conforto mas sábia que não teria mais aquilo, respondi que ela não precisa sé preocupar comigo, fui sincero e disse que não estava totalmente “bem” que ainda tinha que fazer outras coisas, e que nós dois agora tínhamos caminhos um tanto que “diferentes” e cheio de obstaculos que nós deviamos superar eles, lhe desejei boa sorte e fui embora mas ai ela saiu do portão e segurou em minha mão como se tive-se preocupada ou com medo de alguma coisa. Me perguntou quando nós poderiamos nos ver novamente. Aquilo encheu meu coração de esperanças mas sabia que não seria a mesma coisa que antes, eu peço desculpas dês de já com a minha resposta a seguir parecer um tanto que “fria”: Disse que não dava para sermos amigos depois de dois anos juntos, pedi para ela “tentar” entender o meu lado, pedi desculpas e lhe desejei toda a sorte do mundo e fui embora para casa.

    Hoje em dia eu não saio como antes e não tenho as mesma sensações e visão que tinha do mundo. Não são ruins, apenas diferentes, meus risos, meus choros, meus suspiros, minha vida. Finalmente pude entender que a cada coisa que acontece conosco pode nos transforma totalmente. Não sei se estou mais maduro com isso e agradeço a todos que se preocuparam comigo mesmo que por um simples momento. Desejo a todos boa sorte em suas vidas e que sejam o mais felizes possíveis é isso. Um grande abraço..

    1. Alexandre, fico muito feliz que tenha conseguido passar por tudo isso. Você conseguirá enfrentar os próximos passos com muito mais força, muito mais confiante. Desejo a você toda a felicidade do mundo. E quando quiser, apareça por aqui para conversar! 🙂 Um grande abraço !

  23. Adoro ler as histórias daqui e ver que não sou a única com essas indagações. Vou contar um pouco da minha história e conto com a ajuda de vocês com “conselhos”.
    Sou casada com um homem, sempre tive desejo por mulheres, o que até me trava um pouco na cama com meu marido, mas nunca aceitei isso. Sempre fui apaixonada pela minha melhor amiga, até que ano passado acabamos ficando e foi mágico, nesse meio tempo comecei a me corresponder com uma garota virtualmente e ficamos muito intimas, meu marido acabou desconfiando e conversamos sobre isso, falei sobre o desejo, mas não dei detalhes. Ele é um anjo e aceitou me ajudar nesse processo de aceitação e entedimento, começamos inclusive a fazer terapia, porém no meio do processo acabei engravidando. Hoje estou na reta final da gestação e muito feliz com a chegada do meu bebê, porém extremamente confusa com tudo, já que agora fica tudo muito mais difícil para mim nesse processo de aceitação, já havia até pensado em desistir de tudo e continuar com meu marido como um modelo de família feliz que todos acham que somos, mas não adianta lutar contra isso, acaba sendo mais forte do que eu e quando me vejo estou pensando na minha amiga e na outra garota.

    Queria saber da experiência de vocês que tem filhos como se sentem, principalmente com relação ao filho, pois no momento é nisso que me preocupo, devo permanecer com meu marido pela minha filha? Até quando vou conseguir?

    1. Muito complicado isso kika, seu marido pode até entender no começo (o que já é muita coisa pois o meu pirou) pois acha que no final vai acabar se “dando bem” na história, mas quando vc se apaixonar de fato por outra mulher vai ser difícil pra ele, então pense e converse o que de fato vc sente, estou a ponto de me separar e também tenho um filho, não consigo mais fingir tal situação, é o que sinto… Boa sorte Kika!!

      1. Obrigada pela resposta Larissa, pois é td muito complicado, penso que uma hora vou chegar ao extremo e me separar mesmo, assim como vc tem pensado. Mande notícias. Abraços

  24. olá pessoal, sou homem e casado a 1 ano, minha esposa começou a me evitar desde os 6 meses de casamento, e ela começou a sair muito com as amigas, preferindo dormir fora de casa que ficar comigo. Tudo isso é muito dolorido, corta meu coração, pois amo ela. Aos poucos fui descobrindo suas tendências e agora não sei mais como prosseguir, se separamos ou se aceito e entro numa relação a três, o será melhor? obrigado

  25. Bom dia pessoal, estou num dilema danado e nãos ei o que fazer… por isso vim procurar em blogs e saber as experiências de caso igual ao meu… Bom vamos lá, eu sempreeee tive atração por mulheres, mas enfim me casei tive uma filha que hoje tem 8 anos, e estou no segundo casamento há 2 anos…e nesses 4 meses prá cá conheci uma moça que aliás é minha vizinha trocamos telefone e ela acabou me dizendo que é lésbica, quando soube disso me deu um estralo e depois disso, estamos trocando msgs carinhosas e tenho certeza d q estou completamente apaixonada por ela.. e o q eu quero é me separar do meu marido mas ñ sei como dizer isso a ele… e gostaria de saber como devo proceder a respeito da minha filha pra ela entender tudo isso…por favor me ajudem… vou olhar as respostas de vcs toda hr pra ver se tenho algum parecer. obrigado.

    1. Oi, Laura, tudo bem? Antes de responder, devo dizer que acredito ser importante também consultar um psicólogo. Pelo menos para ver a opinião dele sobre a abordagem a ser utilizada com a sua filha. Se fosse o meu caso, eu contaria à minha filha que estou gostando de outra pessoa, da maneira mais natural possível. Desde cedo ela deve entender que a atração por alguém do mesmo sexo é saudável. O preconceito está na cabeça dos adultos e não nas crianças. Como o seu marido não é o pai dela e sim o padrasto, pode ser que ela lide com o fato de uma forma mais natural. Comece explicando a ela sobre o beijo na novela e mostrando que duas mulheres juntas é algo bem natural. E quando ela souber do seu romance, caso ele venha a acontecer, será mais fácil. Temos algum homem ou mulher por aqui que já conversou com os filhos sobre o assunto e poderia contar a experiência? Abraços.

  26. Olá,
    Me chamo Janick Melo e quero compartilhar com seu blog minha história.
    Descobrir seu blog hoje na internet por um acaso ao pesquisar histórias de lésbicas.

    Tenho 22 anos, sempre conheci muitas meninas que são lésbicas e convivi com elas mais nunca havia despertado o interesse.
    Aos 18 anos eu fui a uma festa que eu fui de uma dessas amigas, e durante a festa fiquei admirando uma em especial, brincamos, trocamos risos e conversas e quando dançamos eu estremeci, comecei a cada vez mais juntar o corpo dela no meu, ela ficou meio constrangida pois disse que eu era hétero e isso deveria ser apenas o fato de estar bebendo e a única coisa que disse a ela foi: Me ligue amanhã que eu lhe direi tudo que aconteceu aqui e você vai ver que não é apenas a bebida. Nesta noite não aconteceu nada além de dançarmos, trocamos telefone e pronto fui para casa.
    No dia seguinte ela me ligou e fez a pergunta: Você lembra de tudo que rolou ontem? eu disse: sim lembro e falei detalhes da noite para ela.
    Neste mesmo dia ficamos conversando e ela quis marcar um encontro eu excitei muito mais confirmei minha presença.
    Nos encontramos na beira-mar da faculdade que eu estudava e ficamos juntas, nos beijamos e esta foi a melhor sensação que eu já havia sentido antes, um beijo mais não foi um beijo e sim O BEIJO.
    Passaram-se os dias e nós continuamos ficando com cada vez mais frequência, me envolvi loucamente e me apaixonei perdidamente por ela, mais não deu certo, tive mais dois relacionamentos mulheres depois dela mais todos terminaram, a última que me relacionei me apaixonei mais ela me deixou com quase seis meses de relacionamento, foi ai que em um novo emprego eu olhei diferente para outro homem, desiludida com ela e sofrendo demais este rapaz me deu carinho e atenção tudo que eu precisava no momento, enfim ficamos, e em menos de 1 ano estávamos noivos e casamos, durante 2 anos estivemos juntos, foi ai que eu não me via feliz dentro da minha própria casa e cansei de me enganar e enganá-lo, pois me sentia mal por sentir desejos por mulheres ainda, mesmo com ele eu ainda fiquei algumas vezes com esta última namorada que tive, foi ai que eu disse que assim não daria para viver e decidir conversar com ele.
    Desde o inicio ele soube de tudo da minha vida e quis ficar comigo mesmo assim, chamei ele para uma conversa e falei que queria me separar pois ainda sentia desejos por mulheres e acreditava que só com elas eu poderia encontrar minha verdadeira felicidade, foi chocante, pra ele e pra todos, pois tive que contar o verdadeiro motivo do termino do meu casamento para meus pais e minha sogra.
    Meu casamento terminou tem 15 dias, mais faz uma semana que ele saiu de casa.
    Hoje moro sozinha e a partir da semana que vem vou dividir a casa com uma amiga hétero.

    Estou bem, sentindo falta da convivência, mais só penso em mulher e em tão pouco tempo apareceu uma menina que me dar muita atenção, me liga pra saber como estou, quem sabe ela não pode ser uma namorada no futuro.
    Beijos e essa é minha história.

  27. Ola, bom dia BLOGSOUBI…. QUERO AGRADECER A ATENÇÃO…. E ESTOU PENSANDO MUITO….E ACHOQ CHEGOU A HORA DE PARTIR PARA A MINHA FELICIDADE E VER QUE NÃO É NENHUM BICHO DE 7 CABEÇAS…. BOM DEPOIS DE LER MUITO COMENTÁRIOS ATÉ PARECIDOS COM O MEU.. VOU TER CORAGEM… MUITO OBRIGADO…ESTAREI POSTANDO AQUI O QUE ENFIM ACONTECEU… ABRAÇOS A TODOS…. BEIJOS.

  28. Percebo aqui muitas histórias parecidas, muitas pessoas maduras se descobrindo como homo ou bissexuais. Muitas pessoas casadas e infelizes no relacionamento devido à falta de prazer e cumplicidade. Infelizmente nossa geração é de uma época de muitos preconceitos, tanto em relação aos outros quanto a nós mesmos. Reprimimos nossos desejos de nos relacionarmos com uma pessoa do mesmo sexo por muitos motivos já ditos por aqui. Nós, mulheres, fomos educadas para constituir família, ter filhos, cuidar da casa, do marido, entre outros afazeres domésticos. Não fomos educadas emocionalmente para o diálogo e para a autonomia de escolha. Não temos com quem partilhar nossas angústias sobre o assunto, temos medo de ser julgadas, apontadas como aquelas que não valorizam seu casamento, sua família. No fundo nos sentimos presas, mas bem presas mesmo, a uma condição de abandono próprio, ou seja, queremos nos libertar de uma situação a que nos submetemos por influência familiar, social, religiosa, mas temos medo das consequências de fazermos outras escolhas que possam nos trazer mais conforto emocional, psicológico, afetivo. Qualquer escolha terá sua consequência. Se escolher assumir minha orientação sexual (aquela que julgam errada, promíscua, vergonhosa,) ou se prefiro me enganar e viver uma heterossexualidade disfarçada, só porque os outros acham isso correto, colherei os frutos das minhas escolhas. Sou casada, 40 anos, dois filhos. Fiz a escolha errada. Arrependo-me em partes, porque se não fosse essa relação, eu não teria os meus filhos que tanto amo. Mas hoje eu poderia fazer outras escolhas, não sou feliz no meu casamento, não sinto prazer algum em estar casada com um homem (não se trata apenas de sexo), gostaria de dar um fim no meu casamento e nunca mais me relacionar com outro. Eu amo a essência feminina, eu amo ser mulher, minha vontade é compartilhar a vida com uma mulher. Mas ainda colho os frutos de minhas escolhas do passado e isso me acompanhará, ainda que eu não queira, por muito tempo. Este blog é sensacional. Cheguei aqui por causa de minhas angústias em relação ao que sou e ao que deveria ser. E descobri um ambiente onde posso falar abertamente sobre meus anseios sem julgamentos e conversar com pessoas que estão na mesma condição. Parabéns pelo blog querida!!!

    1. Mary, obrigada por ter compartilhado seus sentimentos de maneira tão sincera. Sinto muito por saber que você não está levando a vida que realmente gostaria. Gostaria de saber, se você puder e quiser falar, é claro, por que você não poderia se separar e tentar viver um novo amor?

      Grande abraço!

      1. Bom dia, por gentileza, seria possivel vocês entrar em contato com MARYMT, e saber da disponibilidade dela em conversar comigo por email? Me identifiquei muito com o que ela escreveu e acredito termos valores e ideias afins. Agradeço desde já.

        atenciosamente

        Damis

    2. Muito interessante o que você relatou. Saí de um casamento longo, dois filhos, mas tenho a certeza que fiz a escolha certa. A vida é muito efêmera. Hoje nao estou namorando ninguém, no entanto, nunca me senti tao bem: uma paz, uma plenitude, uma felicidade, muito feliz com a minha verdade!!

  29. Mary, pode ficar à vontade. Te entendo perfeitamente, tenho a mesma idade que você e também filhos. Sem dúvida colhemos os frutos das nossas escolhas, mas também podemos escrever uma nova história se a gente quiser e puder. Se quiser conversar, peça meu email pra Amanda. Estamos aqui para nos apoiar acima de tudo. Um grande abraço.

  30. Olá Amanda , sempre dou uma olhada neste blog, e me identifico muito com os relatos dessas mulheres de 40, pois tenho 42 .e me vejo numa situação igual a delas casada e com um filho com outros desejos. Eu não tenho problemas com esse sentimento, que começou quando tinha 38 .Eu só quero ser feliz.Beijos.

  31. Olá Mary! a minha história é parecida com a sua ,mim identifiquei com todas as palavras suas citadas .É muito ruim viver dessas forma , mas me falta coragem para colocar um ponto final , e começar uma nova mas ainda vamos conseguir. beijos.

    1. Pois é Karen, sabemos que assim como nós existem muitas outras. Um questionamento que podemos fazer a nós mesmas é “porque mesmo tão insatisfeitas com o nosso casamento hétero, continuamos desencorajadas a impulsionar nossas vidas ao que realmente desejamos?” Eu, por exemplo, as vezes me pego colocando inúmeras desculpas para justificar a minha falta de coragem. E acabo concluindo que acostumei a dizer que é “difícil” e a culpar as circunstâncias pelo meu sofrimento. Mas cada caso é um caso. E como você mesma disse, você conseguirá, eu conseguirei, nós conseguiremos!!!

  32. Oi! Encontrei esse blog quando procurava por alguma possível resposta para meu dilema é fiquei chocada com a quantidade de mulheres com a história parecida com a minha! Nem imaginava!
    Bom, vou contar minha historia para desabafar também..
    Eu tenho 22 e sou casada com um homem a 3, eu já tive relacionamentos com mulheres e sempre gostei muito, assim como já terminei namoricos com outros homens porcausa de mulher, mas em um momento meio conturbado da minha vida acabei me casando com o m homem do qual eu conhecia a poucos meses, por impulso e por realmente amar demais ele.. Mas hoje sei que deveria ter ido com calma porque cada vez mais tenho chorado sozinha por gostar D mulher e não saber oque fazer! Eu tento “esquecer essa ideia” de mulher mas é mais forte que eu! Sempre volta, e o sexo com meu marido está cada vez mais inexistente, e quando fazemos algo sinto que faço somente por ele, pq não tenho mais desejo nele e nem em nenhum homem… E até agora lutei contra meus desejos por mulher pq achava ser coisa da minha cabeça, mas depois de ler Esse blog estou mais certa doque realmente quero! Mas mesmo assim sem coragem pra largar uma pessoa que amo tanto; Como se termina com alguém que se ama? Não é egoísmo da minha parte? É tão confuso tudo isso! Tenho medo de passar minha vida inteira no comodismo do meu relacionamento por medo.

  33. Boa noite… Há alguns dias ando acompanhando esse site por motivos que me levaram a me ajudar em vários aspectos de dúvidas e ajudas de várias pessoas passando pelo mesmo que eu acabou com que eu se identificasse muito com os comentários lidos e praticamente os mesmos problemas… Bom tenho 26 anos tenha uma filha e sou casada… Há 1 ano mas juntos há 3 anos.. Meu esposo é maravilhoso que ajuda em tudo…. Me entende… E adoramos fazer tudo juntos… De um tempo pra cá conversamos e entramos num assunto de “sair” com uma mulher e realizar nosso sonho de sexo a 3 e depois de conversar me veio uma explosão de vontades de ficar com mulher também. . É algo diferente que toma conta do meu corpo e mente… Gostaria de compartilhar com vcs um pouquinho da minha história…. Quem tiver passando por algo assim e pude responder ajudar me aconselhar podem entrar em contato comigo no meu email [email protected]. Abraços

    1. Oi Lauriane, boa noite.
      O meu desejo por mulher se manifestou com mais intensidade por ocasião da leitura de um livro (aliás trilogia) da Megan Maxwell. Boa parte da estória se passa em casas de swing. Aquelas cenas entre casais e troca de casais. Ménage a tres, a quatro e por aí vai…..instigaram-me de tal forma que passei a desejar mulher. Manifestei para meu esposo o desejo de praticar ménage a tres com mulher, mas não levamos a idéia adiante. Tenho medo de gostar muito da experiência e não desejar mais meu marido. Mas o desejo de beijar e me aprofundar numa relação com mulher só tem aumentado. E de uma coisa tenho certeza, quando pintar uma oportunidade, tasco um beijo bem grandão hahaha.
      Beijos linda.

  34. Estou vivendo um grande conflito.No inicio das aulas na faculdade conheci uma garota na sala.Ficamos logo amigas.Todo dia sentamos juntas.Não nos desgrudamos na faculdade.Somos pessoas completamente diferente.Eu tenho 31 anos e ela tem 18.Ela é uma garota super legal,simpática um amor de pessoa e ai logo me encantei por ela.Nunca tinha sentido isso por outra pessoa.Muito menos por uma garota.Sou casada e tenho duas filhas.Ela é lésbica.Mais nunca me olhou com segundas intenções.Tenho vontade de chutar o balde e falar tudo o que eu sinto.Só que tenho medo de perder sua amizade.Sei que não tenho chance com ela.Mais esse sentimento tá me matando sufocada.o meu casamento estava ruim e depois disso ficou ainda pior.Não tenho vontade de transar com meu marido.Penso muito nela,no seu cheiro ,no seu olhar.Não tenho coragem de desabafar com outra pessoa.Morro de medo de ser julgada.Me ajudem por favor.Conto tudo pra ela ou não?

  35. Um conflito entanto sua história.
    Sou de família cristã protestante. Desde pequena gosto de meninas. Lembro que no segundo ano do 1° grau me apaixonei por minha professora e, aos 8 anos anos por minha amiga(quem nunca néh rsrsrs), mas nunca tinha experimentado.
    Nunca contei a ninguém sobre isso, tinha medo o que as pessoas diriam ou pensariam. Porém, o tempo passou e, com meus 16 anos conheci uma menina(sempre fui louca por ela rsrsrs), nos tornamos amigas. Todos os finais de semana ela dormia na minha casa, mas não rolava nada, apenas papo de amigas. Um dia ela confessou que sentia algo por mim e ficamos, ela passou a dormir quase todos os dias na minha casa, nossa relação se tornou em algo viciante, fizemos planos para o nosso futuro. Mas sabíamos que não podíamos ficar juntas. Nossa família jamais aceitaria. Terminei com ela umas 4 vezes, mas sempre voltava, pois a mãe dela me ligava para dizer que ela estava mal, não queria comer e chorava sem parar… (se a mãe dela soubesse o pq de todo o choro rsrsrs). Escrevíamos carta uma para a outra. E foi nessa de escrever cartas que minha mãe descobriu, me chamou para uma conversa…(sem brigas)… e contei a ela toda a verdade, ela pediu para eu me afastar dessa menina, eu disse que ia fazer o que ela estava pedindo, como se fosse possível ficar longe dela.
    Começamos a nos ver uma vez por semana, mas ela não aguentou a família dela no pé. Começamos a nos ver menos, o contato entre nós duas ficava cada vez mais difícil. Então ela conheceu um rapaz. Um dia ela me chamou para eu ir na casa dela, e ela me contou que, tudo o que ela queria era ficar comigo, porém a nossa família nunca aceitaria. Então eu achei melhor a gente se afastar, mas ela sempre me ligava pra saber com eu estava. Mas ela já não arrumava tempo para ficar comigo… (mas todo dia ligava pra dizer que estava morrendo de saudades).
    3 anos se passaram e, ela sempre me ligando, porém, durante esses 3 anos nunca tinha visto ela.
    Toda noite ela ligava e perguntava o pq de eu não ligar pra ela. Dizia que tava pra morrer de tanta saudade e que tudo o que ela queria naquele momento era estar perto de mim.
    Um dia eu disse a ela que era melhor a gente parar de se falar, já que ela não arrumava tempo pra nós, ela pediu para que eu parasse de arrogância. Mas falei sério, disse que isso não era vida. Nunca mais ela me ligou, já faz um ano.
    Hoje ela e o parceiro dela tem um bebê.
    Continuei com isso dentro de mim. Casei com um homem. Ele é um perfeito cavalheiro, mas quem disse que é isso o que eu procuro????
    Não tenho desejo, não sinto tesão com elE, como eu sentia com elA. Fiz isso para acalmar minha mãe e na esperança de um dia ser como a família sonhava, mermo sabendo que isso nunca vai sair de mim. Continuo indo na igreja, mas na certeza de que eu serei para sempre “HOMOSSEXUAL”.
    Não sei o que fazer da minha vida, estou sem chão. Estou com um homem maravilho e surpreendente, mas que não consigo sentir desejo.
    Não sei o que escolher. Minha família e seus princípios ou o meu verdadeiro eu!!!

    1. Concordo em gênero, número e grau Ariano. Digo isso pensando no contrário também, uma mulher descobrir que o marido que ela ama por anos casou com ela por mera conveniência. As desculpas são sempre as mesmas – sociedade isso, filhos aquilo – mas no fim, se resume a “penso apenas no meu próprio umbigo e a felicidade da outra pessoa não é problema meu”.

  36. Gente, é realmente muito complicado….

    Estar casada e não querer se envolver sexualmente com o seu marido é dose!

    Sustentar um relacionamento assim durante anos, é muita coragem….

    Assim, existem homens fiel, eu acredito!

    Mas se manter fiel amando sua esposa quando ela não deseja você é praticamente um heroísmo, desculpa, mas eu acredito que 95% dos casamentos onde um não deseja mais o outro e vive uma relação de amizade termina em traição em uma das partes se não nas duas, chegamos a conclusão que os dois vivem de mentira quanto a relação do casal, e na boa a mentira é o medo e simplesmente coloca agente em cativeiro da situação infeliz e preso… Pois a verdade é que liberta as nossas vidas!..

    Vamos todas pensarmos juntas, lá na adolescência… Temos sempre amigos, amigas, mas sempre tem aquele amigo(a), que sei lá chama a atenção da gente. Esse amigo se aproxima ou vice-versa e você compartilha de coisas incomuns, ambos tem um interesse diferente um no outro… Normalmente aqui se descobre a sexualidade….

    no começo todos os amigos são iguais TODOS, até que um insistiu muito, demais!!!!! fica na cola….Enche o saco…..

    Você achar mulher interessante, mas poxa imagina que nenhuma pensa como você! pois gente como esse garoto insisti….

    Até que você sede, e tenta alguma coisa, no começo você acha normal ser assim ele sempre ir atrás de você pra tudo…

    Sabe porque você não vai atrás dele, porque simplesmente ele não chamou o interesse intimo sexual em você…

    Ai você se casa…. Oh merda!….. no começo é tudo flores casamento, igreja, família, pagagaio, etc… Mas com o tempo ele se irrita de você nunca, procurar ele, mas é claro que você não o procura, você não o deseja…vai procurar pra que?

    Agente só procura o que nos interessa correto!!

    Poxa, mais você não sabia disso, não queria isso… Não imaginava que seria assim.. Começa a procurar informações na internet e percebe que não é a única assim e encara a verdade que até então não estava tão clara aos seus olhos você é homossexual,,,

    E escolhe viver uma das opções:
    1 – É tarde, não tenho coragem… o que minha família vai pensar de mim e o meu filho?
    Vou dizer somente uma palavra quando agente se casa a nossa família passa a ser o nosso marido e filho, o restante virá parente, nenhum deles vive a sua vida, ou vive? agora você viver a vidas dos outro menos a sua te leva a que resultado….? Vale apena viver uma vida de mentirinha?

    2 – Você assume pro seu esposo e fica com ele.

    3 – Você assume pro seu esposo e se disvorcia enfrenta você mesma e a humanidade.

    Mas escolhendo viver de mentira só resta uma opção: Das duas uma… Ou ele vai procurar uma amante porque não se sente desejado, ou você procura uma mulher pra viver uma relação a três..

    Qual é a vida que você deseja viver? Oprimida, em parceria mas mesmo assim compartilhando seu relacionamento sua infelicidade com pessoas estranhas, o admitir pra você mesmo e tentar algo diferente do que vive…

    O que você vive você já conhece, será que a mudança não seria interessante, o que você me diz? Continuar na cadeia que você já esta habituada e segura mesmo sendo horrorosa?

    O prefere mudar, sair da cadeia, e ver o que tem de novo? É Desconhecido mais traz consigo a verdade, e você vai esta livre…

    Pense, ore a Deus…

  37. Fui casada durante 7 anos tive 2 filhos..mas sempre soube do meu outro lado. E minha familia n aceita..me sinto angustiada em ter q me esconder

  38. Bom dia amigos!!

    Sou uma mulher de 24 anos, casada a 7 anos e tenho uma filha linda de 6 anos.
    As mulheres sempre me chamaram a atenção e eu delas porém nunca tinha vivido essa emoção.
    Simplesmente uma vizinha minha que mora na minha rua a mais de 4 anos me chamou a atenção em Fevereiro de 2015, desde então quando começamos a conversar, trocar whats, ligações, minha vida mudou!
    Meu marido sempre foi um ótimo parceiro mais em questões estruturais do que emocionais, nunca foi muito de me ligar, me surpreender com surpresas e tal, coisinhas que relevo há muito tempo, a questão da (ATENÇÃO).
    Caraca, me envolvi de tal forma com esta mulher(26 anos), solteira, que eu pensava que conhecia prazer mas descobri com ela, aquela coisa do desejo, de fazer com vontade, com desejo, de querer mais e mais de acelerar o coração!!
    Em tão pouco tempo, ela supriu todo espaço vazio que eu sentia em questão de atenção.
    Somos iguais em quase tudo.
    Perdi emprego, emagreci uns 6 quilos depois que a conheci pois a ansiedade tomou conta de mim e dela tbm.
    Me separei por 3 meses praticamente pois as coisas já não andavam muito bem e oque aconteceu entre eu e ela mexeu muito comigo.
    Durante a separação passei muito tempo ao lado dela, posava na casa dela e ela na minha, minha filha é encantada por ela e ela pela minha filha.
    Me envolvi muito rápido, me apaixonei, ela me domina e eu domino ela, é recíproco é lindo nunca senti isso.
    Infelizmente, sai da minha cidade por uma semana pra decidir minha vida, pois meu marido ficou o tempo todo tentando voltar comigo e ao mesmo tempo ela não querendo que eu saísse do lado dela.
    Mas nessa uma semana descobri uma porrada de mentiras dela, um passado assustador, me precipitei e voltei correndo com meu marido.
    O tempo passou e eu vi que independente do que ela fez eu a amoooo e muitoo, voltamos a nos encontrar, toda hora tentamos nos desligar mas não conseguimos.
    Ela começou a namorar um rapaz e eu ainda estou casada.
    Mas sei que se eu tomar uma atitude ela vem pra mim, sem pensar.
    Temos um grande problema também, nenhuma de nós estamos estruturadas (condições financeiras), penso muito na minha filha também que ama o paizinho dela.
    Tenho medo que ela minha amada minta pra mim, na situação que eu to eu não consigo pensar em nada, tento fazer de tudo para esquece-la.
    Atualmente, nenhuma tem coragem de viver esse sentimento.
    Ela me faz falta e eu faço falta pra ela.
    To tentando com meu marido, mas ele reclama que depois que eu vivi isso (aabri o jogo, contei tudo pra ele), eu nunca mais fui a mesma, até meu etilo mudou.

    Tento ser a mesma, mas não consigo!

    Preciso de ajuda, oque eu faço???
    Conto com a sensibilidade de cada um de vcs!!
    Forte abraço!

  39. Eu me divorciei e nunca fui tao feliz. Passei por algo parecido. Depois de dois casamentos com h, meu segundo Marido era um amor e nos dávamos muito bem, nem o sexo era ruim, mas eu sabia que meu coração não estava ali. Tive um relacionamento com uma mulher e percebi que mais cedo ou mais tarde teria Q que separar, mas não tinha coragem e me afastei de minha paixão. Quase morri, chorava no chuveirotodos os ddias para não perceberem meu rosto inchado.. Depois de muito tempo, meu rrelacionamentocom o marido cada vez mais frio, conheci outra mulher e me apaixonei de novo. Dessa vez senti que não aguentaria sufocar meus sentimentos de novo.

  40. Jéssica o que mais vemos é isso..Pois muitas vezes existem mulheres que não tem coragem de deixar o marido e viver um romance com uma pessoa do mesmo sexo. Nem eu sei se teria. Mas uma coisa eu sei, tem pessoas que passa a vida toda e não sentem o que você sentiu com sua vizinha. Eu te aconselharia a pesar numa balança, pesar tudo o que você viveu até aqui;. Se você mudou com seu marido depois disso, e ele sabe o motivo, será difícil voltar ao que era. Quer dizer, não vai voltar o que era. E muitas mulheres dependem financeiramente do seu marido. Isso não é tão difícil de resolver, pois você é jovem e pode trabalhar e conseguir sua dependência financeira. E eu tenho certeza que se um dia você se separar do seu marido, ele dará o apoio a filhinha de vocês;. As vezes se a gente deixar passar um romance desses no caminho, podemos não voltar a sentir. E conversa com essa sua vizinha. Ponha tudo a mesa. Só não fique no “e se…” E por outro lado: Eu me relacionei com uma mulher comprometida com um homem, ela era hétero, nunca havia se apaixonado por mulher, nunca tinha nem olhado pra uma mulher com segundas intenções; Já eu, sempre me senti interessada por mulheres. Ficamos durante uns seis meses. Até que ela decidiu terminar e ficar com seu marido. E eu e ela sofremos muito. Mas eu sei que ela amava o seu marido, ela só teve uma paixão passageira por mim. E eu que sofri mais no final. E eu insistia na nossa amizade, e isso tornou tudo mais difícil, e eu só melhorei mais de uma ano depois, quando eu decidi me afastar. As vezes a distância ajuda, a gente sofre, sente falta, chora e tudo. Mas tem casos que o tempo e a distância resolve.
    No seu caso, tem uma filha, mas se o que você sente for verdadeiro e o que sua vizinha sente for verdadeiro também, independente do passado dela, E se você não sente nada pelo seu marido, além daquilo: Ele é um bom homem. Vale a pena arriscar um amor. O amor vale a pena. Mas tenha certeza do que a outra sente., E do que ela também quer. Agora se nenhuma das duas querem assumir tal sentimento, é melhor se afastarem. Mesmo que isso doa, mas é o melhor, acredite… beijos, espero que tudo se resolva pra você…

  41. Boa noite amigas,

    Obrigado pelas palavras, eu e ela decidimos nos afastar novamente, se dessa vez eu não conseguir vou tomar as rédias da situação.

    Pois me sinto um pouco frágil com tudo isso, vou tentar e se eu não sentir nada com ele, vou dar um tempo pra minha cabeça sozinha e depois vou falar pra ela.

    O incrível e que depois que me relacionei só com ela e depois disso percebo muito mais os olhares das mulheres pra mim, de me pedir telefone e tudo, mas não adianta sinto que é só com ela, não sei se é porque vivi isso só com ela ou se eu me relacionar com outra posso perceber que é apenas uma sensação e não um sentimento.

    Já tentei me envolver com outra pra ver, mas amarelei nem olhei na cara da guria direito, kkkk parecia que eu tava traindo e me fechei.

    Vamos ver meninas, ainda vou pagar pra ver, o mais importante é que eu me descobri como bi, pensei que me conhecia mas não, me conheço agora.

    Bjãoooo meninas!!!!

    Obrigado pelo carinho!

  42. Sou um homem de 29 anos. Dos 16 aos 25 namorei uma garota incrível. Era apaixonado por ela, tínhamos uma relação incrível mas, o sexo… Nem eu nem ela éramos felizes.
    Éramos o casal perfeito na visão de todos. Planejávamos casar. Ter filhos, viver a vida juntos. Éramos, sem dúvida, melhores amigos.
    Quando nos separamos (pq o relacionamento foi ficando insustentável), foi muito difícil, para mim e para ela. Reprimi meus interesses por homens e passei 3 anos em uma espécie de celibato. Me convenci que ter um relacionamento era dispensável.
    Aos 28, conheci aquele que, hoje, é meu marido. Minha ex-namorada conheceu aquela que, hoje, é a mulher dela.
    Nos assumimos para as nossas famílias e amigos. Foi difícil? Claro que foi. Mas, definitivamente, foi muito mais fácil do que eu imaginava. Tiveram pessoas ruins no caminho, e simplesmente tirei elas da minha vida.
    Hoje, minha família me aceita muito bem, meus amigos me aceitam muito bem, e não sou tratado de forma diferente.
    Descobri a felicidade. E minha ex-namorada descobriu a dela. Sabe o que é o melhor de tudo? De vez em quando saímos em casal. Eu com ele, ela com ela. E vivemos plenamente.
    A todos aqueles que ainda estão no armário, coragem! Eu sei que é difícil. Parece impossível. Mas, juro: não é.
    E ter ao seu lado um amigo, companheiro, pai dos seus filhos que, ainda por cima, te traz plenitude sexual, é espetacular.
    Não me arrependo nem um segundo da escolha que fiz.
    Nem minha ex se arrepende.
    Buscar a felicidade plena, sempre. Força gente!

    1. Marcelo, tudo bem? Muito interessante a sua história. Fico feliz que vocês tenham seguido pelos caminhos que realmente queriam.
      Como você disse, nesse processo, às vezes é mesmo melhor tirar algumas pessoas de nossas vidas – elas mais atrapalham do que ajudam.

      Se quiser contar mais da sua história, fique à vontade para escrever. Acho que ela pode ajudar muita gente.

      Abs

  43. Ola a todos. Sou bi e sempre o soube. No entanto, e apos o final duma relacao com a minha primeira namorada que me trouxe bastante sofrimento, decidir casar. Nao posso dizer que estivesse loucamemte apaixonada mas achei ser a melhor soluçao. Até porque, na minha cabeça nunca iria ter a coragem de me assumir. Nào queria dar esse ” desgosto ” aos meus pais e morria de medo da rejeiçao. E assim, pelo desgosto e pela falta de coragem, nunca mais tive nenhuma mulher, nunca mais amei como a ela. Estive casada 16 anos e hoje, aos 38 anos, encontrei uma mulher fantástica que amo e me trata como uma rainha. Amo-a muito

  44. Gosto muito desse blog, mesmo sendo um homem totalmente homossexual.Qto a este post, eu so espero que essas pessoas que comentaram nao queiram que seus filhos e filhas sejam heterossexuais a força, por favor, pensem na dor de vocês, e nao os criem como vocês foram criados.Qto ao Alexandre, tudo isso vai passar ai em seu coração, vc ainda é muito novo, eu já fui traído assim, eu namorava um rapaz e ele namorava as escondidas com uma mulher e me deixou por causa dela.Pra mim o mundo iria acabar, fiquei magoado com todas as pessoas do mundo, e com o tempo tudo aquilo passou.Assim como ele me deixou por causa dela, poderia ter sido por causa de outro homem, ou simplesmente por ter perdido o interesse em mim.Por fim, as mulheres pelo menos reconhecem que gostam de mulher e acham o sexo com homens uma chatice, ao contrario da maioria dos homens que negam pra eles mesmo a atração por homens, e continuam achando uma delicia o sexo com suas esposas.Como homens e mulheres, realmente, são diferentes!

  45. MInha historia é meio complexa pois envolve duvidas em função de uma experiencia em que estou envolvido.
    Sou casado ha 8 anos com uma mulher maravilhosa com a qual tive uma longa historia ao longo de 20 anos. Historia de amor e cumplicidade. Ocorre que ha cerca de 6 meses mudamos de estado brasileiro em funcão de trabalho e um melhor estilo de vida (saudavel). Nordeste Brasileiro. E ha cerca de 2 meses em umas de nossas conversas intimas, não sei o que me deu na cabeça apesar de ja ter conversado muito e ate proposto outras coisas a ela sobre sexo. Mas lhe propus que combinassemos de realizarmos um fetiche, mas antes de falar sobre o meu, coloquei que deveriamos realizar pelo menos um em nossas vidas, valendo qualquer coisa mesmo e que no dia ou semana seguinte, se ha experiencia desagradasse um ou a outro que combinariamos de nem se quer comentarmos e enterrarmos de vez a historia, ainda que os 2 de comum acordo iria fazer de tudo para ajudar o outro a realiza-lo. Combinei ainda que teriamos uma semana para decidir e que ela seria a primeira a realizar, assim se passou uma semana e por conta de alguns compromissos pessoais de ultima hora deixamos passar essa e mais duas semanas seguintes, quando finalmente lhe cobrei e ela disse que achava que tinha esquecido. Disse-me que apesar de termos ido a uma casa de swing, para ver mesmo, sem qualquer participação dos dois, isso aconteceu umas duas vezes e ela nunca tinha conseguido realizar esse sonho, que apesar de ter dados uns beijinhos em uma mulher, dessa vez ela queria realiza-lo completamente. Para mim, não sei porque, ate esperava por isso de alguma forma, pois não sabia como seria se fosse diferente, sei la, talvez um pouco de machismo, ciumes, ou daqueles fetiches que todo homem tem de sua mullher com outra e numa dessa eu acabasse embarcando nessa. Que nem preciso falar qual teria sido o meu….
    Pois bem, ela tinha feitou muitas amizades na cidade onde nos mudamos, capital de um estado, e conforme tinha combinados e não foi dificil pois ela tinha muitas amigas lesbicas e que ja tinham a elogiado bastante e ate se insinuado pelo face e tal.
    Ela marcou com uma de sair para uma balada e acabou acontecendo de irem para a cama 2 dias depois. Ela tinha me contado que foi a maior experiencia da vida dela e que a garota por ser muito experiente tinha lhe dado um show e ela ate ter gozado logo de cara, por que nem isso esperava. So que a historia não termina aqui, nesse meio tempo e por causa da procura, ela tinha se adiantado com outras duas garotas, pois como não sabia se ia rolar com alguma, com mais gente teria mais chance. Resumindo, naquela semana e na seguinte rolou mais 3 transas com 3 pessoas diferentes e uma das garotas, mediante meu consetimento teve um namorico que durou um pouco mais de um mês.
    Com tudo isso acontecendo e mesmo eu tendo consentindo a primeira vez e as demais, comecei a ficar preocupado de ela querer se envolver com alguem e me deixar. Conversamos bastante e ela sempre me diz que nunca vai acontecer de nos separarmos, que temos uma historia muito linda mesmo, que me ama de verdade, lembra cada coisa que nos aconteceu ate chegarmos o dia de hoje e tal…..Que ela gostou muito mesmo da experiencia e hoje, ate se arrisca a afirmar que é bissexual, pois realmente gostou da coisa e sentiu atração de verdade pelo sexo com mulheres.
    So que em nenhum momento, não falou se vai ficar nessa experiencia, diz que fulana ou ciclana ta querendo sair com ela, mas que foi porque não tava afim. Confesso que fui permissivo e não me senti incomodado com o fato de ela ter essa experiencia pois também curti esses momentos. Mas vira e mexe me bate a preocupação que surja alguem com quem ela se apaixone ou que venha a criar algum problema em nossa familia e circulo de amigos, pois ate então, isso é um segredo do casal. Se alguem puder me falar a respeito disso, ou de alguma experiencia em que tenham vivido que possa me desencanar com relação a isso, pois vi que em muitas postagens as esposas contam o drama de viverem essa situação de maneira completamente diferente e em muitos casos, na clandestinidade, pois não podem nem se quer abrir com alguem e não somente o marido.

  46. sou casada e bissexual …qdo contei meu marido ele ficou chocado ,mas aos poucos foi aceitando,e passamos a frequentar casa de swing,e fizemos um acordo ,so ficariamos com outra pessoa de preferencia mulher se os dois consentisse ….e com isso vivemos muito bem

  47. Sou lésbica, tomboy/machinho mesmo e tem um homem dando em cima de mim… só que o cara não é nojentão com papo de “vou te faze mulher” o cara é simples, e manja dos paranauê… o cara sabe conversar e larga umas na sutileza que to me sentindo A gostosa, sei lá se tô carente, mas o loco é fudido no papo… dá um up no meu ego o cara … meio afeminadinho e nota os detalhes da roupa, do cabelo, das minhas tatooo … e tá nessa comigo faz uns 20 dias já… NUNCA PASSEI POR ISSO, o loco não desiste, me deixa mais curiosa, se fudê… bah eu tô curiosa não vo nega… eu não tenho NADA de feminino e o cara chega no whats com uns papo que me deu tesão tem uma bunda gigante maior que de muita gostosa na night e usa uns jeans apertados meio puto… bah sei lá, já fiquei sabendo que o cara é submisso e tô na maldade… afim de fazer umas coisas com ele que não teria coragem de fazer com outra mulher… não sei se vô ou não… tô com medo de passar a curiosidade e acabar gostando do cara, o loco é gente boa demais, nunca me senti tão a vontade falando com homem que nem ele, bah sei lá qual é… depois de nega véia sentir isso…

  48. Olá primeiramente quero parabenizar o blog desde que encontrei por acaso tem muitas situações aqui citadas que parece que é a minha história que está sendo contada
    muitas respostas estou encontrando aqui e o principal não estou sozinha.
    Não sei se sou bi ou lésbica ja fiquei com um rapaz quando tinha 17 anos mas desde meus 16 anos comecei a sentir atração por mulheres esse sentimento me reprimi como venho de uma familia evangelica isso está sendo muito dificil para mim esta sendo uma pressão muito grande querem que eu me case mas não tenho desejo algum por homens ninguém sabe de mim e também tenho medo das repressarias que sofreria no meio da familia e da igreja já que eles dizem que é pecado então esse sentimento fica guardado la no fundo da minha alma mas to sofrendo não sei o que fazer
    Aqui estou encontrando um pouco de paz posso me desabafar.

  49. Bom dia, estou aqui para pedir ajuda, sou homem casado 8 anos de namoro + 5 de casado, sem filhos nos meses passado não estavamos bem no nosso casamento, ai comecei a desconfiar da minha esposa, quando descobrir através do celular dele que ela estava dando em cima de uma prima, falei com ela ela falou que eu não estava dando atenção a ela o q era mentira estava sim, coloquei as duas de frente e conversei com as duas, a minha esposa mi falou que a culpa foi dela ela que estava cantando minha prima, enfim deixe quieto e continuamos, meses depois sempre observando ela mais o nosso casamento não estava mais legal, eu descobrir que ela estava si encontrando com outra mulher uma amiga antiga, que também casada, coloquei mi esposa na parede ela falou que realmente elas foram para um motel e rolou, ficamos horas conversando, fui bem sincero falei que a amo muito, sou um cara boa pinta, tive as mulheres que quis, mais sinto amor por ela, e ela falá que mi ama, que isso tudo foi porque não dei atenção a ela, mais nos dois casos foi ela que procurou as duas, as outras duas mulheres eu também conversei com elas e falaram que minha esposa que foi para cima delas. E minha esposa diz para mim que quer ficar comigo, que mi ama que isso nunca mais vai acontecer, falei para ela ficar a vontade para ver o que ela prefere na vida dela, dei total liberdade a ela, perguntei si ela é lesbica ou bi que não é que quer ficar comigo que mi ama demais que nunca mais vai acontecer. estamos juntos, mais isso está na minha cabeça. o que faço.

  50. Pessoal.. Me identifiquei com mts histórias. Sou casada ha 2anos e tenho 26anos…
    Meu marido sabe em partes e não aceita. Ele.eh o cara perfeito pra mim, mas não me sinto completa com ele e nem tenho conseguido ter um relacionamento de vdd com ele..somos mt amigos
    Não qro magoa-lo
    Apaixonei-me por uma mulher de 30 anos, linda, com mts afinidades.. Soh não ficamos, pois ela não conseguiria ter algo com alguém casada.
    Proponho um grupo de whats. Oq acham?

  51. Pessoal, não é muito a minha cara entrar em blogs em busca de ajuda, mas quero a opinião de vocês! Deixa eu explicar…

    Sou lésbica, mas sem rótulos, odeio ser rotulada, classificada. Eu simplesmente sou quem sou. Imagino que olhar tudo dessa forma seria o ideal para quem está “começando” a se aceitar. Minha família acaba me enxergando assim, sou o que sou e não mudaria, e não precisa me chamar de nada, me categorizar.

    Enfim, sou uma pessoa calma, feliz, boba alegre e ás vezes séria, mas na medida do possível faço sempre todos rirem e sou muito agradável.

    Trabalho numa escola de informática e um dia desses chegou uma aluna, que chamarei de R.A.

    R.A. é mais velha que eu uns 10 anos e ela já está chegando na casa dos 40. Desde o início, quando ela começou a estudar aqui, eu percebia ela tipo me olhando meio que de rabo de olho e uma vez fui explicar algo a ela e quando olhei nos olhos dela percebi algo, sei lá. O olhar característico ou algo assim. Não era apenas vergonha, timidez, era algo mais, era tipo um “uau ela veio aqui”. Na outra aula quando ela chegou não sei o que houve, quando ela estava entrando na sala eu estava em pé e ela meio que deu a entender que queria um abraço. Eu ía apenas fechar a porta e ela veio e nos abraçamos meio que de lado, ela meio que tentando disfarçar. Estranho.

    Daí pra frente fiquei meio que com uma interrogação na cabeça, mas também comecei a pensar nela. Ela é linda, simpática, tem uma voz meio rouca o que é bastante sexy. E assim acho que estamos nos dando bem, mas gosto de ser realista. Pode ser que ela esteja sendo apenas SIMPÁTICA. Pode ser que ela esteja sendo apenas uma AMIGA.

    Quando conversamos eu não dou indícios que quero algo com ela, nem falo nada suspeito, pois afinal ela é minha aluna. Mas a faço rir muito e ela ri de tudo e já disse que somos parecidas em muitas coisas e disse algo tipo: “agente vai se dar bem”. Uma vez quando estávamos sentadas e conversando na sala ela tipo que colocou a mão na minha perna. Sei para quem é do babado isso já é um sinal, mas na verdade mulheres fazem isso todo tempo.

    Não gosto de me iludir com nada. Recentemente eu a adicionei no facebook e não vi nenhum indício que tenha namorado homens até agora. Achei apenas um post de uns 3 anos atrás, um comentário que ela fez tipo “hoje é sexta e é bem assim ó (e tinha uma foto de um menino beijando uma menina)”. Ela luta Muai Thai não é do tipo bruta, nem posuda. Usa as unhas curtas, mas feitas. Enfim, tem vários indícios a favor, mas sei lá.

    Pessoal, o que quero de vocês é ajuda mesmo, o que vocês acham? Eu realmente acredito que não existe gaydar, a não ser que a pessoa seja tipo Maria Gadu e Shane do The L Word, fora isso como saberemos?

    Aguardo a resposta de vocês e desculpa que escrevi uma Bíblia aqui.

    Bjo.

    1. Vc já viu ela usando blusa xadrez? se sim, vai fundo! ela joga no nosso time!

      Mas vou ser mais sincera, procure se aproximar mais dela, chame ela pra sair enfim… vc é inteligente, não precisa ser despachada ou muito direta, dê alguns sinais pra ela, ela vai entender… Chame ele pra ir ao cinema, livraria comer alguma coisa.

      Beijos!!! boa sorte

  52. Boa noite!Tenho 25 anos, sou casada a 3 anos e não tenho filhos. Minha história eh parecida com algumas de vcs. Desde 12 anos eu sinto atrações por mulheres, meu primeiro relacionamento foi com uma menina durou 3 anos entre trancos e barrancos, pois eh aquela mesma história de sempre quando os pais descobrem, então houve um tempo que tivemos que ficar afastadas, mais isso ainda não nos impedia de nada. Resumindo acabou que ela terminou tudo e começou a namorar um garoto, confesso que foram os piores anos da minha vida, por ser muito apaixonada nunca desistia dela sempre mendigava o seu amor a sua atenção, ficamos mais algumas vezes mais nunca via um futuro certo para nós. Com 19 anos ela encontrou um cara legal e eu tbm sempre tentamos seguir as nossas vidas com outras pessoas mais nunca nos distanciavamos pq era impossível um dia encontrar um amor assim. A maior objeção em nossas vidas foi a religião somos evangelicas e bem como sabem as igrejas são contra qualquer tipo de relacionamento homoafetivo, ela sempre colocou a tradição da família em primeiro lugar e as vontades da mãe dela, agora ela tbm eh casada e não nos falamos mais pq o marido dela pegou algumas msg no celular e mandou ela embora de casa a dois anos atrás eles estão juntos e ela não quer mais falar comigo, eu sei que a amo mais q tudo na vida foram 13 anos de um amor incondicional eu não quero outra pessoa eu sempre a quis mais q tudo, sinto q nunca mais serei feliz, sem ela na minha vida nada faz sentido, a minha loucura por ela já me fez pensar em suicidio pois eh uma dor sem fim. As vezes acho q o meu caso não tem solução, pois o meu marido eh um amor comigo tenho todas as coisas que qualquer um gostaria de ter dinheiro, carros, casas, viagens e a beleza mais nada disso me faz sentir feliz, muitas mulheres tbm flertam comigo, mais eu travo e no fim acabo chorando querendo aquela pessoa que eu não posso ter. Me ajudem please. Boa noite!

    1. Boa noite!! Aqui estou eu novamente quase depois de um ano do meu post e venho aqui contar o desenrolar da minha história que eu achei q tinha acabado, mas a vida eh cheia de surpresas e acabou que o amor da minha vida voltou a me procurar, ressurgiu das cinzas e mais uma vez fez eu me apaixonar perdidamente, pq sou louca por ela. Revivi os melhores momentos. Infelizmente a vida não é um mar de rosas, a realidade é que esse sentimento nos faz sofrer pq somos casadas e é tão complicado essa situação. Eu queria que a nossa história tivesse um final feliz.

  53. Fernanda, valeu pela resposta,

    mas tipo fico sem jeito pois se ela estiver sendo apenas educada? As mulheres, você sabe, são carinhosas de natureza. Eu acho mesmo que é melhor eu continuar a respeitando sem avançar nenhum sinal, pois acho que eventualmente ela irá falar abertamente sobre, isso… é isso que eu esperaria de uma mulher nesta situação…

    Enfim… Ah eu nunca a vi de blusa xadrez não. Sempre umas estampas de flor meio sei lá, mas é coisa da idade deve ser, mas as calças dela não são caídas não, mas isso não se aplica a este caso pois ela é magrinha sem bunda. hahahaha

    Valeu gente!

    Adorei o blog, virei leitora assídua!

  54. Muitas historias , muitas coisas em comum e um dilema
    Tenho 43 anos , casada , dois filhos e agora apaixonada por uma mulher casada , já tive atracão por uma mulher mas passou nunca tive coragem de dizer . Hoje sei que alguma coisa diferente acontece aqui dentro porque já é a segunda . Nao tenho medo deste sentimento acho que é bom , me faz sentir feliz , só fico triste por não poder viver esta paixão porque ela é casada tem filhos e é minha amiga , nunca falamos sobre homossexualidade então não sei o que se passa na cabeça dela.
    muito difícil , é só um desabafo já que nao tenho ninguém pra contar o que esta acontecendo

    1. Fernanda! minha xara rs porque não tenta conhecer saber o que ela pensa sobre homossexualidade? entre no assunto como não quer nada, quem sabe ela não surpreenda você.

      Ao menos TENTE!

      Beijos!!!

  55. Fernanda, estamos no mesmo barco, perto dos 40, casada há quase 18 anos, filhos, e me apaixonei por uma amiga, e tomando consciência da Bissexualidade… Superando e refletindo muito… Se quiser conversar meu email é [email protected]… Beijos

  56. Papo complicado…. O mais difícil de tudo isso é a confusão mental que isso gera, né?!
    Sou casada com homem e de uma fantasia virou quase uma obsessão rs. Tenho muita vontade de tocar uma mulher, mesmo tendo um desejo absurdo pelo meu marido. Bi foi a única forma que achei de justificar essa vontade. Mas sabe quando vc não tem coragem de cantar ninguém? Fico me perguntando como uma mulher chega na outra sem medo de uma senhora patada ou de um escândalo? Alguém já passou por isso? Tenho medo de doenças, medo de ser mal entendida, mal interpretada… Queria sentir o sabor de uma relação, alguém me entendi? Meu marido sabe disso, fomos conversando aos poucos e ele me entendeu. E vamos combinar que não existe nada mais atraente pra um homem que duas mulheres na cama, né?! É sonho quase que normal entre eles, e sinceramente ele incentivou a ideia. Julgue quem julgar, e de verdade espero não ser julgada e apedrejada aqui, pois é tão difícil se esconder atrás da “vida” , a sociedade julga tudo que ela julga “anormal”, isso já é um inferno de muitos, imagine quando vc acha um lugar pra abrir o coração e vem alguém e te chuta para o inferno rs.
    Queria conversar com alguém que já tenha passado por isso ou tem o mm desejo.
    [email protected]
    Não vou me expor e não quero expor ninguém. quero amigas, pessoas pra trocar ideias pra conseguir me ajudar e não atrapalhar. Tenho 40anos.
    Fiquei mais de 1 horas lendo os posts aqui e achei super sincero tudo que li, como é sofrido se esconder pra não se julgado….

    INDEPENDENTE DE QUALQUER COISAAAAAAA, QUERO AMIGAS, ME ENVIEM E-MAIL, DESABAFAR O QUE SE SENTE SEM PERIGO AJUDA. BJS MENINAS!!!!

  57. Há sete meses vivo esse dilema. Nunca me interessei por mulheres, mas ai surgiu uma na minha vida e me apaixonei loucamente, a tal ponto de trair meu marido com ela, isso porque foi a época que decidimos tentar engravidar. Lógico que voltei a me previnir logo que aconteceu. Minha cabeça está muito confusa, por que é muita coisa para eu assimilar. Tenho um casamento bom, meu marido é uma pessoa fantástica, que me ama, mas é com ela, mesmo nesse pouco tempo, que eu me sinto realizada não apenas sexualmente, mas de todas as outras maneiras também. Não consigo entender, estou há doze anos com ele e nunca na minha vida me imaginei nessa situação, sempre o amei muito, mas ela…. e o sexo com ela… até me arrepia e pra ela também é tudo novo também… não sei o que fazer…

    1. Querida busque a sua felicidade.
      Lésbica tem que ficar com lésbica.

      Eu me separei porque minha mulher era lésbica.

      Ela não se entregava totalmente, nem sentimentalmente e sexulamente.

      Hoje somos amigos. Ela mora com a mulher dela e eu fui viver uma vida hetero.
      Estou muito feliz.

      Faça o outro feliz.

      Chega de repressão!!!!

  58. Venho dar um depoimento meio contrário. Eu desde cedo fui atrás dos meus desejos, mas acabei só encontrando sexo bom, mas relacionamentos desequilibrados, não aconselho a largar seu marido ou namorado por prazer, só se realmente tiver certeza, tem a família, sociedade, preconceito, não é largar tudo e seguir o coração. Se a mulher eh bi aconselho a ficar com homens, eu pretendo voltar a me relacionar com eles. Vale a pena ser respeitada e não ter que esconder.

  59. Tenho 28 anos, sou casada ha 5 anos e tenho dois filhos (ambos autistas). Nunca tive experiência com mulheres, na verdade, nem me lembro de já ter tido desejo por mulheres.. até agora. Conheci meu marido em 2009, somos iguais em todos os aspectos, vivemos um amor muito bonito e construimos nossa família. Mas, com a dificuldade de ter duas crianças que exigem tanto de nós, fomos aos poucos nos afastando e hoje somos completos estranhos em casa.
    Conheci uma moça de 21 anos, com quem fiz amizade e passou a frequentar minha casa. Não sei de onde veio isso, como começou, mas passei a fantasaiar com ela. Ela é heterossexual, não há melhor chance de eu explorar esse sentimento, sem contar o respeito que devo ao meu marido. Mas passei a me interessar por mulheres, assistir seriados lesbicos, videos e agora só consigo me imaginar com mulheres. Não sei o que fazer, minha dedicação aos meus filhos é 24 hrs, não sinto mais vontade de estar perto do meu marido e meu casamento está em ruínas. Se filhos nessa situação ja pesa em qualquer tomada de decisão, quando são deficientes entao… e pra fechar o pacote, meu marido retirou um tumor imenso do cérebro em janeiro e descobrimos que está com câncer grau 4. Tenho que reprimir tudo que estou sentindo, para cuidar dele e dos meus filhos sozinha, mas me sinto sufocada demais. Desde que meu marido retirou o tumor em janeiro não temos intimidade alguma e a cada dia que passa só sinto vontade de estar perto de uma mulher. Não sei mais o que fazer..

    1. Querida busque a sua felicidade.
      Lésbica tem que ficar com lésbica.

      Transe com uma para você saber como é.

      Eu me separei porque minha mulher era lésbica.

      Hoje somos amigos. Ela mora com a mulher dela e eu fui viver uma vida hetero.
      Estou muito feliz.

      Faça o outro feliz.

      Chega de repressão!!!!

  60. Olá pessoal, apenas de passar os olhos pelos comentários, pude notar quantas mulheres estão infelizes e desanimadas com os seus casamentos! Eu sou lésbica, nasci em família ultra conservadora e religiosa, mas com 14 anos eu me descobri, (hoje tenho 26) e resolvi que não iria tentar ficar mais com homem apenas para agradar a minha família. Meus amigos me aceitaram numa boa, todo mundo que eu conheço me aceita e eu tenho uma regra:
    Se não concordar, não faz parte da minha vida!
    Tive alguns relacionamentos com mulheres mas não deram certo. Até que encontrei a mulher da minha vida ! Ela é minha melhor amiga, estamos juntas há 4 anos e moramos juntas, já trabalhamos juntas, trocamos msgs apaixonadas sempre que podemos no trabalho e tentamos almoçar juntas! Rs
    Enfim, a família dela era preconceituosa pq era do interior. Bem machista. Porem quando ela me conheceu e nos apaixonamos ela falou que iria comigo pra onde quer que eu fosse! Hahaha a família dela quis me conhecer melhor e eu conquistei a todos! Haha hoje em dia se eu não for aos churrascos do meu sogro ele fica super triste, sempre levamos a mãe dela ao shopping e todos nos amam! A mãe dela fez até um quarto com cama de casal pra quando passamos o fds.
    Ao invés de perder uma filha, eles ganharam mais uma, pq infelizmente minha mãe não me aceitou e eu decidi me afastar dela.
    Hoje eu e minha mulher somos muito felizes, até o pai dela admitiu que nunca viu um casal assim!
    Lógico que mantemos o respeito e não nos beijamos e nem ficamos nos agarrando. Acho importante o respeito.
    Nós decidimos enfrentar tudo e na verdade, ela é a minha família. Cuidamos MUITO uma da outra, não falta carinho, saímos sempre pra namorar e jantar, tomar uns drinks, fazer compra, tudo com ela é mais divertido.
    Meu pai diz que ela é minha alma gêmea.
    Eu prefiro acreditar que se vc ama alguém de verdade, cuide desta pessoa, batalhem pela felicidade de vocês! Ser feliz, todos os dias! Dando risadas, passeando, trabalhando e conquistando juntas! O ciúmes não vai interferir enquanto houver segurança!
    Mulheres, se tiverem a oportunidade, encontre alguma amiga de confiança e converse sobre. Muitas reprimem isso por conta da sociedade, mas o problema do brasileiro é cuidar demais da vida do outro! Que diferença faz pro mundo se eu durmo com homem ou com mulher?
    Até a religião eu abandonei, junto com o peso dos “pecados”. Hoje eu vivo com a minha consciência tranquila. Só faço o bem, não trato mal aos outros e ajudo quem posso. Sou uma mulher comum, que tem amigos selecionados e uma mulher por quem sou completamente apaixonada. E ninguém pode me convencer de que estou errada. Pq não me importo com a opinião dos outros. Apenas quem quer me ver feliz sem vergonha do que vão pensar pode opinar. Mas não mudo por ninguém rs
    Espero ter ajudado! Experimentemmmmm haha

  61. Sou Sonja McDonell, 23, Swiss Airlines Stewardess com 13 cidades ultramarinas reais, muito concurso com muitas fantasias no meu trabalho maravilhoso. Busco garotas cheeky meninas sem inibições em minhas cidades e em minhas férias, mas não só para entre minhas pernas.
    [email protected]

  62. Olá , eu vi seu comentário em um blog Bissexual e me identifiquei com sua história. podemos conversar?

    Sou casada a 7 anos e tenho um filho de 2 meses, eu amo muito ele ,ele é ótimo pra mim ,um bom pai é um bom esposo. Eu nunca me vi lésbica,nunca senti atração por mulheres e nunca tive vontade de ficar com mulher, sempre tive amigas lésbicas e nunca tive vontade e nem curiosidade, quando tinha 12 anos fiquei com uma amiga e até gostei ,desde criança eu sentia atração sexual pelo corpo da mulher , eu sempre gostei de ver mulheres nuas e tals. Mais era só isso , até então nunca tive vontade de me relacionar com uma. Desde de jovem eu via que sentia atração por homens e mulheres, porém tinha mais tesao por mulheres e romântica por homens. Sempre senti atração pelos meninos ( de querer ficar , namorar ) menos sexual. Sexual era só com mulheres. Ai conheci meu namorado quando tínhamos 16 anos , e um dia uma colega minha de trabalho me falou que iria virar lésbica um dia e isso ficou na minha cabeça até hoje e depois que ela me falou isso comecei a pesquisar e ver as mulheres com olhares diferentes pra ver se eu sentia alguma coisa , Mais até hj nunca nenhuma mulher me atraiu. Eu fico confusa com esses sentimentos sabe?

    Conheci meu namorado que hj é meu marido (aquele desejo e tesao q todos falam eu senti com ele umas 5 vezes só) e toda vez que me masturbo sinto mais prazer pensando em mulheres, e agr temos um filho ,casamos e esses sentimentos e dúvidas que tenho foi cada vez mais aumentando..
    Não sei Oq eu faço. Me sinto mal demais por isso, por todos os dias eu ter dúvidas de quem eu sou.

  63. Olá , eu vi seu comentário em um blog Bissexual e me identifiquei com sua história. podemos conversar?

    Sou casada a 7 anos e tenho um filho de 2 meses, eu amo muito ele ,ele é ótimo pra mim ,um bom pai é um bom esposo. Eu nunca me vi lésbica,nunca senti atração por mulheres e nunca tive vontade de ficar com mulher, sempre tive amigas lésbicas e nunca tive vontade e nem curiosidade, quando tinha 12 anos fiquei com uma amiga e até gostei ,desde criança eu sentia atração sexual pelo corpo da mulher , eu sempre gostei de ver mulheres nuas e tals. Mais era só isso , até então nunca tive vontade de me relacionar com uma. Desde de jovem eu via que sentia atração por homens e mulheres, porém tinha mais tesao por mulheres e romântica por homens. Sempre senti atração pelos meninos ( de querer ficar , namorar ) menos sexual. Sexual era só com mulheres. Ai conheci meu namorado quando tínhamos 16 anos , e um dia uma colega minha de trabalho me falou que iria virar lésbica um dia e isso ficou na minha cabeça até hoje e depois que ela me falou isso comecei a pesquisar e ver as mulheres com olhares diferentes pra ver se eu sentia alguma coisa , Mais até hj nunca nenhuma mulher me atraiu. Eu fico confusa com esses sentimentos sabe?

    Conheci meu namorado que hj é meu marido (aquele desejo e tesao q todos falam eu senti com ele umas 5 vezes só) e toda vez que me masturbo sinto mais prazer pensando em mulheres, e agr temos um filho ,casamos e esses sentimentos e dúvidas que tenho foi cada vez mais aumentando..
    Não sei Oq eu faço. Me sinto mal demais por isso, por todos os dias eu ter dúvidas de quem eu sou.

  64. Oi sou casado ha 10 anos e minha esposa agora me confessou que e lesbica . isso partiu meu coracao porque se ela tivesse me dito isso antes de casar eu nao teria casado. Foi uma traicao p min

    1. Mas as mulheres dão sinais: assim como acontece com os homens, o detalhe de casarem depois dos 30 anos. Dizer que nunca foi de namorar, por isso, ainda virgem e pedir para transar depois do casamento! Mas, no seu caso, para nesse tempo, ela nunca ter sentido desconforto com as preliminares e com pênis entrando, imagino que ela seja bissexual!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *