17 de junho de 2024

2 thoughts on “Uma bissexual em um relacionamento aberto

  1. O maior desafio que percebo é quando se é cisgenero e a atração é homo e a paquera é por cisgenero (supostamente ou sabidamente) bissexual! Hoje, aconteceu novamente bem sutil, quando conversava com motorista de ônibus, inicialmente de forma social e ele me paquerou jogando charme! Por sermos de descendência açoriana, antes dele começar a fazer o horário me despedi com “mo quirido” e ele empolgado disse querido (“normal”), e também disse quando desci no destino! E ai está a necessidade de conversar quando se percebe que a atração pode “evoluir” para relacionamento! Ter a maturidade em assimilar a sinceridade e necessidade do Bissexual em se relacionar com o mesmo gênero e também relação modus “hetero”! O relato trazido na matéria me parece ter extrapolado o ambiente homo/bi e ido para o chamado swing! Para mim a monogamia na prática está mais para uma construção social e/ou cultural! Mas para que ninguém se “machuque” delimitar fluidez sexual ou namoro é fundamental!

  2. Muitas pessoas resolvem abrir um relacionamento, mas não estão preparadas para isso ou fazem para agradar a outra pessoa com quem se está.
    Essa decisão às vezes acelera o fim de uma relação.
    Abrir um relacionamento deve ser prazeroso para as duas pessoas verdadeiramente, caso contrário somente uma pessoa é feliz desse tipo relacionamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *