18 de junho de 2024

62 thoughts on “Relato de um homem lésbico

  1. Excelente texto! E muito bem colocada a reflexão… Confesso que desconhecia o termo “Homem Lésbico”. Fui conhecer quando assistia a série The L. Word e isso me despertou curiosidade, então, pesquisei um pouco. Analisando bem, é um ponto de muito conflito quando se trata de relacionamentos e conflito muito maior para o homem que é lésbico. Acredito que só a informação é capaz de esclarecer. O diálogo com a parceira é fundamental, porque se há amor, sempre há um jeito… Um jeitinho para amar!

  2. Poxa, que intrigante… confesso que não conhecia essa vertente da sexualidade! Será que o mesmo pode ocorrer com as mulheres, ou seja, será que pode acontecer de uma uma mulher querer ser o “homem ativo” de uma relação com outro homem? Eu sempre comento com alguns amigos que a sexualidade humana daria um (ou dois) livros do tamanho da Bíblia. Esse é sem dúvida um dos assuntos mais complexos que existem.

    E se tudo fosse “papai-e-mamãe” acho que a vida seria muito chata. Que bom que existe a diversidade! Mas imagino que deva ser muito difícil mesmo ser um homem lésbico! Não deve ser fácil encontrar uma parceira disposta a ser ativa com um homem. Mas como a Maria Rita disse aí em cima…. “porque se há amor, sempre há um jeito… Um jeitinho para amar!” Concordo. 😉

    1. Eu nunca tinha ouvido falar nisso.
      Sou um homem, tenho atração apenas por mulheres desde sempre.
      E hoje, agora, acho que me encontrei lendo o texto.
      Sempre tive namoradas, todas de poucas iniciativa na cama, como fora dela também. O que sempre me deixava sem jeito. Pois eu sempre fiquei esperando iniciativa da mulher ou ao menos um grande sinal de que eu seria aceito. E elas falavam que queria que eu as pegasse e às dominasse, que EU tinha que tomar iniciativa de começar tudo… e agora entendi por que NUNCA me senti muito confortável nessa posição de homem dominador.

      Minha ex chegou a me chamar por vezes de frouxo, por não dominar ela, por que sem sentir carinho e afeto dela eu não tinha ereção.

      Foi então que conheci uma amiga muito linda, gente boa. Todos me diziam que ela tinha jeito masculino, que deveria ser lesbica ativa. Eu não me importei com o que falavam. E da amizade foi rolando um sentimento.
      Ela me contou que tinha uma mulher que vivia à 2 anos. Mas que as coisas não iam bem e elas terminaram.
      E como a gente estava se gostando muito, ela vinha dormir aqui em casa, eu dormia na dela.

      Até que um dia rolou o sexo mais maravilhoso da minha vida, sabe aquela sensação de plenitude.
      Entramos no quarto, ela pediu pra eu dormir lá, ela colocou o filme 50 tons, tirou às próprias calcas ficou só de calcinha, pediu pra eu tirar às minhas e deitar com ela. Deitados ela passou às penas entre as minha, acariciou minhas pernas, meu peitoral, me olhou nós olhos com um olhar de eu vou te pegar hoje, e me beijou, beijou meu pescoço, chupou meus mamilos, me fazendo ficar excitado, eu retribuindo tudo a ela tambem, e ela tirou minha cueca, depois a calcinha dela, e ela estava super excitada fazendo isso comigo tambem.
      Ela transou esfregando bastante o clitóris na minha pélvis, eu adorava o ritmo que ela fazia, e ela foi super carinhosa e ativa comigo, pois ela sempre preferia posicoes que ela tivesse controle do movimento, ela segurava minhas maos, e eu nao senti vontade de que ela me soltasse, ela gozou e me fez gozar várias vezes.

      Ela se diz bi. Não seI se ela prefere mulher ou se ela prefere ser passiva com homens…
      Só que que ficamos transando uma semana, e ela conheceu uma mulher que falou pra ela se afastar de mim. E hoje eu sinto muita falta dela.
      Por que foi a única mulher que me realizou até hoje.
      Ela diz que se for pra ter relacionamento sério com homem seria comigo, pois ela sentiu que eu a respeito como nenhum homem a respeita. Mas que no momento quer viver esse novo amor com a nova mulher dela.

  3. Agora que começo a entender o que acontecia com meu ex namorado há algum tempo atrás..
    Ele me vinha com umas historias esquisitas, dizendo que se achava diferente e que ele gostava de ser tratado como mulher apesar de gostar de mulher. Não consigo explicar muito bem, mas como o conhecia bem. certamente diria que ele se enquadraria nesse caso. Na época esse termo “homem lésbico” era praticamente inexistente e creio que informações sobre o assunto, também. Infelizmente a gente acabou se separando. Mas sei que, de acordo com o descrito no texto, eu não seria a mulher certa pra ele.
    Falando no texto, meus parabéns. Essa é realmente uma matéria bem escassa de informações e vocês conseguiram caprichar. Continuem assim !!!

  4. não sei se entendi bem isso mais essa historia de homem lesbico é meio estranha não seria mais correto chamar de heterossexual passivo ? por que homem lesbico fica parecendo que o cara é transexual e prefere mulheres , não acho que seja novo nem nada o homem querer ser dominado pela mulher na cama a diferença é que hoje em dia o homem pode admitir isso com mais facilidade e é possível essa troca de papeis não precisamos criar um novo gênero ou rotulo pra isso

    1. Poderia ser também um hetero passivo e com alma feminina… MAS nem todos os homens lésbicos são/ se consideram passivos. Se querem ser tratados como uma “mulher lésbica”, podem existir aqueles que sejam relativos na cama, e que curtam inversão de papéis!! Se são adeptos de The L word com certeza são uma “Lisa” da vida heheheh! Quanto a ser uma trans, nesse caso sendo um MTF (male to female) ele NUNCA vai se denominar como um homem lésbico e sim como uma lésbica, já se trata de um homem biologicamente, mas com mente feminina, que se sente como uma mulher e desconsidera seu corpo masculino biológico, tanto que se submete à cirurgia de mudança de sexo.

    2. Sou cisgenero mas já ouvi de homem que eu sei pedir, até negociações exitosas tive com corretor e as fiz para lésbica e também para gay. Numa dessas ocasiões um deles depois que me apertou a mão me beijou (até de lingua) e me disse “avancei sinal”, disse a ele beijas bem. Ele ainda comentou nem imaginava que teria essa intimidade com outro cisgenero e não com cliente homo. Ai “expliquei” diplomacia requer feminilidade e até o substantivo é feminino! Essa atração que nos uniu! Mas, já houve preconceito, ai não pela sexualidade, mas o corretor pensar que eu não ir a obra com terno (ou a chamada roupa de domingo), que eu não teria crédito aprovado para adquirir imóvel! O colega dele com quem falei depois, na confraternização, que fiz pela aquisição, ficou por último a sair e maroto disse: ficou tarde. Acabamos “dormindo juntos”! São situações de homens que acabam transando, sem buscarem definições para a sexualidade fluida, deixando apenas que ocorra!

  5. Entendi o que o Alan quis dizer, mas acho que é como a Dany disse. Tem a “alma feminina”.
    Não acho que simplesmente tenha a ver com ” ser dominado na cama “. Tem a ver com a mente das pessoas. Mas de fato, concordo que não precisamos criar rótulos. Nem novos e nem velhos

  6. olha cara eu vinha pensando nisso a um tempo
    comecei q a me questionar se eu nasci no corpo certo, pq eu tenho muita vontade de trocar de sexo apenas para me tornar lésbica. sei la é estranho pensar nisso acho q preciso de mais tempo para descobrir minha sexualidade.

    1. Eu tô passando por isso agora. Ando descobrindo coisas em mim que me fazem crer que sou trans mesmo. Minha orientação sexual é a ginesexual, pessoa que sente atração por pessoas femininas independente do sexo.
      Quanto a transexualidade, não é certeza, apesar de já estar providenciando mudanças estéticas.

      Abraços

  7. “Os homens lésbicos podem ser “mais masculinos” ou “mais femininos”. Mas o fato é que todos têm algo em comum: são homens que gostam de mulheres, mas não se sentem homens na relação sexual. É complexo.”

    Isso me cheira a gênero fluído. Devemos levar em conta que o termo TRANS é um termo guarda-chuva, portanto, transgênero não é aquela travesti do filme pornô ou aquela que roda a bolsinha, dentro da transgeneridade, existe uma diversidade de identidades de gênero, expressões de gênero, etc.
    Eu acho que sou transgênero. Acredito ser gênero fluido, me sinto mulher ou homem em determinados momentos ou situações. Gosto do meu nome e não gosto quem me chamem toda hora de meninA, é complexo, cada trans tem sua forma de ser.
    Não importa se você tem pênis e se sente mulher, a partir do momento que você quebra o binarismo, você se torna um transgressor, um transgênero.
    Travestis, transexual, crossdresser, gênero fluído, gender queer, agênero, trigênero, bigênero, etc., não importa, todos fazem parte da transgeneridade e acredito que alguns desses homens lésbicos, pode ser transgênero, mas, como a diversidade é grande, podem ser homens mesmo, mas lésbicos.

    1. Não se trata de determinar quem é ativo e quem é passivo. A relação se baseia no desejo mutuo e verdadeiro, sem que algum tenha que se submeter à vontade do outro em alguma atitude que seja excitante para um e talvez sofrível para o outro.

  8. Assim como existem mulheres que curtem videogame, tomar cerveja, sair com amigos e ouvir rock, transgênero também faz a mesma coisa. A forma como os transgêneros têm relações sexuais variam de cada um para cada um

    Acredito que para homens lésbicos e para transgêneros, não faltam pares. Acredito que existem muitas mulheres que adorariam se relacionar com homens lésbicos, assim como tá no texto, assim como existem pessoas abertas a terem relacionamentos com transgêneros, levando em conta que o mundo tá cheio de pansexuais, ginesexuais, androsexuais, portanto a diversidade é grande.

  9. Foi uma iluminação em minha vida saber do homem lesbico.
    Sempre tive muita dificuldade em começar relacionamentos, pois tendo esse comportamento feminino sem que tenha atração por homens, por vezes a mulher acaba perdendo a paciência ou até mesmo achando que sou gay, pois eu me aproximo e conquisto a mulher desejada, porem me coloco em uma posição passiva aguardando que ela dê o primeiro passo, e isso, como é sabido, as mulheres só o fazem normalmente quando se relacionam com outra mulher.
    Desta forma, apesar de ter sido casado por 19 anos com uma mulher heterosexual ( a qual levei uns 2 meses para o primeiro beijo ), tenho atracao por lesbicas e bi-sexuais.. Meus amigos pro vezes me questionam se gosto do tao falado ” fio Terra” ; não, não é o meu caso,, como por outras me invejam por conseguir ter o amor de uma lésbica. Ja com as mulheres heterossexuais, quase sempre me decepciono, pois a maior parte delas não vivem um amor verdadeiro e entregue pois são condicionadas a usar sua sensualidade para conquistar e isso eu repudio com todas minhas forças, e acho muito mais valorosa a prostituta que comercializa seus préstimos à uma mulher que troca uma atuação teatral pelo que deseja do homem. As lesbicas sabem o que gostam, e te ensinam como dar prazer a uma mulher, o que sem essa ajuda, todo homem fica anos luz atrasados nesse aspecto.

    AS LESBICAS TEM UMA VANTAGEM ENORME SOBRE AS HETEROS…
    QUANDO ESTAO COM VOCE É PORQUE QUEREM E NAO PORQUE PRECISAM OU USAM COMO É O DIFUNDIDO ENTRE AS FEMEAS.

  10. Ja namorei um homem lesbico que me deixou apixonada por essses motivos. Passividade e alternancia. extrema sensibilidade. delicadeza. adoravamos chegar ao cume so com as preliminares. Ele e lesbico , eu tenho alma lesbica e fomos muito felizes.

  11. Os relatos encaixam-se perfeitamente com o meu comportamento – um homem lésbico, pois percebo que tenho uma alma feminina lésbica.
    Não sou gay, tenho uma forte atração por mulheres e meu tesão fica ainda maior quando me imagino uma lesbica assumida, totalmente confortável fazendo amor mulher-mulher.
    O que me excita é proporcionar prazer à mulher que só as lesbicas sabem fazer. Com cumplicidade, envolvimento, entrega. Sabem explorar todos os sentidos – o toque, o cheiro, o gosto do gozo. Sabem beijar como ninguém. Não tem como não ficar apaixonada por uma mulher que permite uma relação tao intensa e verdadeira.

  12. Hey, eu gostaria que alguém me ajudasse. Eu ainda sou nova, menos de 16 anos, mas não consigo me identificar sexualmente.
    Eu sou uma garota, mas sinto vontade de ser homem. Às vezes sinto como se estivesse no corpo errado, mas às vezes sinto que não sou homem nem mulher. Me sinto atraída por homens, mas sempre quis – sim, eu sei que é estranho – ser “passivo”, o homem que durante uma relação sexual faz o papel de mulher. Não, passivA, passivO. Tenho muita vontade de me sentir como um homem, mas acho que mesmo fazendo a cirurgia para mudança de sexo, eu ainda não me sentiria completa. Acho que só nascendo homem eu me sentiria completa de verdade. Não sei como me classificar e não sei o que fazer à respeito disso.

    1. Pensei que só eu que passava por isso que você passa. Estou com quase 20 anos e sempre agi de uma forma meio masculinizada(mas de forma bem sutil até) e a alguns anos atrás comecei sutilmente a ter uma vontade estranha de me vestir de homem, e não só isso… tmb sentia vontade de ficar com homens de forma tipo ativa. As vezes até penso q queria ser homem só pra me relacionar com outros, ja q eu como mulher não conseguiria ficar com um cara pq me sentiria meio deslocada na hora H(e com garotas nao da pq nao sinto atracao alguma por elas) o pior é que eu até hj reprimo isso e como eu não sei a quem recorrer pra falar isso. e nunca acho algo relacionado isso, entao fica difícil saber o que eu sou

      1. Eu sinto a mesma coisa, tenho 18 anos e me sinto da mesma forma a alguns anos, não sabia se era algo da minha cabeça e se só eu me sentia dessa forma.

        1. Puxa, é assim mesmo. Não sabia desse conceito que o texto aborda. Eu sempre me senti assim, mas nunca soube explicar. Sempre fiquei perdido com isso, sem saber como me definir. Sou homem, nunca senti qualquer atração por homens (não rola mesmo), somente sinto atração por mulheres. Mas, num relacionamento, eu sinto a vontade de ser a parte feminina da relação, e a mulher, por sua vez, seria o masculino.
          Eu também achava que só eu pensava assim, por parecer uma coisa meio doida… Mas é assim mesmo, no meu caso, um homem que gosta de mulheres, mas que seria a “mulher” e a mulher seria o “homem” da relação.

  13. Sou homem de meia idade, estou no segundo casamento e sempre amei as mulheres. Detesto o jeito violento de ser dos homens. Sempre fui apaixonado por ver o amor entre duas mulheres. Já assisti milhares de filmes lésbicos, mas não com intenção sexual, mas sentimental. Já chorei várias vezes vendo as cenas de amor e sofrimento que ocorrem nos filmes. Adoro o final feliz quando elas ficam juntas. Sinto uma vontade imensa de ser uma lésbica para poder viver um amor assim. Sei que nessa encarnação isso é impossível. Amo minha atual esposa, mas não consigo colocar algo assim em prática com ela. Será que sou homem lésbico ou só não passa de fantasias de minha mente?

    1. Zabon, você parece ter criado um estereótipo sobre os homens ou resistência na presença de um homem cisgenero no dia a dia, mas que se deixa comandar com outro homem! Já trabalhei com homem enrustido, que pareceu “se incomodar” por eu saber me “posicionar” em cada momento! Já, uma colega que quis criar uma distancia entre mim e o chefe do setor ao lado, quis que eu fizesse um memorando com solicitação de uma questão a cargo do setor dele. A demanda era tão simples que numa conversa ele atendeu no mesmo dia, solucionando! Mais adiante, tivemos um romance, com a primeira transa logo depois da conversa inicial, em que ele disse que queria ter experiencia homossexual, comigo! Como ele estava “se iniciando Bi”, estranhou a minha desenvoltura com ele, mas por eu ser gay, soube esperar ele estar pronto e o tempo que precisou (anteriormente) para paquerar! Com o tempo ele percebeu que ativo e passivo é mera convenção, que o climax pode ser do 69 a penetrar! Até sugerir como preliminar ele apenas me fazer “oral” para poder me dar mais prazer ao me penetrar; assim como ele pediu para eu ser carinhoso com ele, para relaxar depois do dia estressante! E foi tudo bem, ter sido carinhoso, percebendo que ele, estava sem disposição para transar!

  14. Eu sou homem me por visto ajo como homem, não sinto a mínima atração por homens, mas quando estou com uma mulher adoro quando consigo ser o passivo. Já tive relação com várias mulher não tenho problema em satisfazer uma mulher, adoro o jogo sexual, gosto de fazê lá gozar mais do que gosto de gozar. Amo o corpo da mulher acho lindo muitas dizem que tenho alma feminina. Não sou afeminado nem nada, no dia a dia VC não perceberia, juro. Mas quando me solto na cama com uma garota que curta trocar viro outra pessoa. Nunca propus para qualquer uma mas para a que propus rolou legal e elas curtiram, teve algumas que a te se surpreenderam com a própria reação. Sexo é mais psicológico do que físico. É uma questão de sintonia.

    1. “Sexo é mais psicológico do que físico. É uma questão de sintonia.” Gostei dessa sua frase, porque se as pessoas entendessem que a transa começa na Psique, problemas como “disfunção eretil e ejaculação precoce” chegariam quase a “zero” ocorrencia! Numa despedida de solteiro de um amigo, o pai dele quis ir e, presumo por sermos os unicos coroas, ele veio até a mim! Conversando, de inicio, socialmente, buscou aproximação! Depois as caricias começaram discretas em mim, nos beijamos! Depois me levou para conversarmos com outros “casais já formados” e “turbinados”! Até que transamos, eu e ele!

  15. Adorei o texto, achei por coincidência quando estava procurando algo do gênero, pois no meu caso sou mulher e acho que me enquadro nesse conceito, mas não como um homem lésbico (claro!), mas como uma mulher que gosta de homens, porém sinto que minha “alma” masculina é gay… Isso seria possível? Ou talvez seja coisa da minha cabeça? Me sinto assim à anos, mas nunca soube dizer o que é.

  16. Por favor, parem de apagar as lésbicas… Lésbica é mulher nascida com sexo biológico feminino que gosta do mesmo sexo.
    Livrem-se desses clichês de gênero do passado… essa coisa que mulher de verdade é “mais sensível, passiva, ‘feminina'”… essas amarras são estereótipos que só reforçam o binarismo que vocês tanto dizem rejeitar.
    O que há de errado com um homem com natureza mais doce e passiva? Isso o faz “mulher”? Quer dizer que vocês acham que as mulheres são por natureza mais passivas e femininas? Isso lhes foi imposto pela sociedade e um homem ser assim não faz menos homem, muito menos mulher e muito menos, se ele ainda gosta de mulher, o faz dele um “ĺésbico”.
    Respeitem as lésbicas <3

  17. Bicho, cê é um homem hétero. Homem que gosta de mulher é hétero e pronto.
    Pare de enfiar um “lésbico” pra mostrar que você é diferente e “mais sensível” que os outros homens, porque lesbianidade diz respeito apenas às mulheres.
    Pare de reforçar esteriótipos de gênero afirmando que ser mais sensível é característica feminina. Para com essa psicodelia.

    1. Bruna, apesar do termo estar “relacionado a mulheres”, existe sim uma parcela de homens que chamamos de homens lésbicos. Eles têm essa denominação, porque se relacionam com mulheres de uma outra maneira.

      Mas é claro que podemos sempre refletir sobre os termos e usos. Essa pode ser apenas mais uma maneira de criar um grupo de pessoas que possa se identificar e entender o que sente e deseja.

  18. Como homem sempre me identifiquei com essa sensibilidade elevada que a maioria dos homens não possuem. Digo isso por que não é um comportamento amplamente aceito ou discutido entre homens (amigos, pai, irmãos). Você será sim taxado de gay ou homossexual, mesmo sentindo atração somente por mulheres (heterossexuais ou lésbicas). Mas confesso que me sinto bem atraído e extremamente vulnerável com um olhar, um sorriso ou um simples abraço de uma lésbica. A ideia de ser beijado por uma povoa constantemente meu íntimo. Acredito que isso talvez se deva por eu simplesmente me sentir atraído por alguém com uma sensibilidade tão elevada quanto a minha, e nesse caso, vejo mais isso em mulheres lésbicas que nas heterossexuais. Ou talvez seja apenas sintomas de uma personalidade histriônica ou outro distúrbio emocional não diagnosticado pelos psiquiatras que já me analisaram. No fundo, não posso dizer que todos são assim, mas acho que só queremos ser verdadeiramente amados.

  19. Sempre me considerei LÉSBICO. está bem claro isso pra mim. e me achava RARÍSSIMO e sofria muito por isso. muito difícil achar uma mulher que entenda e curta. a que eu namorava, acabou me traindo, o que me colocou em depressão e total baixa-auto-estima. não sei o que fazer e estou me tornando asexual, acho que nunca mais vou ter ninguém na vida…

    1. Eu também pensava da mesma forma que você kkkk, mas no fim quando já estava praticamente desistindo o jogo viro BEM DRASTICAMENTE é conheci alguem e me apaixonei perdidamente e acho que não vouu conseguir amar outra pessoa, existe sempre uma pessoa … so se acalmar pois ela vai aparecer 🙂

  20. Sou homem heterossexual,mais na cama me sinto como uma lesbica ativa,todas mulheres que me relacionei chegam orgasmo facilmente comigo.
    Tenho uma sensibilidade enorme,mais tambem tenho o lado macho,depende do dia!
    Não curto ser penetrado,mais gosto de ser chupado como se eu fosse uma lésbica,e chupo como se fosse uma tambem.
    Mais sou homem também gosto do sexo comum,minha mulher me acha perfeito!
    Talvez eu seja um Homem lésbico ativo!
    Acho que mulheres que se relacionarem com homens assim,terão uma experiência incrível!

  21. Também endosso a definição. Sempre me senti um homem lésbico. Tenho atração pelo corpo feminino, principalmente a pele, o cheiro e a delicadeza.
    Porém gosto de me sentir como mulher, atualmente tenho usado lingerie feminina para dormir e só não uso todas as vezes no sexo porque minha esposa até aceita mas não gosta que seja sempre.
    Sempre que faço sexo oral nela me imagino em seu lugar sentindo o prazer que lhe proporciono. Como ela sempre teve problemas com a penetração e ultimamente tenho tido dificuldades de manter a ereção a penetração já não existe na relação e não sentimos falta. Gosto de me masturbar como se fosse uma mulher, massageando a cabeça do meu pênis dentro da calcinha como se fosse um clitóris, o orgasmo demora mais a acontecer e é muito intenso, além da sensação gostosa de sentir o esperma escorrendo entre as pernas até o ânus quando chego ao orgasmo. Fazer isto com ela me abraçando em conchinha é delicioso.
    Apesar de não sentir atração pelo corpo masculino sinto pelo pênis, pois sinto muito prazer com o sexo anal que para mim é como se fosse minha vagina e até consigo que ela massageie meu anus quando faço sexo oral e ela fica muito excitada.
    Minhas únicas decepções é não ter conseguido que minha mulher se interessasse em me penetrar com um pênis com cinta e aceitar que eu me apresentasse mais feminino todo o tempo. Estou fazendo depilação definitiva em quase todo o corpo, ficando somente os braços e pernas que desta forma ela aprovou. Meu desejo é ter um corpo semelhante ao que eu desejo. BEM FEMININO.
    Por esta razão me considero um HOMEM LÉSBICO.

  22. Complementando, concordo também que somos mais sensíveis e carinhosos. Temos algo que as mulheres adoram, somos companheiros nas compras no shopping e até ajudamos a escolher as roupas. Além de tudo os homens “comuns” não são capazes de fazer um sexo oral tão bem como nós.
    É importante dizer que ser um homem feminino não é a mesma coisa de ser afeminado, tudo bem que quando visto um calcinha bonita gosto de me olhar no espelho e fazer uma pose para me sentir gostosa, mas na vida pública é outra história. Isso é importante porque as mulheres, mesmo que aprendam a curtir nossa maneira de ser, querem apenas na intimidade.

  23. Adorei essa Matéria , Man eu precisava ler isso sério tenho uma historia bem COMPLEXA, vou contar em Retribuição Ao blogsoubi, e para o conhecimento de todos vocês .
    Desde pequena sempre me senti diferente em relações a muitas coisas, como modo de se porta, brinquedos porque eu deveria brincar de boneca, e meus primos de carrinho sempre achei os brinquedos deles sempre mas legais e bem melhores que os meus . Apesar de ter tido pais muito conservadores não tenho o que reclama ‘sabe’, eles sempre deixavam eu brincar com carrinhos, solta pipa, pular muros kkk coisas de criança, de vez enquanto nem tudo eles permitiam. Venho de uma família protestante e eles sempre falavam o que achavam certo mim, como o famoso “HOMEM é MULHER” … e isso me deixava meio que no fundo irritada sabe, e nem entendia o porque… mas conforme o tempo foi passando eu via que não gostava de meninos, me dava repulsa em saber que um dia deveria me casar com um deles e comecei a odiar meus pais por isso, e a igreja … e muitas outras coisas … Mas por eu ser uma criança na época sem muita informação, me afundei no mundo virtual, como jogos que você pode falar com as pessoas, fiz um mundo onde eu poderia viver da forma certa sem descriminação sendo o que eu sou … e lá criei uma conta masculina e me passei por garoto, namorava com meninas, e ficava com elas uma atras da outras mas sabe me sentia vazia no fundo, vivi dessa forma por anos fiz amizades e ninguém sabia quem eu era. Cheguei a momentos a me sentir tão vazia, e que tudo o que fazia era tão sem significado … Que passei achar que eu era ASSEXUADA, que não sentia atração por ninguém … Mas no fundo o meu único intuito de me a furda nesse jogo era pra conhecer uma menina que me entendesse e compreendesse gostasse de mim pelo eu sou que compartilhasse as mesma ideias é pensamentos … mas nunca encontrei naquela época ate que cansei e me afastei do jogo .. e depois de 1 ano voltei na febre do kpop lembro ate hj kkk eu queria fazer um fit k-idol sem qualquer intuito de amizade ou conversas … e como sempre eu fiz um fit MASCULINO sempre MASCULINO … passando uns meses , me afundei em tédio tava afim de conversa conheci um menino numa sala e resolvi puxaar uns assuntos, ja com o pensamento de “isso nao vai dar em nada” … mas em fim … fiz assim mesmo … e como eu esperava não deu em absolutamente nada parecia uma conversa bugada aleatória, como se o jogo tivesse bugando ou a internet … sai da sala e entrei no outro dia e adivinha quem estava lá ? O mesmo garoto resolvi chamar pra conv denovo não sei oq deu na minha cabeça para chamar garotos para conv , mas só chamei … nessa hora oi Ja era diferente sabe mas não impressionei , so continuei levando e conforme a conv ia indo eu fiquei MDS , isso é possível como alguém pode ser tão fofo , ser assim , tão meigo , com os pensamentos muito parecidos com os meus ideias , tudo eu conv come le com a boca aberta :O sem acreditar que eu achei alguém que eu procurava a anos … mas como sempre eu nao me deixei pressionar , mas estava abismada sem acreditar conforme o tempo foi passando descobri que ele era gay e tinha um namo e que eles nao iam bem , e nao sei pq mas eu morri de ciumes dessa pessoa e no fundo eu ja tava sentindo um odiosinho kkk … mas em fim . Eu juro pra vocês que eu realmente esqueci contar que eu era garota e depois que eu ouvi que era gay , ai mesmo que eu nao contei fiquei com receio e medo até que um dia ele terminaram … e eu já tava com pensamento de me declarar mas como eu poderia ? Eu pensava eu não gosto de garotos , como eu poderia me declarar pra um ? o que tá aconttecendo aqui ? HELP kk eu tava muito sem chão não sabia o que fazer ate que conheci la no jogo mesmo uma pessoa que era parecida comigo é me identifiquei , e depois de muito pesquisa descobri que eu era DEMISSEXUAL uma pessoa que so consegue sentir atração por outros depois de um certo tempo de convívio, ou seja uma relação bem além sabe uma relação emocional, meio espiritual kk nao sei xplicar muito bem … ai tudo fez mas sentido então me declarei … e descobri que ele gostava de mim tmb mas sofria calado pois nao sabia se eu curtia garotos … então começamos namo é ele sempre pareceu uma menina sabe eu nao gosta de usar o termo menina pois “MENINA” eu acho errado usa esse termo para definir sensibilidade então eu usarei “MEIGO ” , ele era muito meigo muito frágil sabe gentil carinhoso, nunca consegui ver ele como sabe um homem apenas como ser humano até que um dia contei que era menina nao aguentava isso ele fico meio constrangido mas sua atitude me surpreendeu ele disse que gosta de mim pelo que sou é não porque eu era um menino e que o nosso amor ia alem do que apenas um fisionomia física … e eu fiquei chocada em ouvir e ver isso … e continuamos a namo e apesar de ser um jogo eu sabia que ele era passivo , e apesar de eu ter contado que era uma girl ele continuo a me trata da mesma forma claro que elee me pergunto se isso me em comodava e eu disse que que achava otimo ate me fazia sentir bem … e na hora das nossa conv e fantasias sexuais sempre tivemos aquela posição de eu ser a ATIVA e ele o PASSIVO , e de verdade eu não me incomodo com isso é acho que não ficaria bem é eu não me sentiria bem eu ser passiva sempre tive a posição sabe de dominar, esse e meu jeito não consigo ser de outra forma da mesma forma ele ele não saberia ser de outra e tambem não se sentiria bem em ser assim Apesar De estarmos FALando de “HOMEM LÉSBICO” … é não ter muita ligação por ele ser gay TEMOS aqui uma nova descoberta , é espero ter respondido de alguma forma a resposta do BLOGSOUBI é de muitas outras pessoas … Desculpe o erros ortográficos escrevi rápido pela ânsia mesmo de saber que isso existe e isso tiro um peso de meus ombros é me fez muito bem ter lido … muito obrigada eterna #GRATIDÂO <3

  24. Já a algum tempo percebo esta nuance em minha sexualidade.
    Gosto de mulheres, gosto de no sexo e no dia-a-dia me relacionar com elas dentro do universo feminino.
    Não sinto atração por homens.
    Houve por muitos anos uma enorme dificuldade em me relacionar, até pq eu mesmo não me entendia, e nem sabia exatamente o que queria.
    Confesso: foi uma fase de muito sofrimento, até que me enxerguei, com terapia e auto análise. Principalmente pq a maioria das mulheres não compreende esta personalidade em um homem. Acham logo que é gay.
    Naturalmente, saber o que vc busca e o que tem a oferecer, em sua sexualidade é o primeiro passo pra buscar felicidade.

  25. Boa noite,pesquisando muito cheguei nesse blogue..Então eu estou saindo com uma pessoa e ele tem umas atitudes estranhas,ele me pede pra ser homem e ele a mulher ,que ele gosta de ser tratado como mulher e que eu seja o homem é domine ele …Só que eu não consigo fazer isso bem. E acontece que ele até brochou umas vezes ..Eu fico achando que ele è gay è não sabe ..È difícil explicar as coisAs por aqui .Mas queria opiniões sobre,será que ele è gay?e não tem atração suficiente por mim..há e ele gosta muito q pegue e chupe os mamilos dele

  26. Olá, gostaria que me ajudassem sobre esta questão.
    Meu caso é o seguinte:
    Em termos de atração sexual, curto apenas mulheres.
    Sobre homens, eu reconheço quando é bonito, mas não passa disso por desinteresse mesmo.

    No sexo, sou ativo, mas ser somente ativo não me excita. Preciso que ela me estimule também, que seja algo recíproco. E uma coisa em comum com outros comentários, é que invisto pesado nas preliminares, usando a língua e as mãos nos mais variados jeitos pra fazer a mulher se excitar.

    Quanto a questão que entra neste tema, é que a pouco tempo aceitei de que, na minha intimidade, eu consigo me excitar me imaginando sendo mulher durante o ato sexual e que se manifesta apenas nesta situação. E mesmo nessa hora, achando que eu poderia ser bi, eu broxo no exato instante quando tento me imaginar junto com um homem ali. No entanto, me imaginando junto com uma mulher foi diferente.
    O fato é que não gosto de me imaginar agindo como mulher, ou mesmo usando roupas femininas. Me vejo como homem, tenho um jeito mais masculino e gosto de ser assim, mas não sei dizer se isso é apenas um fetiche, ou se eu seria um homem passivo, ou se me encaixo nessa categoria que descobri lendo este post.
    Poderiam me ajudar? Obrigado

    1. Bem oportuno seu relato, porque trazemos para toda a vida a memória fetal, que tudo indica ser o seu “caso”! Eu e meus irmãos fomos “esperados” do sexo feminino, numa época em que Não era realizado USG para “saber o sexo do bebê”, ou seja, 9 meses a nossa mãe naquela “torcida”: um dos meus irmãos foi no extremo do grande número de parceiros e, já eu no ser paquerado por homem, indo para a amizade ai poderia acontecer dele buscar transar! Eu não digo que não sentia prazer, mas também não impedia por dar um certo frisson dele ter me desejado! Nesses dois extremos tem irmãos nessa definição de “lésbico” que não apenas na cama, mas em ausência de consenso do casal: minha cunhada com carga horária menor que a do meu irmão e nem precisando ajudar financeiramente, meu irmão lavando louça no almoço, dia do aniversário chegando do trabalho! Demorou a liberar minha subida, ou seja, teve pudor da situação! Será que ele precisava ter casado? Como a diferença de idade é de apenas um ano, entre eu e ele, pode ser que a memória fetal dele se assemelhe a minha, tanto que tinha amigos homens próximos, porque realizar um provável casamento para satisfação social?

  27. Como ser heterossexual:

    Você é um homem.
    Diga para você mesmo:
    O fato de você ter uma pênis faz de você um homem.
    Você gosta de mulher.
    Eu só gosto de mulher.

    Você é uma mulher.
    Diga para você mesma:
    O fato de você ter uma vagina faz de você uma mulher.
    Você gosta de homem.
    Eu só gosto de homem.

    Como ser heterossexual mudando de papel:
    Homem lésbico.
    Diga para você mesmo:
    Você é uma mulher.
    O fato de você ter um pênis não muda o fato de você ser uma mulher.
    Vai mulher.
    Diz:
    Ainda só gosto de mulher.

    Mulher masculina:
    Diga para você mesma:
    Você é um homem.
    O fato de você ter uma vagina não muda o fato de você ser um homem.
    Vai homem.
    Diz:
    Ainda só gosto de homem.

  28. É TUDO MUITO COMPLEXO, SE FORMOS TENTAR ENTENDER , PARECE PERDA DE TEMPO E TALVEZ NINGUEM CONSIGA EXPLICAR !! POR ISSO ACHO MAIS FACIL TENTAR ACEITAR E VIVER COM ESSAS ” DIFERENÇAS ” DUPLICIDADE NUM MESMO CORPO, INDEPENDENTE DA FORMAÇÃO, AS VEZES ATE PARECENDO FALTAR ALGUM ORGÃO, EXISTEM DUPLOS SENTIMENTOS , MANIFESTAÇÕES, SENSAÇÕES, DESEJOS, NECESSIDADES AS VEZES SEPARADAS E MISTURADAS AO MESMO TEMPO!! PARECE UMA TORTURA, PORQUE NÃO NOS ENTENDEM, ACEITAM E O PIOR NÃO RESPEITAM E ACABAMOS NOS ESCONDENDO, OMITINDO, DISFARÇANDO, MENTINDO PRA NOS MESMOS !! PRECISAMOS CONVERSAR!! OUVIRMOS UM AO OUTRO!! MEU EMAIL [email protected] AGUARDO UM ABRAÇO A TODOS

  29. Me identifiquei bastante com o texto. Fui casado por 14 anos e muitas fantasias pude realizar com minha ex-esposa. Mas também realizei algumas com uma amiga bissexual, em que pude ser mais verdadeiro na cama.
    Sou homem, amo mulheres femininas, mas na cama, fico muito excitado ao me vestir de mulher (colocar lingerie, sandália etc.) e ser passivo. Amo quando a mulher me domina e eu cavalgo, quando sou pego de 4 etc.
    Quando sou ativo, gosto de posições em que pareço passivo (flexão invertida, montanha russa, frango assado comigo por baixo e ela por cima chupando meus pés etc.). Mas depois que eu gozo, passa! Vou ao banheiro e tiro os apetrechos. Aí eu volto a ser “homem” e dar carinho à minha parceira.
    Não sei se posso ser chamado de homem lésbico.

    1. Muitas vezes o enfraquecimento das relações homoafetivas, se dá pelo que se convencionou, socialmente, função de homem ou de mulher! Numa ocasião, trabalhando diretamente com chefe, passamos a almoçar juntos e alguns dias por necessidade de trabalho, irmos até as 21 horas! Chegou a dizer que havia transado com a esposa, pensando em nós dois! Disse a ele que poderia ter transa real! Transamos! Tivemos até um romance!

  30. Eu aprecio a beleza tanto de mulher ou de homem, mas sinto atração pelo mesmo gênero (homem). Nunca fui “afoito” por transar, mas também sempre o homem que me “procurou” para uma “sexualidade fluída” ou namoro! Por ser cisgenero, amigos ou colegas, bissexuais, foram os que com quem me relacionei! Era unanimidade dizerem que eu tinha feminilidade no tratar as pessoas, bem educadamente! Ouvir, também! E geralmente, eu era penetrado, as vezes me pediam para fazer oral. Nunca contestei a iniciativa deles, na transa! Parecia que quando havia conversa, já havia consenso de transa, mas não. Quando é namoro, há aqueles protocolos de preparação do ânus, mas nas relações fluidas, o cara buscava meu anus, como se fosse vaginal! Os que percebiam meu anus apertado, sem problemas com o “entre nádegas” mas sem “abrirem mão” do encontro glande deles com meu esfincter! É como se nossos poros, hormônios mesmo iguais, sabiam, que éramos homens “convergentes” se completando!

  31. Eu acho que essa coisa de ficar rotulando tudo enrola e confunde a cabeça das pessoas. A dualidade faz parte da essência de todo SER HUMANO – todos temos características femininas e masculinas. Isso de “homem lésbico” é um modismo sem fundamento, o famoso querer inventar moda, inventar rótulos para as pessoas. O maior respeito é pela humanidade que existe em cada um de nós, nossos gostos e preferencias. Ele é homem, nasceu homem, tem hormonios masculinos e um penis – e gosta de mulheres, com uma vagina. Apenas não obedece ao esteriótipo de “macho” que a sociedade rotula para os homens – é um homem mais sensível do que o “esteriótipo” da sociedade, e que tem a preferencia ser dominado pela mulher na cama. Um heterossexual passivo, ponto – sem mistérios. Porque as pessoas complicam tanto as coisas????

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *