18 de abril de 2024

39 thoughts on “Tive uma experiência, sou gay ou bissexual?

  1. Nooossa! Amei o post. Ótimo como sempre.
    Concordo com tudo. Realmente existem pessoas que por terem determinadas experiências com o sexo oposto já se se “rotulam” de cara sem nem ao menos pensar sobre, ou tentar ter outras experiências com outras pessoas em outra situação. E do mesmo modo também existem pessoas se denominam gay ou Bi pelo simples fato de achar que vai gostar mesmo não tendo tido nenhuma experiência. Acho que de certa forma me enquadro nessa segunda situação. Na verdade eu também sou um dos que estão de prova que a Bissexualidade pode vir da infância. Desde pequeno eu sempre me imaginava e fantasiava com garotas, sempre quis namorá-las, depois casar e ter filhos e blá blá. Mas ter esses desejos/pensamentos nunca me impediam de sentir atração por outros garotos, acho que no começo eu nem ligava muito para isso, sentia atração mas sempre ignorava e pensava em garotas, acho que por isso na minha infância não tinha muitos problemas. Até que ela aos poucos termina e meu torturante pesadelo começa. Como que do nada me sinto carente, muito carente. E como nunca fui desses garotos “pegadores” nunca me interessei nesse tipo de coisa, nesses “ficas”, para mim isso sempre foi totalmente sem sentido, fútil. Talvez porque eu viva no mundo da disney, e por ser assim sempre me submeti as fantasias onde tudo era mais lindo e romântico. Até aí, ainda conseguia ignorar certos sentimentos e viver na boa, mas quando fiz uns 15 anos foi que tudo piorou, foi quando todos os meus sentimento de repente se multiplicam e eu fico totalmente desnorteado. O que eu achava que era apenas atração física por homens começa a mudar e passo a ter fantasias românticas com eles e o que eu achava que era apenas afetivo com mulheres também mudou um pouco e eu agora as desejava sexualmente também. Sempre nesse dilema de desejos, nunca conseguia chegar a nada porque tinha um fator externo ou interno para atrapalhar como meu preconceito comigo mesmo, minha baixo auto-estima e a sociedade. Foram ao todo mais de três anos de confusão e indecisão até que eu realmente pude perceber, mesmo sem experiências com nenhum sexo, que eu não tinha que escolher nada, eu não preciso. Simplesmente me aceitei como sou e me permiti sentir e fantasiar com qualquer sexo, com quem eu quisesse. Porque isso não importa. O que importa é que eu consigo amar as pessoas independentemente do que elas tem entre as pernas, pois me apaixono pela pessoa em si, é o seu jeito de ser que me cativa seja ela homem ou mulher. E é por isso que me considero Bi e que me considero normal, pois no exato momento em que aceitamos ser diferentes, é que nos tornamos normais.

  2. Ótimo. Se apaixone, case, more junto, tenha filhos, adote, ame.
    Os nossos desejos podem mudar com o tempo. Tenha como regra apenas respeitar o outro e como lema seguir o seu coração. Somos seres mutáveis. Essa realmente é a graça de tudo. Mas se você não acha graça “na vida”, continue… “morra aos poucos, seja o fantoche da sociedade” sem ela.
    20 anos tentando entender e é tão simples!
    más confesso ainda não tenho coragem o bastante 🙁

    1. Nossa Míria, tb ainda não tive coragem e hj fico pensando como deixei as coisa chegarem á esse ponto de 0x0….Bom isso é o que acho vai saber…

      1. Ah Paula, talvez vc ainda não esteja no 0 a 0, algumas coisas é questão de tempo e de tomar decisões. Eu por exemplo já estou ciente de que ninguém melhor de que eu pode dizer quem eu seja, porém, tenho uma enorme dificuldade de mostrar pras pessoas do que eu realmente gosto ou o meu comportamento nem sempre deixa muito claro que direção estou tomando quanto a minha orientação sexual… Depois de ter visitado esse site pela primeira vez de ler enumeras histórias relatadas aqui eu pude parar pra dar uma atenção especial a essa questão, agora com tantas respostas , algumas bem simples percebi que não é a sociedade, sou eu mesma, as vezes complico muito as coisas, sou medrosa e daí agora é que percebo o quanto que perdi de oportunidade e o quanto desperdicei por precipitação.
        O medo eu já não tenho mais porque senão nem mesmo meu nome divulgaria aqui porem quero conhecer primeiro a mim mesma e as demais pessoas com quem quero me relacionar ( independente de ser sexualmente), quero saber realmente com quem conviver pra não desperdiçar as coisa boas que guardo pra compartilhar e nem mesmo o tempo que tenho pra aprender com ela, essa pessoa.
        Pensa um pouquinho sobre isso, muita das vezes achamos que já passou a nossa vez e na real é uma questão de momento certo, pessoa certa. De verdade que depois de aprender tanto sobre bissexualidade não acho que vale apena se privar de experiência com qualquer pessoa que seja mas também fico no meio termo e me vem uma duvida vale a pena se privar de um…

        Então, da pra perceber o quanto é difícil?
        Eu tinha quase um testamento pronto pra te ajudar a não se motivar ou desmotivar pelas duvidas e experiências ruis dos outros ( eu no caso) porém é mais complexo do que eu possa imaginar discutir esse assunto só me traz mais duvidas Paula… Parece que sempre quando estou perto de uma pitada de coragem ou algo que me traz solução me vejo arrastada por uma onda-surpresa de deveres, duvidas obrigações e é isso eu volto a estaca zero.
        Pior de tudo é saber de certos problemas somos nós mesmos os criadores da solução.

        1. Oi Míria,… então hoje não sei o que mudou em mim mas acho que desisti, mesmo com dúvidas, penso que tenho que conformar, mas eu tô fugindo pois não tenho coragem.Gostei muito de suas palavras obrigada! E vc como vai indo?

  3. Ótimo post! Sou João, do RJ, já participei de outros debates aqui e só quero dar um pitaco.
    O parágrafo que resume o texto é perfeito. Se gostou de uma experiência e quer fazer de novo, faça. Se não gostou, não faça. Não precisa se prender a rótulos e definições porque elas não servem para muita coisa. E nem seria uma experiência suficiente para te definir.
    Essa é uma grande preocupação que vejo nos leitores do blog e de quem participa do chat.
    Então quando falo disso geralmente falo que ter curiosidade, vontade e gostar ou não de transar com alguém do mesmo sexo não te define homo ou bi, isso pode significar que vc gosta de sexo. O que pode ajudar a entender é se vai além do sexo, atração, prazer, sentimento… Se não é algo ligado a sua auto-estima pq tenho lido muita gente falar em estima baixa para “justificar” uma experiência bissexual.
    Enfim, pimenta nesse debate.
    Bjs e abs

    1. Sou da sexualidade fluida,ai muitas vezes já transei com amigos, sem cobranças do tipo vir a namorar, mas porque a presença dele, a conversa, despertava atração e relaxamento! O porte físico era detalhe apenas!

  4. Eu gostei muito desse post, de verdade, eu estava em dúvida, se eu era bissexual ou homossexual. Este post me ajudou muito, pois percebo que tenho muito em comum com o “Caio”

  5. Oi vlw pelo post agora sei que talvez sou bi ainda mi sinto confuso em ralação a tudo isso mais ajudou muito e não vo viver minha adolescencia como o Caio vou viver minha vida do jeitinho que eu quero namorando com ambos os sexos

  6. Amanda te mandei um e-mail e aguardo ansiosa sua resposta ):
    estou passando por um problema muito complicado, desde já, muito obrigada.

  7. Olá, tenho 16 anos :/
    Eu aceitei que gosto de ambos os sexos a algumas semanas. Mas foi um processo muitoo difícil!!!
    Me afastei de todas as minhas amigas, e o relacionamento com todas as pessoas começou a mudar… Fiquei muito fechada e confusa. É horrível!!!

    Eu pensei muito em contar para minha mãe, contei… ELA NÃO ME XINGOU , ELA ME FALOU QUE EU SOU JOVEM E QUE ISSO VAI MUDAR.
    Eu não vou precipitar as coisas, vou deixar acontecer tudo normalmente. Se eu AMAR ALGUÉM mesmo e tiver certeza dos meus sentimentos. Não importa se for homem ou mulher “vou ser feliz”!
    Espero que com a minha aceitação próprio meu relacionamento com as outras pessoas melhore. Um beijo

  8. Olá, boa noite. Meu nome é João, tenho 17 anos, tenho muitas duvidas com relação a sexualidade. Sem dúvida alguma, sinto atração, desejo, prazer, sentimentos, por mulheres. Porém, a muito tempo eu sentia outros desejos além desses, só que negava para mim mesmo, negava a hipótese de sentir atração por homem, de achar um garoto na escola “bonito”. Neguei e de certa forma continuo meio q negando isso (não sei) só que hoje (é meio dificil até escrever isso aqui) acho que sinto atração sim, que acho bonito sim, que gostaria de beijar sim, que talvez acharia interessante o sexo sim, porém estou em meio a uma crise existencial muito grande. Ao mesmo tempo que penso tudo isso – com relação a garotos – eu tento negar tudo novamente pra mim, e aí então deixo de falar com garotos gays ou que “curtem” pra “calar” isso dentro de mim so que sempre meio q “recaio”. São um milhão de duvidas, de questionamentos, com relação a se realmente eu gosto de homens (até o momento não senti nenhum tipo de sentimento, só o desejo de prazer e curiosidade), sobre isso for vdd: o que a familia vai falar, os amigos, a reação das meninas, caso eu fique com algum garoto e posteriormente ele fala pra alguem, e “caia na boca do povo” e as meninas não queiram mais ficar comigo por conta disso……… São muitas incognitas, isso não chega a ser um terço de tudo.
    Atualmente estou meio q tendo conversas com um amigo, onde fica claro pra mim que tenho atração por ele, ele não é homo, acredito q ele curti apenas…. Acho q já ficou com vários garotos e meio q por vergonha finjo q já fiquei tbm – com medo q ele deixe de falar comigo – pra continuar a falar com já que estou gostando e sinceramente não sei o que fazer, ao mesmo tempo eu quero ter essa experiencia só que os desafios comigo mesmo são muitos, e ele quer ficar comigo, mais não sei o que fazer! Gostaria de poder compartilhar isso com algum parente, amigo, porém, pelo menos por hora, irei ficar com isso só comigo, pelo menos por enquanto.
    Achei legal o Blog, o conheci agora pouco.
    Abraços

  9. Muito bom esse post! Vi muitas coisas em comum e me sinto mais integrado na sociedade. Mesmo que vivamos de maneira invisível, cada um de nós tem o coração do tamanho do mundo e só quer amar e ser amado.

  10. Olá amig@s do Blog Sou Bi!!!

    É incrível como os sentimentos são tão semelhantes, entre as pessoas, no que diz respeito às sensações erótico-afetivas quanto aos desejos bissexuais, seja a fase ou faixa etária que for, da vida. Ao meu ver, as descobertas no campo da sexualidade, tem uma coisa em comum a todas as pessoas que passam por isso. Sentimos inicialmente medo, até mesmo desespero e sensação de que o chão saiu de nossos pé; depois vem o aspecto depressivo e da tristeza por encararmos isso que achávamos que era apenas uma fase em nossas vidas, mas de repente nos damos de conta que não é; depois a fase de negação de nossa própria natureza sexual, como ela realmente é; e ai por fim, nossa mente sempre dá um jeitinho de nos aceitarmos como realmente somos, nos mostrando que todo o desespero do passado, não passou de tempestade em copo d’água. Em grande parte fruto dos pré conceitos que permeiam as sociedades em todas as suas esferas, desde a família até mesmo o profissional, e assim, criando “verdades” e “verdades”, sem base ou validação alguma, mas que infelizmente, quer seja por educação repressora, forte influência religiosa, geradora de preconceitos…, ficam arraigadas na grande maioria das pessoas como sendo algo absoluto, imune a qualquer crítica. Mas as coisas, ao poucos, estão mudando. O trabalho formiguinha, por mais insignificante que possa parecer aos olhos de muit@s, realiza construções com bases bastante sólidas. Fazer parte de uma comunidade, mesmo sendo virtual como a desse blog, e colocando nossas opiniões e vivências pessoais e socializadas, é uma forma de contribuir para essas construções, cada um colocando o seu tijolo, focado em um só intuito, o de acabar com o pré conceito e a discriminação, o de deixar de fazer pessoas sofrerem por não seguirem uma cartilha que a maioria sequer tem ciência do seu início e o porquê, de mostrar o quão humano e rica é a diversidade é rica em todos os sentidos. Chega de rótulos que só deprimem e não levam à nada!!! Sejamos tod@s humanos no sentido mais humano da palavra!!! Acho que é isso pessoal.

    Beijos e abraços nos corações de tod@s!!!

  11. Olá,meu nome é Henrique,sou um adolescente de 15 anos e estou me descobrindo sinto sentimentos por mulheres mas também sinto desejos sexuais por garotos da escola por isso me sinto confuso em relação a minha sexualidade pensando que talvez essa confusão passasse no futuro.

  12. Eu passei pelas mesmas etapas só que eu já namorava com homem e gostava já muito dele..por um tempo eu pensei que eu tinha que largar dele e arrumar una namorada mas ao mesmo tempo não queria pq o amava (amo) mas diferente de algumas mulheres eu sinto prazer com ele. Já beijei mulheres mas nunca fui ao sexo.

  13. Olá, essas fases muitos de nós passamos, são essenciais para nos conhecermos e amadurecermos com convicção de quem somos. No final, descobrimos que somos assim, eu gosto de ser assim, me sinto um privilegiado, amo minha mulher, meus filhos, meus cachorros, como qualquer um de vocês, já tive namorados por tempo muito longo e já tive relações de seduções sem sentimento, que hoje, por opção, talvez por maturidade, não me interessam mais essas últimas, meu novo namorado já dura sete meses e estamos muito felizes, nos conhecendo, e nos vendo pelo menos uma vez por semana, combinamos assim desde o inicio, nao preciso de outro cara na minha vida nem de outra mulher.

  14. Bom dia.

    Também passo por esse dilema, tenho uma namorada e moramos juntos vivemos muito bem, mas as vezes bate uma curiosidade de ficar com um homem pra saber somo é.O problema e encontrar essa pessoa que entenda minha curiosidade. Gosto muito da minha namorada não quero deixa ela mas queria experimentar um sensação homo.

  15. Olá acabei de sair de um relacionamento com uma mulher, já fui casado com outra e estou separado há três anos. Penso que senti já atração por outro homem (É possível não ter certeza?). Moro sozinho e minha casa é o melhor lugar do mundo por eu poder ser eu mesmo. Aceito o fato de pensar que sou bi, apesar de nunca ter me relacionado com outro homem. Não sei o que pensar…Nunca falei disso com ninguém.

    1. Muitas vezes atração e afeto se “confundem”! A admiração que tenhas por amigo, conhecido, familiar, colega, pode ter “mexido” contigo, até com o chamado “pingo da cueca” (glande umedecer)!

  16. Acredito que mais do que apenas a atração pelos dois sexos, a bissexualidade pode ser definida como a disposição que se tem para relacionar com alguém do mesmo sexo, da mesma forma que seria com alguém do sexo oposto. Ao menos, é assim que defino a minha bissexualidade.
    O problema, assim como a grandíssima maioria de todos eles que existem no planeta Terra, é a ignorância do ser humano conveniada a padrões sociais. Isso é algo que eu digo e repito muito na minha vida: A ignorância é a fonte de tudo que há de ruim no mundo, começando por guerras, fome, desespero, depressão, mortes, enfim. Então imagine isso aplicado à sexualidade de alguém…
    O que tenho pra dizer é: Ouse, experimente, se descubra e se aceite. A felicidade começa por dentro e não vem das palavras ignorantes de pessoas que não fazem a menor questão de entender que o mundo ao redor delas não é preto e branco. Ele é muito mais colorido do que elas imaginam.

    1. Como sou cisgenero, geralmente fiquei com Bissexuais e o que percebo é que nunca houve a busca pelo clímax (penetracao anal) e quando ocorreu foi mais como resultado dos corpos prontos a se completarem! Quando namorei, ai sim, conversamos, sobre nossos desejos e, eu aguardava ele na cama e, vinha já ajeitando gostoso minhas pernas, entrando sem ser afoito, recuando quando precisava se ajeitar! Muitas vezes, rolava 69 e sem neuras, por fazermos essa modalidade sexual! Ser bi, é sentir prazer e dar prazer, sem se preocupar em tratar o anus como vagina, supostamente ignorando o papel erótico que a próstata do penetrado tem! Já estive com Bissexual pleno: ele tinha namorada e ficava comigo e, disse me sinto a vontade de expor minha sexualidade contigo mas não tenho certeza se ela entenderia! Respondi a ele que sabia das necessidades dele e entenderia o namoro oficial ser o dela, afinal é difícil mudar Culturas. Aconselharia ele buscar a conversar com ela, Independente disso, nossa relação continuaria! Viver é Descomplicar e Desrotular o que é preciso!

  17. 0lá , a todO(A)s que curtem o Blog SouBI. Adorei o post e devo dizer , desde criança fantasiava com calcinhas/biquínis/maiôs de gatas como as inesquecíveis “Chacretes” , sonhava me relacionar com mulheres mas devido à timidez e não ser desejável pelas mesmas ( só queriam amizade ) , permanecia com muita energia sexual reprimida e como adolescentes costumam ser curiosos , logicamente que tive minha 1ª experiência com um garoto no famoso – troca troca – e mesmo batendo aquela culpa , senti prazer … mais tarde , tive experiências com Travestis e A-M-E-I-I-I ver aquelas mulheres lindas , sexies com um ‘algo mais’ me entreguei aos prazeres carnais de todas formas , sempre buscando usar alguma roupa feminina sexy nos encontros , comprando mais e mais . Sinto muito desejo por mulheres ( e fico muito excitado quando vejo mulheres lindas usando roupas de ginástica ou outra atraente ) , mas até hoje não tive nenhum contato íntimo com nenhuma. Sou CD ( ainda no armário ) mas como a libido continua elevadíssima – levando em conta que hoje tenho em torno de 50anos e sou saudável a toda prova – vejo que as pessoas estão mais liberais ( jovens principalmente ) e já saí com homens casados/solteiros e crossdressers , mas meu desejo principal são as Trans. Se um dia sonho encontrar uma mulher e bla bla blá ? Sim ! Sou Gay / Bi / outra denominação ? Não sei ! A única certeza é : busco ser feliz e fazer com que no momento do sexo a pessoa com quem estou se sinta especial pois dou meu melhor . Como disse na página , cada um que seja feliz ao seu modo .

  18. Por que ficam sofrendo pensando se são homo,bi, hetero, gay, lesbica, girafa (rs).Desde que não façam mal aos outros (não fazer aos outros aquilo que não gostariam que fizessem com a gente) vivam a vida e se permitam ser o que estiver sentindo no momento.A vida é curta, passa muito depressa pra ficarem com tanto sofrimento.

  19. Olá namoro um cara que esta em plana crise de sexualidade, estamos juntos a 3 anos e moramos juntos a 1 ano, sempre fomos felizes em todos os aspéctos, ele é um cara incrivel ,mas a 1 ano e meio atras eu descobri que ele gostava de se mostrar de cueca na internet mas para homens, e ele gosta de ver a figura masculinha o corpo ele tem desejo sexual …ele esta fazendo terapia e ja me confessou ter feito ja a alguns anos atras… semana passada ele me pediu um tempo ,falou que não acha justo comigo essa situação, q ele sente vontade de ver outros caras e ele tem medo de me trair para ter relação sexual com um cara…ele falou q me ama e que eu sou a mulher da vida dele, mas q ele esta em uma fase ruim , e não acha justo casar comigo assim….eu ja conversei com ele que entendo esse lado bissexual dele, e que estou disposta a experimentar coisas com ele para satisfaze-lo… mas ele mesmo tem uma barreira que o impede de me deixar aceita-lo….Obs: tem um amigo dele que sei ser gay e esta dando investidas nele…já vi mensagens e estou com medo de nesse tempo ele acabar sedendo as investidas do cara ….também não sei se eu aceitando e fazendo coisas diferentes com ele entre nós isso iria saciar o desejo dele ou eu teria mesmo que aceitar ele sair com homens para umas aventuras …enfim to muito confusa

    gostaria de saber se tem alguém com situação parecida para me dar uma luz…gosto muito dele e não quero perde-lo.

  20. Acho que sou bissexual. Tenho 38 anos e faz tempo que ando tendo desejos de experiência com outros homens. Não sei o que fazer. Nunca tive sucesso com as mulheres, sempre tive mais facilidade com homem, embora nunca tenha tido experiência homossexual alguma. Mas ando querendo ter relações e me envolver com homens. Será que sou bissexual ?

  21. Vivo no mesmo dilema, tenho 34 anos, hoje não me relaciono com ninguém no momento, a 1 ano acabei terminando um relaxamento de 4 anos e meio por ter dúvidas do que gostava, desde de criança sinto atração por​ ambos os sexos, apesar de não ter tido experiências com outro homem, mas sinto, e sofro um conflito interno pelo fato de todos os meus amigos de infância já estarem casados , filhos, ou noivos ou até mesmo já no segundo casamento, alguns amigos insinuam brincadeiras e me rotulam de gay, por ter um pau de 23cm e não estar por aí esbanjando e pegando todas. Isto para mim não me envaidece, ou me faz melhor do que o outro, simplesmente nasci assim, e polo fato de ser avantajado e de que os próprios amigos além de admirarem, pegarem, ficarem com brincadeiras e insinuações, se esfregando nele e até mesmo desejarem tanto ter como experimentar que me vem estes desejosos. Hoje sinto-me com mas vontade de me relacionar com alguém do mesmo sexo por curiosidade, e se no sigilo, mas 2 fatores são cruciais de ter e tentar está experiência em sigilo em minha cidade; uma que sou religioso e muito conhecido na minha cidade e outro a cidade é pequena e quase todo mundo me conhece. Isto me impede de ter esta experiência, mas o desejo hoje existe, e é muito grande. É tanto que tenho um amigo do bumbum avantajado, que é só ele encostar que já me excito. Minhas maiores fantasias sexuais hoje são com outros homens também. Quem poder me ajudar de alguma forma meu contato é Skype tb: [email protected]

  22. No meu caso sempre senti curiosidade mas um dia decidi ter sexo com um homem mas fique com medo de como eu iva reagir mas só descubri que sou heterossexual e só tive uma experiência homossexual que não gostei. Só rolo sexo oral por parte de meu parceiro pois ele já gostava de fazer sexo com homens. Na verdade por naturaleza senti plazer mas foi algo rápido que não quero experimentar mais
    Agoro continuo como sempre tendo relacionamento com mulheres. Espero meu depoimento preste para refletir

  23. No meu caso sempre senti curiosidade mas um dia decidi ter sexo com um homem mas fique com medo de como eu iva reagir mas só descubri que sou heterossexual e só tive uma experiência homossexual que não gostei. Só rolo sexo oral por parte de meu parceiro pois ele já gostava de fazer sexo com homens. Na verdade por naturaleza senti plazer mas foi algo rápido que não quero experimentar mais
    Agoro continuo como sempre tendo relacionamento com mulheres. Espero meu depoimento preste para refletir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *