18 de abril de 2024

1 thought on “52% dos colaboradores LGBTQIAP+ relatam sofrer preconceito no trabalho

  1. Tive uma colega que daria “tese de mestrado”: ela casada com homem da mesma idade que eu e, a diferença de idade do casal é de treze anos! Comportamento dela em relação a mim seria equivalente a de Etarismo: eu ter mais experiência profissional a incomodava, em especial em relação a mante-la na chefia que ela detinha! Como ela percebia minha amizade com um colega, mas por sermos cisgeneros, ela nem cogitava que veladamente paqueravamos e que poderia ter havido namoro intergeracional como o casamento dela! Mas ela pensava que elogia-lo para mim, geraria “concorrencia” e afetaria a nossa amizade! Tempo passou e ela deve ter pensado que eu com carreira finalizada a “cadeira de chefe” dela seria eterna! Ledo engano: o colega que tem minha admiração a substituiu!!! 🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *